Por onde anda o elenco de O Senhor dos Anéis 20 anos depois?

Créditos da imagem: Divulgação

Filmes

Lista

Por onde anda o elenco de O Senhor dos Anéis 20 anos depois?

Astros continuam em carreiras de sucesso e alguns até voltaram para a Terra Média

Camila Sousa
06.02.2021
12h00

2021 é um ano especial para os fãs da Terra Média. A data marca os 20 anos do lançamento de O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel, produção dirigida por Peter Jackson que se tornou um marco do cinema - e apresentou a obra de J.R.R. Tolkien para novas gerações.

Para celebrar o aniversário do filme, reunimos abaixo a lista com o elenco da produção, mostrando quais projetos eles fizeram após a franquia. Confira.

Elijah Wood como Frodo Bolseiro

Divulgação

Intérprete do protagonista Frodo Bolseiro, Elijah Wood estava chegando à casa dos 20 anos quando estrelou a franquia e era o ator mais jovem do set. No longa, ele faz o papel do jovem hobbit que herda o Um Anel do tio e toma para si a missão de levá-lo até a Montanha da Perdição para destruí-lo.

Em 2012, Elijah Wood reprisou o papel de Frodo Bolseiro rapidamente em O Hobbit: Uma Jornada Inesperada, que conta a história de como seu tio Bilbo se tornou portador do Um Anel.

Wood atua em produções de Hollywood desde criança, passando por longas como As Aventuras de Huck Finn (1993) e Impacto Profundo (1998). Após o sucesso em O Senhor dos Anéis, o ator esteve em longas como Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças (2004), Hooligans (2005) e Truque de Mestre (2013), e estrelou mais recentemente a série Dirk Gently's Holistic Detective Agency, da Netflix. Outro detalhe interessante é que o astro investiu bastante na carreira de dublador, passando por animações como Happy Feet (2006) e Star Wars: A Resistência (2018-2020).

Ian McKellen como Gandalf

Divulgação

Gandalf é um dos personagens mais importantes de O Senhor dos Anéis, por ser o mago responsável por orientar Frodo em sua jornada até a Montanha da Perdição. O personagem é um antigo amigo de Bilbo, que conhece vários segredos da Terra Média e tem amizade com todos os povos. Gandalf salva os membros da Sociedade do Anel em mais de uma oportunidade e também cumpre sua própria jornada durante os três filmes.

Por ser um personagem tão importante para a franquia, Gandalf também retornou nos três filmes de O Hobbit, lançados entre 2012 e 2014.

McKellen é um veterano do cinema e do teatro, e um dos maiores atores britânicos das últimas décadas. Ele atua desde a década de 60 e já esteve em diversos filmes e séries da BBC. Um ano antes de fazer o papel de Gandalf, ele também ficou conhecido na cultura pop por interpretar o Magneto em X-Men: o Filme. Além dos sucessos nas duas franquias, McKellen esteve na série Coronation Street (2005), na minissérie The Prisoner (2009) e no criticado live-action de Cats (2019).

Orlando Bloom como Legolas

Divulgação

Orlando Bloom interpreta o elfo Legolas, que se coloca à disposição para acompanhar Frodo em sua jornada até Mordor. Legolas é o príncipe dos elfos da floresta e se torna uma adição importante à sociedade, por usar suas habilidades élficas em momentos-chave para a sobrevivência da sociedade e também ser um grande guerreiro, conhecido por cenas icônicas durante as batalhas.

Originalmente, Legolas não faz parte da história de O Hobbit, mas o personagem retornou para a trilogia de filmes, ganhando mais desenvolvimento entre os elfos da floresta, já que os filmes apresentaram seu pai, Thranduil (Lee Pace).

O papel como Legolas foi o primeiro de grande destaque de Bloom, que antes tinha feito apenas um filme e algumas participações pequenas em séries. No entanto, após a estreia dos filmes sua carreira deslanchou e já em 2003 ele foi escalado como Will Turner nos filmes de Piratas do Caribe. Recentemente o ator estrelou a série Carnival Row, do Prime Video, ao lado de Cara Delevingne.

Viggo Mortensen como Aragorn

Divulgação

Herdeiro de Gondor e descendente de Isildur e Elendil, Aragorn é apresentado na história como um Guardião do Norte e amigo de Gandalf, que ajuda os hobbits logo no começo de sua jornada para levar o Um Anel até Valfenda. Lá suas verdadeiras origens são reveladas e ele trilha um caminho paralelo enquanto ajuda a Sociedade do Anel: além de ajudar Frodo, Aragorn percorre um caminho para tomar seu lugar de direito como rei e deixar a vergonha que sente pelos erros de seus antepassados para trás.

