Foto de Game of Thrones

Créditos da imagem: Game of Thrones/HBO/Divulgação

Séries e TV

Lista

Especial Game of Thrones | Relembrando a sétima temporada

Daenerys finalmente chega a Westeros

Camila Sousa
01.04.2019
15h53

Com menos episódios, a sétima temporada de Game of Thrones tem momentos grandiosos. Daenerys finalmente chega a Westeros e começa o caminho (nem sempre fácil) para conquistar os Sete Reinos. Ela conhece Jon Snow e vai além da Muralha, em uma das sequências mais surpreendentes do seriado.

Relembre abaixo os principais pontos do sétimo ano. A temporada final estreia em 14 de abril na HBO.

A garota tem um nome

O sétimo ano começa com uma cena antes da sequência de abertura. Walder Frey está nas Gêmeas celebrando por ser o lord das Terras Fluviais, após a derrota dos Tully na temporada anterior. Ele oferece vinho a todos, mas não bebe e também não deixa a garota ao seu lado beber. Frey faz um grande discurso sobre o Casamento Vermelho enquanto os soldados reunidos começam a passar mal e morrer. Então Walder Frey se revela como Arya Stark. Ela diz para a garota ao seu lado se lembrar do que aconteceu ali e sai da sala com todos os Frey mortos ao seu redor.

Após essa vingança, Arya quer continuar eliminando os nomes de sua lista e por isso toma o caminho para Porto Real, onde seu maior alvo é Cersei. Nesta jornada ela encontra um grupo de soldados (entre os quais está o músico Ed Sheeran). Ela conversa com o grupo, que revela a saudade de casa após tanto tempo lutando as guerras de outras pessoas. Arya continua seu caminho e reencontra Torta Quente. Ela elogia as tortas feitas por ele e diz que também fez algumas recentemente.

Torta Quente diz a Arya que os Bolton não estão mais em Winterfell e que Jon Snow agora é o Rei do Norte. Com essa informação, Arya fica em dúvida sobre qual caminho tomar, mas decide voltar para casa. A jovem está em uma gelada estrada do Norte quando começa a ouvir barulhos. Ela é cercada por uma matilha de lobos e vê que eles são liderados por Nymeria, sua loba gigante que ela mandou embora na primeira temporada para que ela não fosse morta em Porto Real. Arya diz que está indo para casa e chama Nymeria para acompanhá-la, mas a loba se tornou selvagem e não quer mais pertencer a ninguém. Depois de algum tempo, Arya chega a Winterfell. Ela olha nostalgicamente ao seu redor e vai até as Criptas, onde Sansa a encontra.

A Lady de Winterfell

Quando a sétima temporada começa, Winterfell é comandada por Jon e Sansa após a vitória da Batalha dos Bastardos. Jon Snow pede que os meistres pesquisem tudo o que for possível sobre Vidro de Dragão e diz que todos no Norte precisam se preparar para as batalhas, incluindo meninos e meninas. Alguns dos lords presentes não gostam da ideia, mas Lyanna Mormont faz um belo discurso dizendo que não ficará sentada enquanto lutam por ela e Brienne olha a menina com admiração. Jon pede que Tormund vá com o Povo Livre para tomar conta de Atalaialeste do Mar, a parte da Muralha mais perto de Durolar (Hardhome), que provavelmente será atacada primeiro pelos mortos-vivos. A reunião também tem um desacordo. As casas Umber e Karstark, antes leais aos Stark, lutaram ao lado de Ramsay na Batalha dos Bastardos. Os lords que tomaram essa decisão morreram em batalha e agora as duas casas são representadas por crianças. Alguns, incluindo Sansa, acham que deve haver punições, mas Jon diz que é preciso ter mais aliados. Assim, ele faz Ned Umber e Alys Karstark jurarem sua lealdade novamente.

