Filmes

Notícia

Star Wars | Palpatine ser um clone estava no roteiro de A Ascensão Skywalker

Ian McDiarmid, que vive o Sith desde 1983, diz que diálogo entre Kylo e o Imperador revelava natureza do retorno do vilão

Nicolaos Garófalo
02.03.2020
22h05
Atualizada em
04.03.2020
11h12
Atualizada em 04.03.2020 às 11h12

Após o livro de Star Wars: A Ascensão Skywalker confirmar que o Imperador Palpatine retornou como um clone no filme mais recente da franquia, o ator Ian McDiarmid, que vive o sith desde O Retorno de Jedi (1983), afirmou que a versão original do roteiro apresentava um diálogo entre o vilão e Kylo Ren (Adam Driver), em que o próprio Imperador admitia a natureza de seu retorno. Durante um painel na Comic Con de Buxelas, na Bélgica, McDiarmid descreveu a cena, que seria a abertura do Episódio IX – confira acima, a partir de 17:50.

Em certo momento, o roteiro tinha um diálogo logo na primeira cena com Adam, em que ele diz ‘Você é um clone’ e eu dizia, naquela versão do roteiro que já não está entre nós, ‘Mais do que um clone, menos do que um homem’”, contou o ator, afirmando ainda que a fala resumia o vilão.

Sobre as influências de Palpatine como o grande vilão da Saga Skywalker e seu retorno no Episódio IX, McDiarmid diz que o Imperador é “a causa de tudo”. “De certo modo, toda vez que alguém comete algum ato maligno, é por causa deste personagem e sua influência. Seja em público ou perversamente escondido”.

McDiarmid estreou em Star Wars como o Imperador em 1983, em O Retorno de Jedi. Mais tarde, George Lucas editou O Império Contra-Ataca para substituir a versão original do vilão pela reinterpretação de McDiarmid. Desde então, o ator apareceu nos três filmes da trilogia prólogo, lançada entre 1999 e 2005, e em A Ascensão Skywalker.

Com mais de US$ 1 bilhão arrecadado nas bilheterias mundiais, Star Wars: A Ascensão Skywalker tem previsão para ser lançado em home-video em abril.