Josh Stamberg em WandaVision

Créditos da imagem: WandaVision/Disney+/Reprodução

Séries e TV

Artigo

WandaVision | Diretor da SWORD pode ter ligação com Agents of SHIELD; entenda

Apresentado no quarto episódio, Tyler Hayward pode não ser tão bom moço quanto parece

Mariana Canhisares
01.02.2021
16h54

O quarto episódio de WandaVision, intitulado “Interrompemos este Programa”, representou um ponto de virada na nova série do Disney+. Além de reintroduzir velhos conhecidos do MCU (Universo Cinematográfico Marvel), como a astrofísica Darcy Lewis (Kat Dennings) e o agente do FBI Jimmy Woo (Randall Park), e mostrá-los como personagens-chave para o futuro da Feiticeira Escarlate, o capítulo respondeu perguntas importantes deixadas pelo seriado até aqui. No entanto, WandaVision pode ter feito mais do que isso, e debaixo dos nossos narizes. Ao apresentar o diretor interino da S.W.O.R.D. (E.S.P.A.D.A., no Brasil) Tyler Hayward (Josh Stamberg), a Marvel pode ter, na realidade, revelado um novo vilão.

Desacreditando a postura de bom moço que o executivo teve até agora, fãs especulam que Tyler possa ter alguma relação com Brian Hayward (Paul Lacovara), de Agents of S.H.I.E.L.D. Na série, Brian é um veterano que virou cobaia do Projeto Centopeia, empreendimento da HYDRA com objetivo de dar poderes a humanos comuns. Dono de força, resistência e velocidade notáveis, ele tentou dar um golpe na S.H.I.E.L.D., mas, além de fracassar, acabou morto.

No seriado da ABC chegou a ser mencionado que Brian tinha uma irmã, mas nunca um irmão. Esse detalhe, no entanto, não é suficiente para descartar a teoria de que ele e Tyler tenham algum nível de parentesco, até porque a desconfiança sobre o caráter do diretor interino da S.W.O.R.D. tem outras motivações.

Há dois momentos específicos no quarto episódio de WandaVision que saltam aos olhos. O primeiro é uma conversa aparentemente amigável entre Tyler e Monica Rambeau (Teyonah Parris), em que o diretor tenta garantir que a jovem capitã não se incomoda com o fato de ele ter assumido, ainda que temporariamente, o cargo que um dia foi da mãe dela. Embora soe como uma tentativa de preservar a relação com a colega de trabalho, o diálogo pode ser uma espécie de antecipação de um momento de ruptura entre os dois, bastante provável considerando como o executivo pisa em ovos para falar com a capitã. A possibilidade dos dois terem visões contrastantes sobre como lidar com os eventos criados por Wanda, porém, não é suficiente para sustentar a teoria que o coloca como um vilão. Por sorte, há mais uma evidência.

Durante o tour pelo quartel-general da S.W.O.R.D., Tyler Hayward explica a Rambeau que a agência não foca mais no treinamento para missões no espaço. Desde o blip, também conhecido como o estalar de dedos do Thanos, a instituição se especializou em robótica, nanotecnologia e inteligência artificial, criando até dispositivos próprios. A mudança, provavelmente encabeçada por Tyler - já que Maria Rambeau (vivida por Lashana Lynch em Capitã Marvel) ficou muito doente no intervalo entre os embates dos Vingadores contra o Titã Louco -, pode sugerir que a A.I.M. (I.M.A., no Brasil), está infiltrada na subdivisão espacial da S.H.I.E.L.D.

Introduzida em Homem de Ferro 3, a A.I.M. é uma organização criminosa formada por cientistas obcecados por poder, que tentam destituir governos usando recursos tecnológicos, e que tem como grande inimiga justamente a S.H.I.E.L.D. Considerando a nova diretriz da S.W.O.R.D., o sobrenome em comum com o supersoldado do Projeto Centopeia e como tudo em WandaVision tem um significado, não é absurdo especular que Tyler Hayward seja mais do que uma personificação da S.W.O.R.D.

No momento, porém, tudo não passa de teoria. Uma resposta definitiva deve vir ao longo da segunda metade da temporada. Fique de olho no Omelete para não perder nenhum desenvolvimento!

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.