Sansa e Jon discutem na frente de todos por conta da decisão e Mindinho vê nisso uma oportunidade de colocar um contra o outro. Fora da reunião, Sansa conversa com Jon e ele diz que não é bom os dois discordarem na frente dos outros. Sansa entende, mas diz que Jon precisa ser mais esperto do que Ned e Robb, que sempre foram muito honrados, mas morreram por causa disso. Sansa diz a Jon que Cersei é uma grande ameaça, mas para ele o Rei da Noite é uma preocupação maior. Em Winterfell, Tormund admira Brienne, mas ela desvia. Jon recebe uma carta de Tyrion, pedindo que ele vá até Pedra do Dragão se encontrar com Daenerys. Depois ele recebe um corvo de Sam, que está na Cidadela, afirmando que Pedra do Dragão tem um grande estoque de Vidro de Dragão. Sob protestos de Sansa e outros lords, ele anuncia que irá para o Sul se encontrar com Daenerys. Ele deixa Sansa no comando de Winterfell, mas antes de sair, visita a estátua de Ned nas Criptas de Winterfell. Mindinho vai até lá, cita sua ajuda na Batalha dos Bastardos e declara seu amor por Sansa, deixando Jon furioso. Ao sair do local, Jon parte com Sor Davos.

A Lady de Winterfell (2)

No comando do castelo, Sansa fica preocupada com as provisões para o inverno e ordena que Winterfell seja abastecida com mais grãos. Mindinho acompanha a jovem de perto e diz que ela deve travar todas as batalhas em sua cabeça, assim nunca será surpreendida. Depois de ser salvo por tio Benjen, Bran chega a Winterfell e Sansa o abraça. Eles conversam embaixo de um represeiro e Bran diz que não pode ser o lord de Winterfell, já que é o Corvo de Três Olhos. Quase sem emoção, o rapaz diz que precisa se preparar melhor para a Longa Noite que está chegando. Sansa duvida do que Bran fala, mas o irmão revela detalhes do dia de seu casamento e ela fica assustada. Arya chega a Winterfell e se reencontra com Sansa nas Criptas. A duas se abraçam na frente da estátua de Ned Stark e conversam rapidamente sobre o que aconteceu desde que se separaram na primeira temporada. Depois Arya revê Bran e fica sabendo sobre suas visões. Bran dá a Arya uma adaga de aço valiriano que Mindinho lhe deu um pouco antes, afirmando que não precisa dela. Sansa fica confusa ao saber da adaga e diz que o lord Baelish não dá presentes e não faz nada em vão.

Os três irmãos Stark entram no pátio de Winterfell juntos. Brienne fica feliz ao ver Arya viva, mas Mindinho não parece satisfeito. Depois, Brienne treina com Pod no pátio e Arya pede para ter uma disputa com ela. As duas lutam lindamente, quase como uma dança, e a disputa termina empatada. Ligeiramente assustada com a habilidade da irmã mais nova, Sansa vê tudo de longe e fica assustada. Já Mindinho vê mais uma oportunidade de benefício próprio. Bran entra na mente dos corvos para ver o que está acontecendo além da Muralha e percebe que o grupo se aproxima de Atalaialeste do Mar. Ele envia corvos a todos os lugares de Westeros alertando sobre os perigos, mas muitos não acreditam, como os mestres na Cidadela. Os lords de Westeros estão insatisfeitos com a ausência de Jon e Sansa tenta apaziguar os ânimos. Arya e Sansa se desentendem, já que a mais nova não gosta de como os lords falaram sobre Jon, mas Sansa diz que não pode cortar a cabeça de todos que discordam dela.

A Lady de Winterfell (3)

Desconfiada das ações de Mindinho, Arya o segue em Winterfell. Ela entra no quarto do lord e encontra uma carta que Sansa enviou à mãe, ainda na primeira temporada, dizendo que Joffrey era o verdadeiro rei e que os Starks deveriam se unir a eles. Mindinho plantou o objeto para Arya encontrar e funcionou. Arya confronta Sansa e faz um belo discurso sobre Ned, mas depois fala para a irmã que ela ajudou a matá-lo, mostrando a carta enviada há tanto tempo. Sansa diz que era só uma criança, Arya diz que também era, mas jamais escreveria aquilo. Elas discutem e a mais nova deixa em aberto se mostrará ou não a carta para os lords do Norte, algo que prejudicaria muito Sansa. Mindinho conversa com Sansa, tentando piorar ainda mais seu relacionamento com a irmã. Ele cita o juramento de Brienne e diz que a cavaleira de Tarth poderia defendê-la.

