Matrix, Homem-Aranha e mais séries da Marvel: como foi agosto na cultura pop

Créditos da imagem: Warner Bros/Divulgação // Marvel Studios/Divulgação // Marvel Comics/Reprodução

Filmes

Lista

Matrix, Homem-Aranha e mais séries da Marvel: como foi agosto na cultura pop

Uma recapitulação de fã para fã dos principais acontecimentos do mês

João Luis Jr.
31.08.2019
17h33

Agosto foi intenso, com notícias que prometem mudar a cultura pop. Para preparar você para setembro, relembramos aqui os principais momentos do mês: 

Spider-Man into the Incerteza-Verse

Homem-Aranha: Longe de Casa/Marvel Studios/Reprodução

Após derrotar Abutre, triunfar diante de Mysterio e até mesmo sobreviver ao estalo de dedos de Thanos, agosto foi o mês em que o Homem-Aranha de Tom Holland finalmente encontrou um adversário que ele não foi capaz de enfrentar: a disputa corporativa entre Disney e Sony. Sim, após 5 filmes, um deles a maior bilheteria do personagem em sua história no cinema, o único Peter Parker que não havia perdido em cena o seu Tio Ben, perdeu algo muito mais importante: o seu acesso ao MCU.

Com o fracasso das negociações entre Sony e Disney o futuro do aracnídeo se torna mais misterioso e confuso que nunca. Teremos um novo Homem-Aranha ou Tom Holland seguirá no papel, só que no mesmo universo que Venom e Morbius? Jon Watts seguirá na direção ou migrará para algum outro projeto da Marvel? Após Aranhaverso a Sony finalmente aprendeu como se faz filmes do amigão da vizinhança ou segue achando que alguém realmente se importa com a vida dos pais do Peter, como na época do Andrew Garfield? Independente do que acontecer, a versão de Tom Holland já se torna oficialmente a mais fiel ao personagem pelo simples fato de ter o mesmo nível de azar que Peter Parker sempre teve nos quadrinhos

Disney + Everyone

Reprodução

Mas como na Marvel nunca se fecha uma porta sem que se abram cerca de dez janelas, para compensar a perda de um Homem-Aranha nos cinemas teremos séries de uma She-Hulk, um Cavaleiro da Lua e uma Ms. Marvel, se juntando às já confirmadas séries Loki, WandaVision, Gavião Arqueiro, Falcão e o Soldado Invernal e a animação What If, porque obviamente a Disney não sabe brincar com esse lance de streaming.

The Matrix Reloaded Reloading Again

Warner Bros/Divulgação

E confirmando a teoria de que este é o planeta de Keanu Reeves e nós apenas vivemos nele, foi confirmado que teremos um novo Matrix, com a presença não apenas do nosso querido Neo como também da Trinity de Carrie-Anne Moss, tudo isso dirigido por Lana Wachowski, que ao lado da irmã Lilly havia escrito e dirigido a primeira trilogia. Parece uma tentativa desesperada da Warner de conseguir uns trocados em cima de uma franquia famosa? Claramente. A trilogia inicial teve aproximadamente dois filmes a mais do que o necessário? É possível. As Wachowski não dão uma bola dentro no cinema desde o primeiro Matrix? Não deixa de ser verdade. Mas iremos todos aos cinemas assistir Matrix 4 e ainda pagaremos ingresso pro 3D? É muito provável.

Mas e os gibis?

Marvel Comics/Reprodução

Você gosta do Justiceiro do Garth Ennis? Boa notícia, o irlandês está escrevendo duas novas minisséries do personagem. Você gosta da Legião dos Super-Heróis? Boa notícia, ela acabou de ser reintroduzida no universo DC na edição americana deste mês de Superman. Você gosta de projeto amaldiçoados pelo Alan Moore? Boas notícias também! Lançada originalmente em 2017, a maxissérie Doomsday Clock, que deveria ser mensal e continuar em suas 12 edições a saga dos personagens de Watchmen, teve em agosto uma grande novidade que é... a promessa de que sua edição #11 chega nas bancas na primeira semana de setembro. Bem, não se pode ter tudo, realmente.