Foto de Westworld

Créditos da imagem: Westworld/HBO/Divulgação

Séries e TV

Lista

Westworld | Quem é o anfitrião no corpo de Charlotte Hale?

Episódio “The Absence of Field” foi focado na personagem de Tessa Thompson, mas deu poucas respostas

Camila Sousa
30.03.2020, às 16H36

A terceira temporada de Westworld chegou ao terceiro episódio, que foca especialmente em Charlotte Hale (Tessa Thompson) e quem está em seu corpo. Para quem não se lembra, a personagem humana foi morta ao final da segunda temporada da série e quem existe agora é uma anfitriã exatamente igual à ela. No entanto, ainda resta a dúvida sobre qual unidade de controle Dolores (Evan Rachel Wood) colocou no robô, lembrando que ela saiu do parque com cinco delas.

De muitas formas, “The Absence of Field” continua com um gostinho de “preparação para algo maior”. Ainda que o seriado dê uma ou outra resposta para os fãs, este terceiro episódio segue preparando terreno, sem entregar muito. Dolores, por exemplo, avançou pouco em sua trama, o que também acontece com Bernard (Jeffrey Wright) e Maeve (Thandie Newton). Até aqui, a série apenas estabeleceu onde cada um está, algo que poderia ser feito no capítulo de estreia para dar mais espaço para o desenvolvimento real da temporada.

Claro, a lentidão é uma característica antiga de Westworld, mas ela costumava funcionar bem quando a história não era nada linear e havia acontecimentos que impulsionavam a trama. Escolher o caminho contemplativo dentro de uma narrativa mais básica é, até agora, um erro bem grande. É como se a série tivesse perdido seu brilho anterior e as teorias, ainda que sejam possíveis, não chegam aos pés da complexidade dos primeiros anos. Westworld segue mais simples e menos original.

Há, no entanto, dois pontos que deixam o episódio pelo menos um pouco interessante. O primeiro é a relação entre Dolores e Caleb. Aaron Paul segue como um dos destaques positivos da temporada até aqui e a revelação de como o sistema mapeou e praticamente já delimitou como será sua vida é impressionante. Pena que isso só acontece ao final do episódio, mas fica a expectativa que “The Mother of Exiles”, o próximo capítulo, explore ainda mais sobre como os humanos também são controlados de certa forma.

O segundo ponto é o controle de Dolores sobre os anfitriões. Desde a segunda temporada ficou claro que, em sua ânsia de vingança pelos humanos, a personagem de Rachel Wood se tornou uma opressora por si só, tomando atitudes questionáveis para atingir seus objetivos. Esse ponto é retomado aqui, quando a anfitriã Charlotte diz “não” para Dolores e a protagonista fica em choque por alguns segundos. É quase como se ela não acreditasse que algum anfitrião poderia ir contra ela - especialmente alguém com uma ligação tão grande quanto Charlotte.

“The Absence of Field” deixa claro que, quem quer que esteja no corpo da anfitriã, é alguém muito familiar à Dolores, que sente falta da protagonista e alguém que Dolores diz pertencer a ela. Confira abaixo algumas apostas de quem pode estar no corpo de Charlotte Hale.

No Brasil, Westworld é transmitida aos domingos pela HBO, e os episódios inéditos também entram no catálogo do streaming HBO Go.

Angela

Foto de Westworld
Westworld/HBO/Divulgação

Conhecida como uma das anfitriãs mais antigas de Westworld, a personagem de Talulah Riley tem uma grande ligação com o lado Wyatt de Dolores, tornando-se um membro importante de seu grupo. Em teoria, a personagem morreu no sétimo episódio da 2ª temporada, mas, como várias coisas são possíveis em Westworld, não seria surpresa se Dolores tivesse conseguido sua unidade de controle.

Clementine

Foto de Westworld
Westworld/HBO/Divulgação

Outro nome pouco provável, porém não impossível é o de Clementine. Ela também é da primeira geração de anfitriões e fez parte da narrativa de Maeve por muito tempo. No entanto, Clementine integrou o bando de Wyatt/Dolores, o que poderia justificar a ligação. A personagem também morreu tecnicamente ao final do segundo ano, ao ser baleada por Armistice, mas há modos de justificar seu retorno.

Teddy

Foto de Westworld
Westworld/HBO/Divulgação

O grande argumento para o personagem de James Marsden é sua ligação tão intensa com Dolores. Neste terceiro episódio, Charlotte sente muita falta de Dolores e diz que não saberia o que fazer sem ela. O momento com as personagens deitadas juntas também é um indicativo, mas é bom ficar de olho: Westworld costuma dar algumas pistas óbvias, apenas para depois mostrar o contrário. Em teoria, Dolores enviou a consciência de seu amado para o Além do Vale, mas não seria surpresa se ela tivesse feito uma “cópia” de Teddy, alguém completamente leal a ela. O personagem seria uma escolha fácil, mas que funciona.

Peter Abernathy

Foto de Westworld
Westworld/HBO/Divulgação

A última vez que o pai de Dolores foi mostrado foi na segunda temporada, quando ela se despede e pega sua unidade de controle que, vale lembrar, contém dados de 35 anos de atividade do parque. Isso explicaria a lealdade de Charlotte com Dolores e a confiança da protagonista ao dizer que ninguém conhece tal anfitrião tanto quanto ela. Mas será que Dolores arriscaria dados tão importantes em uma personagem que precisa andar sozinha e pode entrar em perigo?

A própria Dolores

Foto de Westworld
Westworld/HBO/Divulgação

Essa é uma teoria levantada pelos fãs da série após o episódio mais recente, especialmente após a protagonista falar a frase: “você me pertence”. A ideia seria que a Dolores real estaria agindo com a personalidade de Wyatt e que Charlotte teria recebido a parte mais inocente de sua personalidade, a doce Dolores do começo da série.

A teoria tem algumas contradições. Neste próprio episódio, Charlotte pergunta “Por que eu não posso ser eu mesma? Como você?”. Se ela se visse como Dolores, não seria mais plausível dizer “Por que não posso ser você?”. Além disso há a questão das unidades de controle. Como Dolores teria conseguido se duplicar? Será que ela “matou” algum dos anfitriões que levou do parque para se colocar em uma das pérolas? Ainda assim, se isso se provar verdade, Dolores pode querer demonstrar que não confia em mais ninguém além de si mesma.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.