Sansa recebe o convite de Cersei para uma reunião em Porto Real, mas envia Brienne como sua representante. A cavaleira de Tarth resiste, dizendo que tem medo de deixá-la com Mindinho, mas Sansa tem medo que Brienne seja usada pelo lord Baelish e por isso quer que ela fique longe de Winterfell por um tempo. Sansa entra no quarto de Arya e encontra as máscaras dos Homens sem Rosto. As duas conversam e a mais velha parece assustada com o discurso da irmã. Algum tempo depois, Sansa recebe um corvo de Jon, dizendo que ele se ajoelhou para Daenerys, algo que não a deixa satisfeita. No último episódio da temporada, Sansa começa um julgamento. Mindinho olha satisfeito imaginando que é o de Arya, mas percebe que as acusações são contra ele. Unidos, os irmãos Stark nomeiam os crimes de Mindinho e Sansa questiona várias vezes se ele nega. Ela diz que demora para aprender, mas aprende. Já ele tenta fugir com os cavaleiros do Vale, pede misericórdia, mas é condenado e executado por Arya, com a mesma faca que ele deu a Bran. Arya e Sansa encaram a neve juntas. Elas se lembram dos ensinamentos de Ned e dizem que, no inverno, o lobo solitário morre, mas a matilha sobrevive.

As crenças de Sandor Clegane

Cão de Caça anda com a Irmandade sem Bandeiras. O inverno chegou ao Norte e eles encontram uma casinha no meio do nada. Lá ele vê os corpos do homem e da garota que abrigaram ele e Arya anteriormente,de quem ele roubou a prata. Os dois morreram com a chegada do Inverno, como ele tinha previsto. Thoros de Myr acende uma fogueira na casa e diz para Sandor olhar as chamas. O Cão diz que vê a Muralha de Gelo e um castelo - revelado como Atalaialeste do Mar. Quando anoitece e todos vão dormir, Sandor levanta e enterra os corpos que estavam na casa. Thoros vê e o ajuda. Ele reaparece já no Norte, quando a Irmandade sem Bandeiras é presa pelo Povo Livre que está na Muralha.

A desilusão de Sam

Depois de ser aceito na Cidadela, Sam começa o treinamento para se tornar meistre. Ele limpa vasos e serve comida, em uma sequência que confunde os dois momentos. Ele pede autorização para visitar a área reservada da biblioteca, mas o pedido é negado. Sam está assustado com a ameaça dos Caminhantes Brancos e quer aprender o mais rápido possível, mas o arquimeistre Ebrose (participação de Jim Broadbent) diz que a Muralha aguentou todas as guerras até hoje. Sam não se convence e vai escondido até a área reservada pegar alguns livros. Gilly está com o pequeno Sam em Vilavelha e o aprendiz leva os livros para lá. Seu objetivo é encontrar informações sobre Vidro de Dragão. Ele descobre em uma publicação que Pedra do Dragão tem muito Vidro de Dragão em seu subsolo e manda avisar isso a Jon.

Outra tarefa de Sam é cuidar dos enfermos que procuram a Cidadela e um deles é Jorah Mormont, já em estágio avançado do Escamagris. Ele pode perder a consciência a qualquer momento, mas Sam cita o caso de Shireen Baratheon e imagina se não pode existir alguma solução. O arquimeistre Ebrose diz que Jorah tem mais uma noite na Cidadela e depois será enviado aos Homens de Pedra em Valíria. Ele é deixado com uma espada, deixando implícito que pode tirar a própria vida durante a noite, se quiser. Sam descobre que Jorah é um Mormont, filho do ex-comandante da Patrulha da Noite e fica ainda mais determinado em ajudá-lo. Ele lê um procedimento em um livro que pode ajudar Jorah, mas tudo é muito perigoso e por isso proibido. Jorah está escrevendo uma carta de despedida para Daenerys, mas é surpreendido pelo ex-patrulheiro, que chega em seu quarto e diz que ele não morrerá hoje.

A desilusão de Sam (2)

