Filmes

Artigo

Será que a Marvel precisa do Homem-Aranha?

Entenda toda a polêmica sobre o teioso e também todas as novidades sobre Matrix 4

A cozinha
23.08.2019
16h44
Atualizada em
31.08.2019
22h06
Atualizada em 31.08.2019 às 22h06

A semana foi agitada para os fãs de cultura pop. A primeira bomba foi o fim do acordo entre Marvel e Sony para o uso do Homem-Aranha. Segundo as informações, a Disney fez uma proposta para dividir os lucros dos filmes do teioso de igual para igual. Assim, Marvel e Sony receberiam 50% cada uma: nos filmes anteriores, a Disney recebeu 5% dos valores de venda de ingressos e ficou com todo o lucro de merchandising.

Mas a Sony recusou a proposta e, com isso, Kevin Feige não será mais o produtor dos filmes solo do Aranha. Por enquanto não foi detalhado exatamente se o Homem-Aranha não será mais usado em filmes do MCU, mas a impressão que fica é que, para isso acontecer, um novo acordo precisa ser acertado entre as empresas.

Tal mudança gera muitas discussões: a Disney está indo para sua Fase 4 nos cinemas e não anunciou nenhum filme do Homem-Aranha. O estúdio aposta na apresentação de novos heróis e na formação futura de um novo grupo. Neste momento, para a Marvel, não é tão difícil tirar o Homem-Aranha de seu universo.

Por outro lado, filmes solo do personagem feitos pela Sony não poderiam mais usar personagens do MCU, algo que pode ser um problema. Até agora, o Peter Parker de Tom Holland tem grandes ligações com o Homem de Ferro e com os acontecimentos dos dois últimos longas dos Vingadores. Será que o estúdio conseguirá desvincular essa imagem agora?

Em meio a tudo isso, Tom Holland deixou de seguir a Sony no Instagram e publicou fotos ao lado de Robert Downey Jr. na rede social. Outro detalhe que preocupa os fãs é o fato de Jon Watts, que dirigiu Homem-Aranha: De Volta ao Lar e Homem-Aranha: Longe de Casa, não ter contrato ainda para os próximos longas. Neste momento, o futuro do personagem é incerto.

Matrix 4

No mesmo dia, a Warner confirmou a produção de Matrix 4, com a volta de Keanu Reeves como Neo e Carrie-Anne Moss como Trinity. Lana Wachowski também retorna como diretora e roteirista. Desde então, alguns profissionais foram anunciados na produção, como artistas conceituais e o diretor de fotografia, mas a maior dúvida é como será a história. 

Para quem não se lembra, Matrix Revolutions, terceiro longa da franquia, termina com o sacrifício de Neo para a paz entre humanos e máquinas e a morte definitiva de Trinity. Como será que os dois vão voltar? Além disso, o nome de Laurence Fishburne não foi citado, mas seria interessante ver o futuro de Morpheus. Comentamos tudo isso e muito mais na live semanal. Confira acima.