Filmes

Lista

Globo de Ouro 2021 | As maiores surpresas e os esnobados nas indicações

Cerimônia acontece em 28 de fevereiro

Julia Sabbaga
03.02.2021
12h28
Atualizada em
07.02.2021
15h57
Atualizada em 07.02.2021 às 15h57

O Globo de Ouro anunciou suas indicações hoje, dia 3, e como sempre a lista está repleta de surpresas. Em 2021, isso fica ainda mais gritante. Em um ano em que as produções passaram por uma época de campanha complicada, muitas das séries e dos filmes citados pela Associação da Imprensa Estrangeira de Hollywood nem chegaram aqui no Brasil, ou não tem previsão de estreia. 

Mas enquanto aguardamos tanto o lançamento das produções quanto a cerimônia, que acontece no dia 28 de fevereiro, listamos abaixo as maiores surpresas dos anúncios de hoje:

Surpresa e Esnobado - Hamilton

Os fãs de Hamilton receberam uma ótima notícia quando o Globo de Ouro anunciou que o musical da Broadway, por seu lançamento do Disney+, poderia ser indicado na premiação. Mas a escolha do Globo de Ouro foi peculiar, já que a peça de Lin-Manuel Miranda não foi indicado nas categorias de canção original ou trilha sonora. A exclusão pode ter sido causada por regras diferentes nestas categorias.

Mesmo assim, a escolha de atuação da Associação foi peculiar, já que Hamilton é repleto de ótimos atores e interpretações brilhantes, e por mais que Miranda seja aclamado pela criação e pela obra geral, não é exatamente pela sua performance protagonista que ele recebe elogios. Se podemos escolher alguns esnobados aqui, teria sido muito justo ver nomes como Leslie Odom Jr.Daveed Diggs ou Renee Elise Goldsberry entre os indicados. 

Surpresa - Perry Mason

É sempre curioso quando uma série que fez pouco barulho por aqui é aclamada no Globo de Ouro, e este talvez tenha sido o caso de Perry Mason, indicado pela performance de seu protagonista, Matthew Rhys. A indicação de Rhys pode revelar certo saudosismo por The Americans, série pela qual o ator foi indicado duas vezes e não ganhou a estatueta (apesar de ter levado um Emmy). Perry Mason foi recebido de forma positiva pela crítica, mas poucos esperavam que a série da HBO daria as caras no Globo de Ouro. 

Esnobado - A Assistente

Um dos filmes aguardados para indicações ao Oscar - mas pode muito bem acabar esquecido pela Academia também - é A Assistente, longa de Kitty Green inspirado no início do movimento Me Too. O longa, sua protagonista (Julie Garner) e sua diretora poderiam ter marcado presença em suas respectivas categorias, mas apesar de ter sido amplamente aclamado na crítica, ele ficou de fora da lista final. Garner, pelo menos, foi indicada por sua performance em Ozark.

Surpresa - Ratched com 3 indicações

Apesar do nome Ryan Murphy sempre ter sinalizado sucesso, nos últimos meses o nome por trás de Glee tem produzido conteúdos na Netflix que foram recebidos de forma morna. Um dos maiores exemplos disso é Ratched, série que serve como prelúdio da história da Enfermeira Ratched, de O Estranho no Ninho. Mesmo com o peso da estrela de Sarah Paulson, Ratched foi rapidamente criticado e facilmente esquecido, mas não pelo Globo de Ouro, aparentemente: a série recebeu três indicações, como Melhor Série de Drama, Atriz Principal (Paulson) e Coadjuvante (Cynthia Nixon). 

Esnobado - I May Destroy You

Podemos falar de The Boys, Mandalorian, Ratched ou O Gambito da Rainha o quanto quisermos, mas se tem uma série que foi aclamada pela crítica durante o último ano foi I May Destroy You, criação britânica de Michaela Coel para a HBO. Tanto a série, que fala sobre os traumas de estupro, quanto a sua protagonista (Coel) estavam entre as maiores apostas do ano, mas quando foi a hora de anunciar os candidatos nenhuma das duas recebeu a honra. 