Jorah grita quando Sam começa a arrancar a pele infectada por Escamagris. Mas no dia seguinte o cavaleiro aparece curado, apenas com uma vermelhidão na pele. O arquimeistre Ebrose questiona o que aconteceu, mas tanto Jorah quanto Sam dizem que a melhora aconteceu sozinha. Assim o cavaleiro recebe alta e volta para Daenerys. Sozinho com o arquimeistre, Sam admite que curou Jorah. O arquimeistre condena o ato, mas fica impressionado com a habilidade de Sam, dizendo que até meistres mais experientes têm dificuldade em fazer o procedimento. Apesar disso, o jovem é punido por ter desobedecido as regras e passa a fazer cópias de vários manuscritos antigos. Sam começa a cumprir o castigo, mas fica insatisfeito com a postura arrogante dos meistres, que ignoram os avisos de Bran sobre os Caminhantes Brancos. Uma noite, Sam está com Gilly e a jovem lê o registro antigo da anulação do casamento de Rhaegar com Elia Martell. Revoltado, Sam volta à área restrita da Cidadela e pega vários livros. Ele olha novamente para o astrolábio, mas ao invés de feliz como na primeira vez, está decepcionado. Ele pega Gilly, o pequeno Sam e deixa a Cidadela. Usando uma frase do pai, Sam diz que está cansado de ler sobre as conquistas de homens melhores. Depois de algum tempo, os três chegam a Winterfell. Sam reencontra Bran, os dois conversam sobre Jon e o irmão mais novo diz que precisa falar a Jon que ele se chama Sand, já que nasceu em outra região. Mas Sam diz que leu registros do divórcio de Rhaegar e com essas informações, Bran volta ao momento do casamento de Rhaegar e Lyanna Stark. Ele vê que os dois estavam apaixonados e percebe que a Rebelião do Robert foi feita em cima de uma mentira. É revelado que o nome real de Jon é Aegon Targaryen e que ele é filho legítimo de Rhaegar e, por isso, está na frente de Daenerys na fila de sucessão. Enquanto essa cena se desenrola, Jon bate na porta de Daenerys e os dois dormem juntos. 

Cersei contra o mundo

Em Porto Real, Cersei terminou a sexta temporada coroada como rainha dos Sete Reinos. Ela envia uma carta para Jon Snow em Winterfell dizendo para ele se curvar ou sofrer as consequências. A nova rainha anda pela Fortaleza Vermelha e vê um mapa de Westeros no chão. Ela conversa com o irmão Jaime e fala que há inimigos por todos os lados. Jaime quer conversar com ela sobre a morte de Tommen, mas Cersei desvia do assunto, dizendo que o garoto os traiu. O comandante da Guarda Real diz que eles precisam de aliados e a rainha diz que convidou Euron Greyjoy para a cidade, em uma parceria que pode ser feita por casamento. Agora rei das Ilhas de Ferro, Euron chega à cidade, declara sua lealdade para Cersei, mas ela diz que precisa de provas. Ele vai embora dizendo que trará um presente para ela.

Além dele, Cersei manda chamar os vassalos de outras casas de Westeros e pede seus apoios. Ela diz que Daenerys é uma estrangeira que vai destruir o continente e consegue convencer alguns, inclusive a casa Tarly, representada pelo pai e irmão de Sam. Jaime diz a Randyll Tarly que ele pode se tornar o Protetor do Sul, caso ajude os Lannisters. Já Qyburn diz a Cersei que está trabalhando em uma “solução” para vencer os dragões. Ele leva a rainha ao subsolo e mostra que mandou fazer grandes lanças, que podem atravessar um dragão. Algum tempo depois, Euron volta a Porto Rel e é ovacionado por trazer com ele Tyene e Ellaria Sand, responsáveis pela morte de Myrcella. Elas são dadas a Cersei, que promete se casar com Euron quando eles vencerem a guerra. A rainha prende Ellaria e Tyene frente à frente e beija a garota com veneno nos lábios, da mesma forma que Myrcella foi morta. Ela diz que Ellaria será obrigada a ver a filha definhar na sua frente.

Com essa conquista, Cersei passa a noite com Jaime e não esconde mais da corte o relacionamento com o irmão. Também é mostrado que as mulheres que trabalham para Cersei usam o cabelo igual ao dela. A rainha é avisada que o Banco de Ferro de Braavos enviou um representante para cobrar as dívidas do reino. Ela o convence a esperar ao dizer que os bancos não terão muitos lucros em um governo revolucionário como o de Daenerys. Enquanto isso, Jaime leva grande parte do exército Lannister para atacar Jardim de Cima, principalmente para pegar o ouro deles (que será usado para pagar o banco) e provisões, já que a cidade era abastecida por eles quando Margaery era rainha.