Mortensen tem uma história curiosa em relação à sua escalação em O Senhor dos Anéis. No comecinho da produção, Stuart Townsend tinha sido escolhido para o papel de Aragorn e, apesar de participar de vários ensaios, eventualmente foi considerado novo demais para o papel. Então Viggo Mortensen recebeu a proposta de interpretar o personagem de última hora e foi o último ator a integrar a produção. Nessa época, o ator já era um vererano do cinema, tendo integrado o elenco de produções como O Massacre da Serra Elétrica 3 (1990) e Jovem Demais para Morrer (1990).

Após a passagem pela trilogia, atuou em projetos como Marcas da Violência (2005), Capitão Fantástico (2016) e Green Book: o Guia (2018), pelo qual recebeu uma indicação ao Oscar. Em 2020, Mortensen teve sua primeira experiência como diretor, no longa Falling.

Sean Astin como Samwise Gamgee

Divulgação

Sam é um dos quatro hobbits que integra a Sociedade do Anel. Ele é um grande amigo de Frodo, que se une a ele quando o jovem precisa levar o Anel até Valfenda. Sam é um jardineiro, que sempre cuidou das plantas do Bolsão e, apesar de amar o Condado, tinha uma fascinação pelos elfos e vontade de conhecer o mundo além das fronteiras das terras dos hobbits. Ele é um dos personagens mais leais de toda a franquia, que ajuda Frodo até o último minuto em sua jornada.

Sean Astin é outro nome que atua em Hollywood desde criança. Seu primeiro papel de destaque nos cinemas foi em Os Goonies (1985), no papel de Mikey. Após atuar na franquia, o astro também investiu na carreira de dublador e continuou atuando em produções como Jeremiah (2003-2004), 24 Horas (2006), Click (2006) e Stranger Things (2017-2019), em que fez o papel de Bob Newby. Em 2014, o ator esteve no Brasil na CCXP.

Sean Bean como Boromir

Divulgação

Boromir é filho de Denethor, atual regente de Gondor. Ele vai para a reunião convocada por Elrond para definir o destino do Um Anel, como um dos representantes do reino dos homens. Ele é orgulhoso de suas origens, mas discorda sobre a destruição do Um, acreditando que ele pode servir como arma contra Mordor. Boromir tem muito amor pelo povo de Gondor e sonha com o dia em que o reino será livre da sombra de Mordor.

Sean Bean já tinha diversas experiências em Hollywood antes de O Senhor dos Anéis e tinha uma fama curiosa, de sempre interpretar personagens que morrem - algo acentuado pela franquia, já que seu personagem também morre no primeiro filme. Após O Senhor dos Anéis, o ator ficou mais conhecido pelo papel de Eddard Stark em Game of Thrones (2011). Atualmente, o astro integra o elenco de Expresso do Amanhã (2020-2021) e Time (2021).

Billy Boyd como Pippin

Divulgação

Pippin (ou Peregrin Took) é um dos dos quatro hobbits que entra na Sociedade do Anel e ajuda Frodo em sua jornada. No começo, ele não entende a grandiosidade do que está acontecendo, mas amadurece no decorrer dos filmes e é especialmente importante na Batalha de Gondor em O Retorno do Rei.

A franquia foi o primeiro papel de destaque de Boyd, que tinha atuado apenas em alguns curtas e filmes para a TV. Após a franquia, o astro esteve no seriado Empty (2008), Macbeth (2014) e participou recentemente da série Outlander (2019-2020)

Dominic Monaghan como Merry

Divulgação

Merry (ou Meriadoc Brandebuque) fecha o quarteto de hobbits de se une à Sociedade. Ele é um grande amigo de Pippin e os dois percorrem vários lugares da Terra Média juntos após a separação da Sociedade. Merry tem uma postura um pouco mais séria e entende desde o começo que a jornada de Frodo é bem importante. O personagem se torna bem importante no núcleo de Rohan e na batalha final de Gondor.

Antes de O Senhor dos Anéis, Dominic Monaghan passou pelas séries Hetty Wainthropp Investigates (1996-1998), This Is Personal: The Hunt for the Yorkshire Ripper (2000) e Monsignor Renard (2000). Já após a franquia, ficou conhecido pelo papel de Charlie em Lost (2004-2010), Flashforward (2009-2010) e Quantum Break (2016). Mais recentemente, o ator esteve em Star Wars: A Ascensão Skywalker (2019).