Surpresa - Anya Taylor Joy em Emma

Depois de alguns esnobados e surpresas amargas, finalmente tivemos uma surpresa boa, com a indicação de Anya Taylor-Joy no papel da personagem-título de Emma.. A atriz era uma presença garantida nas categorias de série pela sua performance em O Gambito da Rainha, mas Emma. foi um daqueles filmes que, pelo menos aqui no Brasil, sofreu muito com a pandemia. Lançado diretamente em streaming, o longa baseado no livro de Jane Austen traz uma performance brilhante da atriz, que mereceu sua menção na categoria de cinema. 

Esnobado - O elenco de Lovecraft Country

Não foi surpresa ver Lovecraft Country entre os indicados de Melhor Série Dramática, mas foi certamente curioso notar que nenhum dos nomes de seu elenco apareceu nas categorias de atuação. A série da HBO foi aclamada pela crítica e chamou atenção por diversos motivos, mas um dos maiores foi a performance de seu elenco, em nomes como Jonathan MajorsJurnee Smollett. Eles ficaram de fora do Globo de Ouro, mas junto com os coadjuvantes Michael K. Williams e Wunmi Mosaku receberam indicações no Critics' Choice Awards. 

Surpresa - The Mandalorian

Claro que The Mandalorian foi uma das séries mais comentadas e aclamadas do ano, mas talvez pela sua característica tão cultura pop foi surpreendente ver a produção do Disney+ recebendo uma das maiores honras entre as categorias do Globo de Ouro, uma indicação como Melhor Série Dramática. Esnobada pela premiação em sua primeira temporada, The Mandalorian é geralmente mais aclamada por seus aspectos técnicos, mas roubou a cena em 2021 e também está indicada ao Critics' Choice. 

Surpresa - James Corden

Possivelmente a maior surpresa entre os indicados foi a menção de James Corden na categoria de Melhor Ator em Comédia ou Musical por sua performance em The Prom: A Festa de Formatura. A indicação serve para mostrar a força da Netflix (e do Ryan Murphy), mas é curioso que Corden tenha sido o único nome do musical a levar uma indicação. Não apenas porque o apresentador contracenou com lendas como Nicole Kidman e Meryl Streep mas porque seu papel no filme da Netflix gerou diversas críticas. Sua atuação não foi bem recebida e seu personagem foi diversas vezes associado a um esteriótipo ofensivo e homofóbico. 

Surpresa - Emily In Paris

Por falar em esteriótipos, a negação do Globo de Ouro de fazer parte do coro de críticos ficou chamativo também pelas indicações de Emily In Paris. Apesar de ter sido bem recebida pelos fãs (de Lily Collins principalmente), a série da Netflix chamou atenção por seu retrato pejorativo da França e dos franceses, e foi alvo de diversas críticas por isso. O Globo de Ouro pareceu não se importar muito, por que a produção de Darren Star foi indicada a Melhor Série Musical ou de Comédia e Melhor Atriz, para Collins. 

Esnobado - The Boys

Claro que não era presença garantida, mas depois de uma segunda temporada altamente aclamada teria sido bom ver The Boys entre as indicações do Globo de Ouro. Liderado por ótimas performances e reverenciado por sua trama bizarra, a série do Prime Video é "cultura pop" demais para as premiações, mas considerando as portas abertas pela menção de Mandalorian como Melhor Série Dramática, a série de Eric Kripke merecia também ter sua honra. 

Esnobado - Destacamento Blood

Um dos filmes mais aclamados do ano também ficou de fora de absolutamente todas as categorias: Destacamento Blood, de Spike Lee. As apostas esperavam que o filme da Netflix aparecesse tanto na categoria de Melhor Filme quanto nas categorias de atuação, principalmente pelas performances de Delroy Lindo e Chadwick Boseman. A produção ficou totalmente de fora da lista, mas Boseman recebeu sua indicação póstuma pela atuação em A Voz Suprema do Blues. 

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.