Cersei contra o mundo (2)

A batalha é rapidamente vencida pelos Lannisters e nem é mostrada na série. Jaime entra no castelo e encara Olenna, a última sobrevivente de sua casa. Ele dá veneno para ela morrer e a matriarca revela que foi a responsável pela morte de Joffrey. Ela quer que Jaime deixe isso claro para Cersei. Já a rainha, falando novamente com o Banco de Ferro, cita pela primeira vez que busca o apoio da Companhia Dourada, um grande grupo de mercenários, em Essos. Enquanto Bronn se certifica de que o ouro foi entregue em Porto Real, o exército Lannister é atacado pelos Dothraki e Daenerys montada em Drogon. Ela queima as provisões e, apesar da clara vantagem, Jaime não desiste e manda os arqueiros tentarem acertar Dany. Bronn arma o escorpião feito por Qyburn e joga uma lança gigante contra Drogon. Ele erra o primeiro tiro, mas acerta o segundo e o dragão começa a cair.

Ele para perto do escorpião e o destrói enquanto grita. Bronn se salva por pouco. Com Drogon no chão, Dany desmonta e tenta arrancar a lança. Jaime vê uma oportunidade de acabar com a guerra e ataca Daenerys, mas Drogon se coloca na frente e cospe fogo. O cavaleiro é salvo na última hora por Bronn, que o joga em um lago. Depois da batalha, Jaime fica assustado com o poder dos dragões. Ele e Bronn conseguem fugir. Já os outros sobreviventes são levados a Daenerys. Ela diz para eles se ajoelharem ou serão mortos. A maioria obedece, mas Randyll e Dickon Tarly ficam de pé. Com a recusa, Dany queima o pai e o irmão de Sam vivos, na frente dos outros, que ficam convencidos e se ajoelham. De volta a Porto Real, Jaime diz a Cersei que não é possível vencer a guerra contra os dragões, mas a rainha não vê a possibilidade de acordo com Daenerys. Ela acha que morrerá de qualquer forma e prefere fazer isso lutando. Ele diz a Cersei que Olenna é a responsável pela morte de Joffrey e ela se revolta. Jaime se encontra com Cersei e descobre que a Mãe de Dragões quer um armistício para falar da ameaça dos Caminhantes Brancos. O Comandante da Guarda fala para Cersei do encontro e ela revela que está grávida, motivo pelo qual aceita conversar. O Fosso dos Dragões é preparado para o encontro.

Daenerys Targaryen retorna a Westeros

Ao final do primeiro episódio da sétima temporada, Daenerys finalmente chega com sua frota a Westeros. Os dragões sobrevoam o castelo e ela vê Pedra do Dragão pela primeira vez. Ela anda pela praia e toca na terra firme. Junto com os aliados, Dany entra no castelo, que está abandonado após a morte de Stannis Baratheon. Ela derruba os estandartes da família anterior para erguer os dos Targaryen, vê o Trono de Pedra do Dragão e continua andando até a Mesa de Guerra, esculpida na época de Aegon, o Conquistador. Ela olha para Tyrion e diz “podemos começar?”. O segundo episódio mostra uma grande chuva em Pedra do Dragão, fazendo um paralelo com o dia em que Dany nasceu. Ela começa a planejar seus ataques, mas antes confronta a conduta de Varys. Ele diz que ele mudou de lado várias vezes quando passou a discordar do governante em exercício. Varys diz que fez o melhor para o reino e Dany faz um pedido: se um dia ele achar que ela está falhando, falará com ela e não fará conspirações pelas costas.

No mesmo dia, Melisandre chega a Pedra do Dragão. Como teve o apoio das Sacerdotisas Vermelhas em Meereen, Dany a recebe bem. Melisandre fala sobre a Longa Noite e o “príncipe que foi prometido”, que também pode ser uma princesa. A Mulher Vermelha diz que Daenerys tem um papel a desempenhar nessa história, assim como Jon Snow, recém nomeado Rei do Norte. Tyrion diz a Dany que confia em Jon e que ele também tem muitos motivos para odiar os Lannisters. Ela diz para Jon ser convocado, mas que terá que se ajoelhar, abandonando o título de Rei do Norte. Enquanto isso, a Mãe de Dragões conhece Yara, Ellaria e Olenna. Junto com Tyrion, eles fazem um plano para cercar Porto Real (ao invés de atacar a cidade diretamente) e conquistar Rochedo Casterly, morada oficial dos Lannisters. Yara e Ellaria navegam juntas para unir os exércitos e Olenna aconselha Dany a ouvir menos os homens menores e confiar mais em si mesma. Os Imaculados se preparam para marchar até o Rochedo Castely e Missandei visita Verme Cinzento na noite anterior. Os dois dormem juntos.

