Filmes

Lista

Star Wars | Como seria a versão de Colin Trevorrow do Episódio IX

Suposto roteiro vazado mostra capítulo final bem diferente de A Ascensão Skywalker

Arthur Eloi
16.01.2020
13h46
Atualizada em
17.01.2020
20h09
Atualizada em 17.01.2020 às 20h09

A Ascensão Skywalker foi bastante divisivo entre os fãs de Star Wars. Mas, muito antes de J.J. Abrams assumir a direção para concluir a nova trilogia, o cineasta Colin Trevorrow, de Jurassic World, era o encarregado de comandar e escrever o episódio final. Quando Abrams tomou o posto, o roteiro foi refeito por Chris Terrio. Agora, uma suposta versão do roteiro de Trevorrow foi divulgada na internet, chamada de Star Wars - Duel of Fates (ou Duelo entre Destinos em tradução livre).

Enquanto não há confirmação da veracidade do vazamento pela Disney ou pelo diretor, o AV Club afirma ter verificado com uma fonte e garante que é real. Seja como for, veja abaixo como seria a versão do Episódio IX de Star Wars por Colin Trevorrow!

Maior papel da Primeira Ordem

O rascunho cita que a trama seria diferente. Mesmo com a presença de Palpatine, a história, na verdade, seria sobre a força da Primeira Ordem. O enredo mostraria os planos da Resistência de roubar um Star Destroyer para atacar o planeta de Coruscant, que está sob o comando do Chanceler Hux.

Jornada de Kylo Ren

Os caminhos de Kylo Ren e Rey correriam paralelamente à disputa entre a Resistência e a Primeira Ordem. O objetivo de Kylo Ren, por exemplo, seria encontrar um holocron deixado por Palpatine para Darth Vader, com a missão de encontrar Tor Valum, antigo mestre do Imperador, para terminar seu treinamento Sith. Segundo os vazamentos, o personagem é descrito como uma entidade Lovecraftiana de mais de 7 mil anos, e o treinamento de Kylo envolveria enfrentar uma cópia de Darth Vader - assim como Luke fez em Dagobah durante O Império Contra-Ataca (1980).

Sem negar Os Últimos Jedi

O filme de Colin Trevorrow daria continuidade às viradas introduzidas por Rian Johnson em Os Últimos Jedi. O parentesco de Rey continuaria sem importância, sem associá-la à Palpatine. O roteiro levaria as coisas um passo além, e seria revelado que, seguindo ordens de Snoke, Kylo Ren assassinou os pais da padawan. Já na trama principal Rose Tico, personagem de Kelly Marie Tran, teria mais importância - e tempo de tela - na luta contra a Primeira Ordem.

Maior importância para Luke Skywalker

O fantasma de Luke aparece em A Ascensão Skywalker, mas Duel of Fates teria mais cenas com o personagem, que não daria as caras apenas em um momento de crise. Na verdade, o personagem ajudaria a concluir o treinamento de Rey. Além disso ele também apareceria para Kylo Ren, tentando-o convencer a deixar o Lado Sombrio.

Novas identidades

As duas figuras centrais de Duel of Fates se afastariam da dicotomia Jedi-Sith para trilharem seus próprios caminhos. Rey, assim como fez Ahsoka Tano nas animações de Star Wars, não se encaixaria em nenhum dos dois lados, de forma que Leia a descreveria como “algo completamente novo” em determinado momento. A personagem forjaria um sabre único a partir da junção de seu bastão com o sabre de luz de Luke Skywalker. Já Kylo ainda seguiria os passos de seu avô, mas ganharia aparência inédita ao forjar uma nova máscara com beskar mandaloriano.

Duelo entre destinos

A batalha final entre Rey e Kylo aconteceria em Mortis, planeta citado em Clone Wars. Enquanto isso, os outros personagens da Resistência lutariam contra a Primeira Ordem em Coruscant. Na batalha final, os fantasmas de Luke, Yoda e Obi-Wan fariam uma participação para tentar salvar Kylo Ren, mas o vilão já teria ido muito longe no caminho das sombras, sem chance de redenção, forçando Rey a eliminá-lo.

A versão de J.J. Abrams e Chris Terrio de Star Wars: A Ascensão Skywalker está em cartaz nos cinemas. Recentemente, o filme passou a marca de US$1 bilhão de bilheteria global - saiba mais.