Joe Russo diz que Sony cometeu erro ao tirar Homem-Aranha da Marvel

Créditos da imagem: Marvel Studios/Divulgação

Filmes

Notícia

Joe Russo diz que Sony cometeu erro ao tirar Homem-Aranha da Marvel

Diretor afirma que é impossível o estúdio replicar o sucesso do Teioso no MCU

Nicolaos Garófalo
13.09.2019
21h27
Atualizada em
16.09.2019
18h47
Atualizada em 16.09.2019 às 18h47

Em uma entrevista ao Toronto Sun, Joe e Anthony Russo discutiram um pouco mais a turbulenta saída do Homem-Aranha do MCU após o fim do acordo entre Disney e Sony, detentora dos direitos cinematográficos do herói.

Enquanto o irmão repetia o discurso de que não estava surpreso com o final do acordo, Joe foi mais objetivo, dizendo que a Sony não conseguirá repetir o sucesso espetacular que Kevin Feige e a Marvel Studios tiveram em contar histórias incríveis com o Cabeça de Teia. “Foi um grande erro”, afirmou Joe.

A Sony tem planos de montar seu próprio universo cinematográfico baseado no Homem-Aranha, principalmente após o sucesso inesperado de Venom, que fez US$856 milhões nas bilheterias mundiais. Um filme do vilão Morbius, com Jared Leto já está confirmado e o estúdio ainda está desenvolvendo “cinco ou seis” produções televisivas inspiradas em personagens relacionados ao Cabeça de Teia.

A desentendimento entre a Marvel Studios e a Sony Pictures aconteceu durante o mês de agosto, quando veio a tona que a dona do MCU estava descontente com sua participação nos lucros de produtos relacionados ao Homem-Aranha. A Marvel então negociou uma porcentagem maior mas a Sony, percebendo o potencial financeiro do herói, optou por retomar o controle criativo do Teioso, tirando Kevin Feige da produção dos longas e o personagem do MCU. Entenda melhor o acordo aqui.

Homem-Aranha: Longe de Casa se tornou a maior bilheteria da Sony com US$ 1,109 bilhão arrecadados mundialmente, superando 007 - Operação Skyfall. O filme ganhará versões em home video em setembro - veja a lista completa de conteúdos extra.