Ellaria e Yara navegam juntas e flertam, mas são interrompidas por um grande ataque de Euron Greyjoy. Obara e Nymeria, duas Serpentes de Areia, morrem e Ellaria e Tyene são tomadas reféns. Ao fim do ataque, Euron sequestra Yara e provoca Theon, mas o jovem Greyjoy pula na água para se salvar. Após aceitar o convite de Daenerys, Jon Snow chega a Pedra do Dragão e é recebido por Tyrion.

Daenerys Targaryen retorna a Westeros (2)

Ele entrega as armas e o barco é guardado pelos Dothraki. Enquanto anda com Davos, Jon vê os dragões voando pela primeira vez. Melisandre vê tudo à distância, dizendo a Varys que uniu Gelo e Fogo. Ela afirma que cometeu muitos erros e irá para Volantis, mas promete voltar, já que seu destino é morrer em Westeros.

Jon entra no castelo e vê Daenerys no trono de Pedra do Dragão. Eles discutem rapidamente e Tyrion diz que o melhor caminho é se unir com Daenerys contra Cersei e depois proteger o Norte contra os Caminhantes. Mas Jon diz que não há tempo para isso. Chegam as notícias do ataque de Euron a Ellaria e Yara e Dany dispensa os convidados. Jon pergunta se é um prisioneiro e ela responde “ainda não”. Theon é resgatado da água por outros sobreviventes do ataque. Tyrion aconselha Jon sobre Daenerys e diz que não faria sentido ela aceitar o acordo de primeira. Já Jon fala sobre o Vidro de Dragão e como o material seria importante na luta contra os Caminhantes. Daenerys observa os dragões pensativa sobre suas derrotas recentes e Jon chega para conversar. Ela permite que ele comece a minerar o Vidro de Dragão.

Irada com suas derrotas, Dany quer atacar Euron com os dragões, mas Missandei e Tyrion dizem que pode ser muito perigoso para ela. Enquanto isso, os Imaculados chegam a Rochedo Casterly. Eles invadem o castelo e vencem facilmente. Verme Cinzento estranha isso e vê ao longe que Euron está destruindo os barcos em que eles chegaram, deixando o exército “preso” no local. O único jeito de ir embora é marchando por terra, algo que levará muito mais tempo. Em Pedra do Dragão, Missandei indica a Dany que ficou com o Verme Cinzento. Jon conduz Daenerys para as cavernas de Pedra do Dragão e mostra desenhos antigos feitos pelos Filhos da Floresta. Ele diz que eles se uniram no passado para vencer os Caminhantes e que eles precisam fazer isso agora. Ela concorda, desde que ele se ajoelhe. Ao sair, Dany descobre o que aconteceu em Rochedo Casterly e não fica satisfeita. Ela quer atacar imediatamente e pede o conselho de Jon, mas ele diz que o povo não apoiará uma rainha que queima castelos e mata pessoas inocentes. Theon chega a Pedra do Dragão para pedir ajuda de Dany para resgatar sua irmã Yara. Só que a Mãe dos Dragões deixou Pedra do Dragão para atacar o exército Lannister. Ele fica cara a cara com Jon, que diz que só não baterá nele pela sua ajuda a Sansa.

Daenerys Targaryen retorna a Westeros (3)

Após atacar os Lannisters, Daenerys volta a Pedra do Dragão. Ela pousa com Drogon e o dragão permite que Jon toque o seu rosto. Neste momento, Jorah retorna curado a Daenerys e os dois se abraçam. Algum tempo depois, Jon recebe um corvo de Bran falando sobre a aproximação dos mortos a Atalaialeste do Mar. Ele diz que precisa ir para casa e lutar, mas Tyrion tem a ideia de convencer Cersei da existência das criaturas, levando uma delas até o Sul. Jon se prontifica para ir além da Muralha, já que conhece bem a região e Jorah faz o mesmo. Já o caçula Lannister fica com a missão de marcar a reunião com Cersei. Ele vai até Porto Real com Davos e se encontra com Jaime. Enquanto isso, o Cavaleiro das Cebolas vai até a Baixada das Pulgas e reencontra Gendry, o bastardo do rei Robert que ele libertou das mãos de Melisandre ainda no começo da série. Davos conversa com o rapaz, que rapidamente fica pronto para ir embora. Já em Pedra do Dragão, Gendry rapidamente se dá bem com Jon, ressoando a amizade entre Ned e Robert Baratheon. O jovem também se oferece para ir além da Muralha.

