Piores filmes de 2018

Créditos da imagem: Divulgação

Filmes

Lista

Piores filmes de 2018

Segundo o editorial do Omelete

A cozinha
30.12.2018
11h00
Atualizada em
26.12.2018
13h36
Atualizada em 26.12.2018 às 13h36

Não basta olhar para o melhor de 2018, é preciso relembrar o pior também. A seguir, listamos os filmes que nos fizeram perder tempo no ano. 

Veja também:

Venom

Divulgação

O erro que deu certo - Thiago Romariz.

O fato deste filme existir e excluir a possibilidade do Venom dividir as telas com o Homem-Aranha do Tom Holland me deixa triste e bravo. A Sony tem zero paixão nos seus projetos baseados em quadrinhos e, novamente, regurgitam um filme genérico, vazio e isento de alma. E Tom Hardy... o que você está fazendo, cara?Ryan Smallman

O visual do Venom ficou ótimo, mas o filme é horrível. O roteiro é fraco, os atores coadjuvantes parecem que nem estão tentando atuar e nem as cenas de ação empolgam. Usa todos os clichês possíveis pra construir uma história que não empolga e tem momentos constrangedores como a cena onde Eddie Brock invade o laboratório - Como uma empresa que é capaz de lançar um foguete no espaço não tem UMA câmera de segurança? Como um vidro que é capaz de segurar o simbionte alienígena mais perigoso do universo quebra com uma cadeira? COMO ELE TIRA FOTO ANDANDO E NÃO FICA BORRADO? Enfim, é ruimFábio Gomes.

Havia muito tempo que não saia tão confusa do cinema. Simbionte psicólogo de Eddie Brock, grandes atores no piloto automático (com a exceção de Tom Hardy) e pra fechar com chave de ouro, a peruca mais falsa de 2018 em Woody Harrelson na cena pós-créditos. Queria a opção de “desver” - Patricia Gomes.

Jurassic World: Reino Ameaçado

Divulgação

Não adiantaria falar aqui de um filme que ninguém viu, então escolhi um que muita gente viu e já não deve se lembrar de nada de tão descartável que foi. Podíamos ter ficado sem essa - Marcelo Forlani.

Slender Man: Pesadelo Sem Rosto

Divulgação

Já não basta ser uma história do Slender Man lançada seis anos após o ápice do personagem, o filme faz o mínimo de esforço possível para criar tensão ou sequer personagens. Poderia muito bem ter ficado em 2012 mesmo - Arthur Eloi

A Vingança Perfeita

Divulgação

É triste deixar um filme da Margot Robbie com Simon Pegg como o pior filme do ano, mas talvez pela dupla eu esperava algo minimamente razoável. Mas o resultado é uma longa viagem pretensiosa e vergonhosa que usa influências ótimas para criar algo não só entediante sem nenhuma criatividade e pseudo-intelectual - Julia Sabbaga

A Vida em Si

Divulgação

Um dos filmes mais confusos já lançados nos últimos anos. Muito ambicioso, mas insensível com seus próprios dramas e forçado demais para gerar certas emoções no público. Como escrevi na crítica, a falta de sentido para a vida não é desculpa para um roteiro preguiçoso - Camila Sousa.

Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald

Divulgação

A nossa noção de fan service como base da experiência de blockbusters aparentemente chegou ao paroxismo e se havia nisso antes algum prazer agora só restou a autofagia - Marcelo Hessel

Han Solo: Uma História Star Wars

Divulgação

Como fã de Star Wars me senti pessoalmente ofendida pela falta de imaginação do filme. Não é uma questão de fan service por fan service, é um desrespeito ao imaginário criado em torno do personagem desde 1977. O único feito do longa é tirar a graça de qualquer atitude ou frase de efeito de Han Solo, chegando ao cúmulo de explicar o nome do personagem. Nem mostrar as habilidades dele como piloto o filme consegue, desperdiçando no caminho atuações de Thandie Newton, Paul Bettany, Woody Harrelson e Donald Glover (que parecia a escalação perfeita para Lando Calrissian, mas acaba sendo só um modelo para o belo figurino elaborado por David Crossma e Glyn Dillon). Ao final das suas 2h15min o sentimento era um só: Han Solo, o filme que queria desver em 2018 - Natália Bridi.

Não é só o "banho" do Han com o Chewbacca, tudo é uma M**** - Luiz Torreão.

Todo Dia

Divulgação

O romance adolescente tentou ser o novo A Culpa é das Estrelas, mas acabou sendo apenas mais um filme sem graça. Cheio de clichês, a narrativa foca em uma personagem bastante simplificada e trabalha mal a complexidade do personagem ao lado, que poderia efetivamente tornar o filme diferente. No final, é bem entediante - Mariana Canhisares.

O Paradoxo Cloverfield

Divulgação

Um filme que chegou de surpresa, trouxe uma mistura de vários elementos de filmes de terror e sci-fi de maneira sem graça e clichê e fechou com um roteiro totalmente falho. Ficou fácil escolher o pior filme do ano - Arthur Braga.