Andy Serkis como Gollum

Divulgação

Gollum é o antigo portador do Anel antes de Bilbo e se tornou um ser totalmente consumido pelo objeto, que o corrompeu com o passar dos anos. O personagem segue a Sociedade do Anel desde o primeiro filme e se torna bem importante quando Frodo e Sam se separam dos demais e precisam encontrar o caminho para Mordor. Ao longo dos filmes, é mostrado que o personagem oscila entre as personalidades de Gollum e Smeagol e teve uma origem trágica, mostrada no começo de O Retorno do Rei.

Andy Serkis atua profissionalmente desde o final da década de 1980, mas ficou muito conhecido pelo papel de Gollum, especialmente por atuar pela captura de movimentos, uma tecnologia que estava começando a aparecer mais no cinema nos anos 2000. Depois da experiência na trilogia, ele repetiu papéis com a captura de movimento em longas como King Kong (2005), na volta da franquia Planeta dos Macacos (2011) e em Star Wars, como o Supremo Líder Snoke. O ator também integrou o MCU no papel de Ulysses Klaw e estará em The Batman como Alfred Pennyworth. Em 2018, o astro esteve no Brasil na CCXP.

John Rhys-Davies como Gimli

Divulgação

Gimli é o representante dos anões no conselho convocado por Elrond. Ele é um dos maiores guerreiros da Sociedade e tem influência na decisão de seguir pelas Minas de Moria no primeiro filme. Assim como todos os anões, Gimli tem uma rivalidade natural com os elfos, mas se torna um amigo inseparável de Legolas durante a jornada e se encanta pela beleza de Galadriel durante a passagem da sociedade por Lothlórien. Além do papel do anão, o ator fez a voz de Barbárvore nos filmes 2 e 3 da trilogia.

Antes de dar vida a Gimli, John Rhys-Davies ficou conhecido na década de 1980 por interpretar Sallah em Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida. Na mesma década, fez As Minas do Rei Salomão (1985) e 007 Marcado para a Morte (1987). Após a trilogia, Rhys-Davies integrou o elenco recorrente de séries como Revelations (2005) e As Crônicas de Shannara (2016) e também investiu bastante na carreira de dublador, em séries animadas como TripTank (2015-2016) e Magos: Contos da Arcadia (2020). Em 2015, o astro veio ao Brasil para a CCXP.

Liv Tyler como Arwen

Divulgação

Arwen é uma elfa filha de Elrond e Celebrían, que vive em Valfenda e faz parte da última geração dos Altos Elfos da Terra Média, que deixaram o continente ao final da Terceira Era. Ela ficou conhecida como Estrela Vespertina e ajudou Frodo logo no começo de A Sociedade do Anel, quando ele é ferido por uma lâmina morgûl. Ela e Aragorn são apaixonados, mas o amor dos dois é quase impossível por ela ser uma elfa e ele um mortal. Arwen não acompanha a sociedade em sua jornada, mas ajuda Aragorn à distância diversas vezes durante os três filmes.

Filha de Steven Tyler, vocalista do Aerosmith, Liv Tyler começou sua carreira no cinema na década de 1990 e ficou conhecida pelo papel de Grace em Armageddon (1998). Após os filmes de O Senhor dos Anéis, Tyler esteve em longas como Casamento em Dose Dupla (2008), O Incrível Hulk (2008) e Ad Astra: Rumo às Estrelas (2019). Já na TV, integrou o elenco das séries The Leftovers (2014-2017), Harlots (2018-2019) e 9-1-1: Lone Star (2020).

Cate Blanchett como Galadriel

Divulgação

Conhecida também como Senhora da Luz, Galadriel faz parte da realeza dos elfos e governa Lothlórien ao lado de Celeborn. Ela ajuda a sociedade em sua passagem pelo local e é uma figura enigmática, que se mostra tentada pelo poder oferecido pelo Um Anel. Apesar disso, ela ajuda o grupo com presentes valiosos, influencia na ajuda dos elfos na Batalha do Abismo de Helm e se torna uma luz de esperança para Frodo em momentos de desespero. A personagem voltou na trilogia de filmes de O Hobbit, em que teve sua história mais desenvolvida, antes dos acontecimentos da trilogia principal.