A comitiva de Jon parte para a missão e Daenerys se despede deles. Chegando em Atalaialeste do Mar, Tormund não acha o plano uma boa ideia, mas diz que ajudará. Ele também mostra a Irmandade sem Bandeiras, com o Cão de Caça, que foi presa pela Patrulha tentando ir também além da Muralha. Gendry fica bravo ao rever a Irmandade, que o vendeu para Melisandre. Com isso, um grupo improvável de homens é formado para a missão. O episódio 6, equivalente ao 9 em uma temporada menor, é quase totalmente dedicado à missão além da Muralha. Os personagens conversam bastante durante o trajeto, sobre os caminhos que os levaram até ali. Em um desses diálogos, Tormund diz ao Cão de Caça que quer ter filhos com Brienne. Voltando à Pedra do Dragão, Tyrion e Dany discutem. Ele está preocupado com quem vai assumir o reino no lugar dela, mas ela diz que isso é assunto para quando o trono estiver garantido.

No Norte, o grupo de Jon é atacado por um urso zumbi, que deixa Thoros de Myr muito machucado. Eles o vencem usando Vidro de Dragão. Logo depois aparece um grupo de mortos-vivos acompanhados por um Caminhante Branco. Quando Jon mata o líder com sua espada de aço valiriano, todos os mortos ao redor caem, exceto um, que eles amarram para ser levado ao sul. Mas o morto faz um barulho alto que chama outros grupos que estão por perto.

Daenerys Targaryen retorna a Westeros (4)

O cerco começa e Jon envia Gendry de volta para Atalaialeste do Mar para enviar um pedido de ajuda a Daenerys. O grupo de Jon foge dos mortos. O gelo quebra abaixo de seus pés, mas eles alcançam uma “ilha” de terra firme no meio. Os mortos os cercam e, após alguns caírem na água, os outros ficam parados formando um grande cerco. Gendry continua correndo, cai logo na chegada a Atalaialeste do Mar e é resgatado por Davos. Uma noite gelada se passa e o grupo de Jon acorda com frio. Thoros de Myr morreu dormindo, parte pelos ferimentos do urso, parte congelado. Jorah e Beric dizem a Jon que a solução final é matar o Rei da Noite, que é o responsável por transformar todos os outros. Se ele morrer, há grandes chances de todos caírem ao redor como aconteceu com o outro caminhante.

Em Pedra do Dragão, Daenerys recebe o corvo enviado por Gendry e parte com os três dragões rumo ao norte da Muralha. Tyrion protesta, dizendo que se ela morrer seus apoiadores estarão perdidos, mas ela vai mesmo assim. Entediado, Sandor Clegane joga uma pedra que desliza no gelo até os mortos. Com isso eles percebem que não vão mais cair na água e atacam o grupo. A batalha começa e Tormund quase é morto e arrastado para a água, mas Cão de Caça o salva. O grupo resiste e Daenerys chega, queimando vários mortos de uma vez. Ela pousa com Drogon perto do grupo e todos começam a subir, levando o morto-vivo com eles. Ela estende a mão para Jon, mas ele se afasta para matar mais inimigos. Enquanto isso, o Rei da Noite pega uma lança de gelo e atira no dragão Viserion, que cai no gelo, gritando e sangrando. Daenerys olha em choque enquanto o animal morre e afunda na água. Com medo que o Rei da Noite mate mais dragões, Jon fica para trás e manda Dany embora com o resto do grupo. Jon continua lutando com os mortos-vivos e é encontrado pelo tio Benjen, que se sacrifica e dá seu cavalo para que o sobrinho fuja.

Em Atalaialeste do Mar, Tormund e Beric ficam na Muralha e Sandor Clegane vai rumo ao sul com o morto-vivo que servirá de prova. Enquanto isso, Daenerys olha esperançosa para o horizonte, esperando o retorno de Jon. Quando ela perde as esperanças, cornetas soam e o cavalo de Jon é avistado. Todos entram em um barco na direção do Sul e Jon é aquecido. Suas roupas geladas são retiradas e Dany vê as marcas de faca em seu corpo.

Daenerys Targaryen retorna a Westeros (5)

Quando Jon acorda, Daenerys está ao seu lado com um olhar choroso. Ela promete a ele que vai lutar contra o Rei da Noite e Jon agradece, dizendo que ela é sua rainha agora e a chama de Dany. Além da Muralha, os mortos-vivos retiram o dragão Viserion da água. O Rei da Noite toca o rosto do animal, que acorda com o olho azul.

