X-Men: Apocalipse | Olivia Munn estranhou ausência do diretor

Créditos da imagem: 20th Century Studios/Divulgação

Filmes

Notícia

X-Men: Apocalipse | Olivia Munn estranhou ausência do diretor

Atriz afirmou que Bryan Singer se ausentava com frequência do set

Nicolaos Garófalo
29.04.2020
00h15

X-Men: Apocalipse, terceiro filme da fase mais recente dos mutantes nos cinemas, contou com o retorno de Bryan Singer, que comandou os dois primeiros X-Men originais e Dias De Um Futuro Esquecido, de 2014. Embora o cineasta esteja creditado como diretor, a atriz Olivia Munn afirmou em entrevista recente que Singer se ausentava com frequência das filmagens do longa de 2016 (via Variety).

De acordo com Munn, Singer faltava no set afirmando problemas de tireoide, deixando as filmagens no Canadá para voltar para os Estados Unidos sem aviso prévio. “Ao invés de ir a um hospital em Montreal, que é uma cidade [com estabelecimentos] de ponta e funcional, ele disse que precisava ir para Los Angeles. Ele ficou fora por uns dez dias, se bem me lembro, e falava ‘sigam em frente, continuem filmando’”, lembra a atriz, que interpretou Psylocke no filme.

Apesar de, na época, não estar acostumada com as filmagens de um blockbuster, Munn disse que sabia que era estranho “que Bryan Singer pudesse sair e dizer que era um problema de tireoide”. A atriz contou que ela e os colegas chegavam ao set para rodar suas cenas e, depois de horas, recebiam uma mensagem do diretor mandando o trabalho prosseguir sem ele. “Eu lembro que nós filmamos uma cena grande e, quando voltamos do almoço, um dos assistentes do Bryan apareceu e mostrou o celular com uma mensagem dele”.

O comportamento errôneo de Singer não é sua única polêmica envolvendo seus últimos trabalhos. Em 2018, diversas acusações de pedofilia e estupro foram feitas contra o cineasta, o que o levou a ser demitido de Bohemian Rhapsody e Legion.

Último filme da franquia X-Men produzido pela Fox, Os Novos Mutantes foi filmado em 2017 e deveria chegar aos cinemas em abril de 2018. Porém, em meio a problemas de produção e à fusão entre Disney e Fox, o filme foi adiado sucessivas vezes. O lançamento foi confirmado para abril de 2020, na versão originalmente planejada pelo diretor.

O elenco principal do filme contará com Anya Taylor-Joy (Vidro) como Ilyana Rasputin/Magia, Maisie Williams (Game of Thrones) como Rahne Sinclair/Lupina, Charlie Heaton (Stranger Things) como Sam Guthrie/Míssil, Blu Hunt (The Originals) como Danielle Moonstar/Miragem e Henry Zaga (Teen Wolf) como Roberto da Costa/Mancha Solar. Alice Braga e Antonio Banderas também estarão no filme.