Conheça Kamala Khan, protagonista da série Ms. Marvel

Créditos da imagem: Marvel Comics/Divulgação

Séries e TV

Artigo

Conheça Kamala Khan, protagonista da série Ms. Marvel

Jovem heroína foi a primeira mulher muçulmana a protagonizar uma revista da Marvel

Nicolaos Garófalo
24.08.2019
18h20
Atualizada em
19.09.2019
15h53
Atualizada em 19.09.2019 às 15h53

Um dos principais anúncios da Marvel na D23 foi a produção de uma série da Ms. Marvel/Kamala Khan, heroína criada em 2014 que é grande sucesso de vendas na Casa das Ideias.

Ela apareceu pela primeira vez em Capitã Marvel #14, mas ainda sem um nome. Foi em All-New Marvel NOW! Point One que ela foi devidamente apresentada, antes de ganhar sua revista própria.

Marvel Comics/Divulgação

Ela era uma jovem de origem paquistanesa obsecada por super-heróis, que escrevia fan-fics sobre os Vingadores quando foi atingida pela nuvem de terrígeno, tornando-se uma inumana. Presa em seu casulo, ela alucina uma conversa com a Capitã Marvel, Carol Danvers. Ao dizer que queria ser igual à heroína, Kamala acorda com a aparência clássica de Danvers como Ms. Marvel, descobrindo que ganhou o poder de mudar de aparência. Ela eventualmente cria sua própria roupa, inspirada no uniforme de Carol, e assume a identidade secreta de Miss Marvel.

Poderes

Além de mudar sua aparência, a Miss Marvel pode mudar as dimensões e a densidade de seu corpo e pode curar seus ferimentos com facilidade, simplesmente fazendo seu corpo voltar à forma original.

Campeões

Deixando os Vingadores após os acontecimentos da Guerra Civil II, Kamala se juntou a outros heróis “legado”, como Miles Morales/Homem-Aranha e Amadeus Cho/Hulk para fundar os Campeões, que também conta com o Nova, Viv Visão e o jovem Ciclope.

O grupo cresce cada vez mais e outros jovens superpoderosos entram para a equipe, todos obedecendo as ordens de Kamala.

Sucesso

Primeira heroína muçulmana a protagonizar sua própria revista na Marvel, a Ms. Marvel aparece constantemente na lista de quadrinhos mais vendidos dos EUA e suas histórias são as queridinhas da crítica desde o lançamento, ganhando o prêmio de melhor história ilustrada no Hugo Awards de 2015.