Conheça o prédio que inspirou o Rehoboam em Westworld

Créditos da imagem: Divulgação

Séries e TV

Entrevista

Conheça o prédio que inspirou o Rehoboam em Westworld

Diretor de arte da série, Jonathan Carlos conversou com o Omelete sobre a criação do futuro e o mundo real

Camila Sousa
27.04.2020
16h19

Quando a terceira temporada de Westworld foi anunciada, os fãs da série da HBO ficaram curiosos sobre como seria o “mundo real” do seriado, agora que Dolores e outros anfitriões deixaram os parques. E o processo de criar tal visual não foi nada fácil. Em entrevista ao Omelete, o diretor de arte Jonathan Carlos explica que, embora cada ano tenha uma dificuldade diferente, o terceiro foi o mais desafiador de todos até agora.

“Aqui cada personagem está em sua própria jornada e eles sempre estão se movendo. Uma coisa muito legal é que cada capítulo é focado em um personagem em movimento. Todo o conceito do Rehoboam precisa de uma complacência. Para mudar isso é preciso se movimentar e ser imprevisível, o que gera mais ambientes e cenários”.

O Rehoboam, aliás, é uma das peças com o design mais intrigante da produção até aqui. O sistema criado por Serac e seu irmão cria uma narrativa e um caminho para cada pessoa no mundo real, mas não escapou de comparações com as pérolas que abrigam as informações de cada anfitrião (suas “almas”) e até com um planeta. 

“Há algo tematicamente relevante e poético sobre usar uma esfera. Como você disse, o Rehoboam lembra as pérolas dos anfitriões e também um planeta, de modo geral, e foi uma decisão consciente usar uma esfera. Nosso ponto de partida foi a esfera que está no prédio Taipei 101. É uma estrutura usada como contrapeso para ajudar o prédio em ocasiões de desastres naturais, como uma medida de proteção. Da mesma forma que o Rehoboam é uma medida de proteção para a sociedade. É um controle de toda a população do mundo, como um grande cérebro ou um planeta. Essa esfera e tem uma relevância estética com outros elementos mostrados durante a temporada”, completa Carlos.

Charadas em um mundo perfeito

Quando se trata do futuro, muitas obras mostram que a humanidade criou uma destruição profunda, que muitas vezes levou a sociedade de volta à tempos primitivos. Mas esse não era o desejo de Jonathan Nolan e Lisa Joy, os criadores da série. O diretor de arte afirma que a dupla queria uma realidade “limpa e brilhante”, que pudesse esconder muito bem o que de fato estava acontecendo no mundo.

“Nossa abordagem aqui é que [o mundo] seria um pouco mais limpo, até quase estéril. Como muitas coisas são automatizadas, você diminui a poluição e a fisicalidade deste mundo pede que as passagens de pedestres sejam elevadas. Então criamos camadas para a cidade, com a parte de base ocupada por veículos automáticos. E você também leva para a parte de cima a vida vegetal. Quando você olha para o alto, é quase como se a natureza tivesse tomado conta daquela arquitetura. É algo lindo e otimista, mas, claro, as plantas nesses prédios são só uma fachada. Esse modo de vida positivo é uma máscara para todo o controle que existe na sociedade”.

Desde sua primeira temporada, Westworld sempre rendeu várias teorias dos fãs nas redes sociais, especialmente por conter detalhes no roteiro que davam pistas para o futuro. Mas não são só os diálogos que rendem teorias. Figurinos, cores e até objetos de cena são 100% pensados e, muitas vezes, abrigam pistas do que vai acontecer nos próximos episódios. Jonathan Carlos usa o exemplo de Dolores, uma personagem que, segundo ele, sempre se relacionou com formas diagonais, que podem ser vistas em cenas importantes com a personagem.

Divulgação

“Não posso revelar mais do que isso sobre o fim desta temporada, mas acho que os fãs podem continuar procurando por formas diagonais que começam a se desfazer conforme a temporada vai evoluindo. Da mesma forma, a maior parte das peças de arte que escolhemos para aparecer no espaço pessoal dos personagens são simbólicas para o desenvolvimento deste personagem também. Nenhuma peça de arte aparece no set sem uma grande consideração por trás”.

No Brasil, Westworld é transmitida aos domingos pela HBO, e os episódios inéditos também entram no catálogo do streaming HBO Go.