Blanchett era outro nome conhecido do cinema e da TV quando assumiu o papel da elfa. Em 1998, ela interpretou a Rainha Elizabeth, papel pelo qual foi indicada ao Oscar pela primeira vez. A atriz foi indicada seis vezes ao prêmio de cinema e levou em duas oportunidades: como atriz coadjuvante em 2005 por O Aviador e como melhor atriz em 2014 por Blue Jasmine. Mais recentemente, a atriz esteve no drama Carol (2015), entrou para o universo da Marvel em Thor: Ragnarok (2017), fez Oito Mulheres e um Segredo (2018) e estrelou a minissérie Mrs. America em 2020.

Hugo Weaving como Elrond

Divulgação

Elrond é um meio-elfo e Senhor de Valfenda, que cura Frodo quando este chega ao local e convoca o conselho dos Povos Livres da Terra Média para decidir o que será feito com o Um Anel. Ele é um elfo sábio, que consegue ter vislumbres do futuro e, apesar de não querer entrar em uma guerra com Mordor, envia ajuda aos homens durante a Batalha do Abismo de Helm. Elrond é pai de Arwen e não aprova uma relação séria entre ela e Aragorn, já que sua filha precisa ir para as Terras Imortais para não perder sua imortalidade. O personagem é outro que retornou nos filmes de O Hobbit e, assim como Galadriel, ganhou mais desenvolvimento e até cenas de ação.

Outro veterano do entretenimento, Hugo Weaving já tinha participado de diversas minisséries antes de integrar o elenco de O Senhor dos Anéis e era conhecido também pelo papel de Tick em Priscilla, a Rainha do Deserto (1994). Na mesma época de lançamento de O Senhor dos Anéis, esteve nos filmes de Matrix como o Agente Smith. Em 2005, estreou V de Vingança e fez a voz de Megatron nos filmes live-action de Transformers. O astro entrou para o MCU no papel de Caveira Vermelha e, mais recentemente, estrelou Máquinas Mortais (2018).

Christopher Lee como Saruman

Divulgação

Saruman era um mago e líder do Conselho Branco, para quem Gandalf recorria em momentos de necessidade e dúvida. No começo, Saruman estava contra Sauron mas, com o tempo, ele se corrompeu para o lado sombrio e passou a desejar o poder do Um Anel. Saruman tomou o controle de Isengard e, da torre Orthanc, deu ordens para que os orcs destruíssem a floresta para a produção de armas para a guerra. A cena contém uma das grandes críticas de J.R.R. Tolkien ao desenvolvimento desenfreado da indústria, sem cuidar da natureza. Saruman também foi o responsável por criar os Uruk-hai, uma espécie de orc mais forte, responsável pela separação da sociedade e pelo ataque ao Abismo de Helm. O personagem retornou em O Hobbit, época em que ainda não tinha sido seduzido pelo poder.

Christopher Lee atuou desde a década de 40, e esteve em longas como Escravo do Passado (1948), A Maldição de Frankenstein (1957), O Vampiro da Noite (1958), Conde Drácula (1970), 007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro (1974), entre vários outros sucessos do cinema. Além de sua carreira como ator, Lee era cantor de ópera e metal progressivo e lançou quatro álbuns de estúdio.

Na mesma época de O Senhor dos Anéis, o ator fez o papel de Conde Dooku nos novo filmes de Star Wars e esteve em longas como A Invenção de Hugo Cabret (2011) e Sombras da Noite (2012). O ator morreu em 2015, um ano após o lançamento de O Hobbit: A Batalha dos Cinco Exércitos.

Miranda Otto como Éowyn

Divulgação

Éowyn é conhecida como a Senhora Branca do reino de Rohan e sobrinha do rei, Théoden. Ele vive ao lado do tio após a morte dos pais e vê em primeira mão como Saruman começa a controlá-lo à distância e sugar suas forças vitais. A jovem se apaixona por Aragorn quando este chega ao local para ajudar Gandalf a livrar Théoden do feitiço colocado por Saruman. Éowyn não entende porque as mulheres precisam ficar para trás durante a guerra e vai para a luta escondida, tendo um papel importante em O Retorno do Rei.

Miranda Otto atua desde a década de 1980 e, após a trilogia, fez filmes como Guerra dos Mundos (2005), A Vítima Perfeita (2009) e Annabelle 2: A Criação do Mal (2017). Entre 2018 e 2020 fez o papel de Zelda Spellman em O Mundo Sombrio de Sabrina, da Netflix.