O último episódio da sétima temporada começa com os Imaculados, que deixaram Rochedo Casterly, cercando Porto Real. Os Dothraki também chegam e a cidade fica em alerta, já que o encontro com Cersei está prestes a começar. Com a chegada, vários reencontros acontecem, incluindo Tyrion com Bronn, Tyrion com Podrick e Brienne com Cão de Caça. Os dois conversam e ela revela que Arya está a salvo em Winterfell e consegue se defender sozinha muito bem. Todos aguardam a chegada de Daenerys, que vem montada em Drogon. A entrada da personagem é triunfal e um dos que ficam espantados é Euron Greyjoy. Outro reencontro que acontece neste momento é dos irmãos Sandor e Gregor Clegane. Já Euron provoca o sobrinho Theon, dizendo que está com sua irmã Yara. Quando os ânimos se acalmam, o morto-vivo é mostrado a Cersei. Todos se assustam, menos Qyburn, que parece interessado. Jon faz uma grande explicação sobre a ameaça dos Caminhantes Brancos e de como é importante a união para derrotá-los.

Euron deixa a reunião, dizendo que vai se abrigar nas Ilhas de Ferro até o perigo passar. Já Cersei diz que a guerra contra os mortos é importante, mas só aceita a trégua caso Jon Snow não tome partido quando a disputa pelo Trono de Ferro começar. Para ela, Jon deve ficar no Norte e não apoiar nem ela, nem Daenerys. Mas o ex-rei do Norte diz que não pode prometer isso, pois já jurou lealdade para Daenerys. Com a recusa, Cersei deixa a reunião dizendo que não há acordo. Brienne apela para Jaime conversar com a irmã e tanto Tyrion quanto Daenerys questionam a postura de Jon. Ele diz que não mentiria sobre isso e a Mãe de Dragões diz que, sem acordo, Viserion terá morrido por nada. Tyrion vai conversar sozinho com Cersei para tentar um acordo. Ele entra na sala assustado com a presença do Montanha. Ele serve vinho para a irmã, mas ela não bebe e toca a barriga. Assim Tyrion chega à conclusão de que ela está grávida. Um acordo entre os dois acontece, mas não é mostrado em tela. Cersei volta à reunião e diz que vai ajudar na luta contra os mortos, esperando que Jon e Daenerys se lembrem disso no futuro.

Daenerys Targaryen retorna a Westeros (6)

Daenerys e Jon Snow se preparam para voltar a Winterfell. Jorah diz que ela deveria ir voando em Drogon, mas Jon diz que seria importante para o povo do Norte que eles chegassem juntos. Theon conversa com Jon e pede permissão para ir atrás de sua irmã Yara. Jon diz que o perdoa pelo que pode perdoar e dá a permissão. Theon busca apoio dos homens das Ilhas de Ferro que ainda estão em Pedra do Dragão. Ele sai na porrada com um deles, vence e convence todos a ajudá-lo não por ele, mas por Yara. Jaime Lannister começa a preparar os exércitos Lannister para ir ao Norte, mas Cersei diz a ele que mentiu e não cumprirá o que disse na reunião. Ela revela que pretende ficar a salvo no Sul, enquanto os monstros se matam no Norte. A rainha também percebeu a ausência de um dragão de Daenerys e fica ainda mais confiante de que pode matá-los. Cersei diz que Euron saiu da reunião não para ir para as Ilhas de Ferro, mas sim para convocar e trazer a Companhia Dourada até ela.

Jaime diz que não vai compactuar com isso e vai embora para cumprir sua palavra, deixando Cersei sozinha . Começa a nevar em Porto Real, anunciando ainda mais a chegada do inverno. Enquanto Bran narra a real descendência de Jon, o bastardo entra no quarto de Daenerys. Tyrion percebe a atitude e parece decepcionado, mas não fica claro por qual motivo. A sétima temporada termina com uma grande sequência em Atalaialeste do Mar. O castelo da Muralha é atacado pelo Rei da Noite, que está montado na versão zumbi de Viserion. O dragão destrói parte da estrutura, perto de onde Tormund e Beric estão, soltando um tipo de chama azul. Parte da Muralha se quebra e os mortos começam o caminho rumo ao Sul.