Cavaleiro da Lua

Créditos da imagem: Marvel Studios/Divulgação

Séries e TV

Lista

Cavaleiro da Lua | Os principais easter eggs e referências do quinto episódio

“O Manicômio” conta com muitos elementos apresentados nos gibis

Omelete
1 min de leitura
Nico Garófalo
27.04.2022, às 15H05
ATUALIZADA EM 27.04.2022, ÀS 15H16
ATUALIZADA EM 27.04.2022, ÀS 15H16

Quinto episódio de Cavaleiro da Lua, “O Manicômio” chegou ao Disney+ nesta quarta-feira (27) fazendo várias referências aos quadrinhos do Punho da Vingança, especialmente ao celebrado período tocado por Jeff Lemire e Greg Smallwood.

O novo capítulo, que mergulha um pouco mais nos traumas dos personagens vividos por Oscar Isaac, também cita alguns elementos já vistos no MCU, além de apresentar personagens que podem reaparecer no futuro do Cruzado da Crescente. Abaixo, separamos os principais easter eggs espalhados por “O Manicômio” confira abaixo - MAS CUIDADO COM SPOILERS:

Vinheta tradicional do Marvel Studios

Nos primeiros episódios de Cavaleiro da Lua, a vinheta do Marvel Studios não veio acompanhada de sua tradicional trilha orquestrada, mas de canções diferentes que adiantavam os temas que os capítulos abordariam. Em “O Manicômio”, no entanto, essa abertura conta com o retorno da música já conhecida pelos fãs do MCU, indicando que o novo capítulo marcará uma virada heróica do personagem.

Plano Ancestral

Quando Marc e Steven (Isaac) encontram Tuéris (Antonia Salib) a deusa diz que os dois estão no duat, submundo egípcio, e que seguem em direção ao plano ancestral. Essa não é a primeira menção a este plano além-vida no MCU. Essa realidade paradisíaca fez sua estreia em Pantera Negra, quando T’Challa (Chadwick Boseman), à beira da morte, confronta seu pai (John Kani) sobre a existência de Killmonger (Michael B. Jordan) e o legado que Wakanda deixa para o mundo.

Conforme a deusa-hipopótamo disse a Marc e Steven, esse paraíso é diferente para cada um e o de Marc deve ser devidamente visitado na próxima semana.

Randall Spector

Moon Knight
Marvel Comics/Divulgação

“O Manicômio” explora um pouco mais a fundo o passado de Marc e Steven e revela que quando eles eram crianças, eles tinham um irmão mais novo, Randall (Claudio Fabian Contreras), que morreu afogado em uma caverna. Nos quadrinhos, Randall não chegou a morrer na infância e chegou a entrar na CIA com o irmão.

Randall traiu o irmão em uma missão no exterior e matou sua namorada. Nos anos seguintes, chegou a fazer lavagem cerebral em um homem para que ele acreditasse ser o Randall verdadeiro e se tornasse um serial killer chamado Homem da Machadinha.

Já o Randall real usou tecnologia roubada da IMA para se tornar o Cavaleiro das Sombras, uma versão maligna do Cavaleiro da Lua.

Como o corpo do pequeno Randall não foi mostrado em Cavaleiro da Lua, seu retorno como vilão não pode ser completamente descartado.

Steven, o amigo imaginário

Moon Knight
Marvel Comics/Divulgação

Em “O Manicômio”, descobrimos que foi realmente Marc que criou Steven como forma de se proteger da violência da mãe, Wendy (Fernanda Andrade). Nos quadrinhos, Steven era um amigo imaginário que Marc tinha na infância e que, eventualmente, se transformou na persona milionária que “banca” as atividades do Cavaleiro da Lua.

O quarto de Marc

Marvel Comics/Divulgação

Assim como todo o manicômio do título, o quarto do jovem Marc (Carlos Sanchez) é cheio de referências aos quadrinhos de Lemire e Smallwood. Além da distribuição bem similar dos móveis, a decoração usada pelos Marcs do gibi e da minissérie também é parecida. A grande mudança é, obviamente, o principal pôster que os garotos usam para enfeitar suas paredes.

Enquanto o Marc dos quadrinhos tem um cartaz de Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida, o de Cavaleiro da Lua conta com um de Tomb Buster, filme fictício protagonizado por Steven Grant, arqueólogo destemido que inspira o garoto a criar uma de suas personalidades.

O momento também serve para “explicar” o criticado sotaque usado por Isaac ao viver Steven: ele não soa como um londrino nativo porque, na verdade, ele fala como uma criança de Chicago imitando um inglês.

A herança judaica de Marc

Cavaleiro da Lua
Marvel Studios/Divulgação

Nos quadrinhos, Marc é judeu e isso é parte constante de seu desenvolvimento como personagem. Por isso, alguns fãs questionaram o fato do Marvel Studios não ter feito nenhuma grande referência às crenças e à criação do mercenário durante a série. Com exceção de um discreto colar com a Estrela de Davi visto no segundo episódio, Cavaleiro da Lua não deu nenhum indicativo de que essa herança de Marc seria mantida.

Isso mudou em “O Manicômio”, que mostra a família Spector passando pelo shivá, período de luto mantido após a morte de um ente querido. No episódio, o ritual é visto duas vezes: primeiro após a morte de Randall e, mais tarde, quando Marc e Steven relembram a morte de Wendy. Nas duas ocasiões, o protagonista pode ser visto com um quipá, peça usada pelos judeus como símbolo de reverência a Deus.

O templo de Khonshu

Marvel Comics/Divulgação

O primeiro encontro de Marc e Khonshu (F. Murray Abraham) também é mostrado pela primeira vez em “O Manicômio” e, ao invés de recriar a versão original dos quadrinhos, em que o mercenário é levado por Marllene e o culto de Khonshu ao interior do templo do deus da Lua, a minissérie adapta o retcon feito por Lemire e Smallwood. Assim como na HQ de 2016, Marc é deixado sozinho para morrer por Bushman e se arrasta para os pés da estátua de Khonshu, que manipula o mercenário a aceitar sua oferta de transformá-lo em seu Punho da Vingança.

Curiosamente, a cena marca também a primeira vez em cinco episódios que Marc é chamado de Cavaleiro da Lua.

Oscar Isaac e Ethan Hawke estrelam Cavaleiro da Lua ao lado de May Calamawy (Ramy), Gaspard Ulliel (em sua última performance antes de morrer) e F. Murray Abraham (Amadeus). A série, disponível no Disney+, tem novos episódios todas às quartas-feiras.

O Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Acompanhe a gente também no YouTube: no Omeleteve, com os principais assuntos da cultura pop; Hyperdrive, para as notícias mais quentes do universo geek; e Bentô Omelete, nosso canal de animes, mangás e cultura otaku.

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.