Karl Urban como Éomer

Divulgação

Éomer é irmão de Éowyn e líder dos Cavaleiros de Rohan. Ele luta contra as invasões dos orcs nas terras dos homens e percebe rapidamente como Saruman está começando a interferir em Rohan. Ele é banido por tentar evitar isso, mas volta e salva seu povo ao lado de Aragorn, Gandalf e Théoden. O personagem também luta na batalha final de Gondor e se torna rei de Rohan no futuro.

Karl Urban começou sua carreira nos anos 1990 e fez diversos papéis na série Xena: A Princesa Guerreira, entre 1996 e 2001. Após O Senhor dos Anéis, o ator participou de outras franquias de sucesso, como os novos filmes de Star Trek (2009-2016), A Batalha de Riddick (2004-2013) e Dredd (2012). O ator entrou para a Marvel em 2017, em Thor: Ragnarok e, atualmente, faz o papel de Billy Butcher em The Boys.

Ian Holm como Bilbo

Divulgação

Bilbo é tio de Frodo Bolseiro e o Portador do Anel anterior. Após anos de aventuras vividas pela Terra Média, o personagem vive uma vida pacata no Condado, embora sinta vontade de se aventurar novamente. Bilbo não sabia de todos os poderes malignos envolvendo o Um Anel e é o único ser conhecido que abandonou o objeto por vontade própria. A história completa do personagem é narrada na trilogia de O Hobbit, para a qual Ian Holm voltou com participações especiais (a versão jovem de Bilbo é interpretada por Martin Freeman).

Ian Holm começou a atuar na década de 50 e esteve em produções como O Homem de Kiev (1968), Alien - o 8º Passageiro (1979), Brazil: o Filme (1985), entre vários outros. Após O Senhor dos Anéis, fez O Dia Depois de Amanhã (2004), O Senhor das Armas (2005) e a voz de Skinner em Ratatouille (2007). Ian Holm morreu em junho de 2020.

David Wenham como Faramir

Divulgação

Irmão de Boromir e filho de Denethor, Faramir é capitão da cidade de Ithilien e um dos guerreiros mais corajosos da Terra Média. O jovem tem uma relação conturbada com o pai, que não vê valor nele e sempre o compara com Boromir. Faramir cruza o caminho de Frodo e, em uma decisão inédita, resiste à tentação de tomar o Um Anel para o Reino dos Homens, algo que impacta positivamente no futuro da Terra Média. Após quase se sacrificar para provar seu valor, ele é salvo por Pippin e conhece Éowyn, por quem se apaixona.

David Wenham tem uma carreira que começa na década de 1980 e segue ativa até hoje. Na mesma época de O Senhor dos Anéis, esteve em Moulin Rouge: Amor em Vermelho (2001) e Val Helsing: o Caçador de Monstros (2004). Entre seus trabalhos mais recentes estão 300: A Ascensão do Império e a série Carta ao Rei (2020), da Netflix.

John Noble como Denethor

Divulgação

Denethor é o orgulhoso regente de Gondor, que governou a cidade até a Batalha de Gondor e a volta do verdadeiro herdeiro. Ele é pai de Boromir e Faramir e sempre exigiu muito dos filhos, especialmente do segundo. Denethor tem dificuldades em liderar a Cidade Branca durante o ataque dos orcs e Gandalf assume a liderança.

John Noble começou a atuar entre o final dos anos 1970 e os anos 1980, principalmente em filmes para a TV e seriados. Após O Senhor dos Anéis, o astro focou principalmente em séries de TV, como All Saints (1998-2004), Home and Away (2001-2006), 24 Horas (2007), Fringe (2008-2013) e Elementary (2015-2019).

Bernard Hill como Théoden

Divulgação

Théoden é o rei de Rohan, que ficou por muito tempo sob o domínio de Saruman. Quando é libertado, ele sente vergonha do período que passou dessa forma e deseja a todo custo provar sua honra. Ele consegue se tornar novamente um bom líder para seu povo e ajuda Gondor quando a cidade pede por ajuda no último filme.

Hill atua desde a década de 70 e ficou conhecido pelo papel de Capitão Smith em Titanic (1997). Depois de estar na franquia, o ator investiu mais em seriados, como The Grid (2004), Surviving Disaster (2006), Five Days (2010), Wolf Hall (2015) e Unforgotten (2015).

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.