Twitter/Reprodução

Créditos da imagem: Twitter/Reprodução

Séries e TV

Artigo

Quem é Mike White? Conheça nome por trás do hit inesperado The White Lotus

Autor da minissérie coleciona participações em reality shows e produções tidas como fracassadas — The White Lotus é uma exceção

Flávio Pinto
17.08.2021
16h27

O sucesso de The White Lotus, minissérie da HBO que terminou esta semana, não vem a ser uma anomalia para a emissora. Nos últimos anos, a rede vem colhendo bons frutos com o segmento “os ricos também choram”. Basta acompanhar os números do revival Gossip Girl, ou pela quantidade de prêmios que Succession vem empilhando na prateleira. Fora de curva é quando associamos o sucesso da produção ao seu criador, o incomum Mike White.

Com uma carreira que se expande a quase um quarto de um século, o título “incomum” não é algo que vem sem justificativas. Sem muitos sucessos no currículo, com a exceção de Escola do Rock (2003) - filme no qual ele roteirizou e tem um pequeno papel ao lado de Jack Black - e, agora, The White Lotus, o realizador é visto como um “estranho de luxo” em Hollywood. O que torna a sua carreira ainda muito mais fascinante é o fato do seu maior reconhecimento vir por conta de um fracasso, e não por Escola do Rock, por exemplo. Estou falando de Enlightened, também da HBO.

Na produção, Laura Dern interpretava Amy Jellicoe, uma executiva que sofre um colapso nervoso e passa três meses em um centro de tratamento no Havaí. Após um despertar espiritual inesperado, ela volta para casa, mas sua nova filosofia de vida não agrada à família, amigos ou colegas de trabalho. Também co-criada por Dern, Enlightened tinha uma característica vista em outras produções de Mike White, principalmente em The White Lotus (deixando as óbvias referências ao Havaí de lado): o cinismo e a falta de auto-crítica de personagens. Amy, por exemplo, estava constantemente forçando a sua agenda de novas ideias para pessoas sem se importar com os sentimentos ou a opinião do próximo.

HBO/Divulgação
HBO/Divulgação

Mesmo com excelente recepção da crítica, especialmente pelo segundo ano da série, os números de audiência eram incapazes de permitir uma renovação, levando ao seu cancelamento. Críticos de TV e fãs indignados fizeram uma série de campanhas para tentar renovar a série — todas sem sucesso. Esse movimento acabou transformando White em um símbolo contra grandes corporações; na 2ª segunda temporada de Enlightened, Amy e Tyler, personagem interpretado por Mike White, começam a combater a empresa na qual trabalham, a Abaddon. Alguns fãs da produção viram isso como uma crítica direta ao sistema de cobrança por audiência para renovação de séries, sem se importar com a conclusão de suas narrativas. Você pode (re)descobrir a série pela HBO Max, que conta com todos os episódios da produção disponíveis.

Após o cancelamento da série, White ficou um tempo escrevendo alguns longas — também — sem muito destaque, como Jantar com Beatriz (2017), Emoji: O Filme (2017) e O Estado das Coisas (2017), antes de partir novamente para a ação. O que ninguém esperava era que a ação seria algo literal. Em 2018, o roteirista foi anunciado como parte do elenco da 37.ª temporada do reality show Survivor: David vs. Goliath. Logo durante o primeiro episódio, White, em um depoimento, deixou clara como seria a sua participação no programa no meu ramo, todos sonham com o Oscar. Menos eu, que quero mesmo é ganhar o Survivor”, disse.

MGM Television/Reprodução
MGM Television/Reprodução

O franzino roteirista superou expectativas e sobreviveu a provas de resistência e força física. Como um bom fã do programa, ele conseguiu formar alianças, arquitetou eliminações dramáticas, conquistou uma legião de fãs com seus confessionais hilários durante a estadia e virou o rei dos memes da edição. Na competição, White ficou exilado nas Ilhas Mamanuca, localizadas em Fiji, durante 39 dias, e tirou o 2.º lugar. Curiosamente, esta não é a primeira vez que Mike White se aventura pelo formato. Em 2009, o realizador e seu pai, James Melville White, um reverendo assumidamente gay, participaram juntos em The Amazing Race. A dupla participou da 14.ª temporada, ficando em sexto lugar, e novamente, na 18.ª temporada, ficando em décimo.

Outros títulos da filmografia do realizador que chamam atenção, mas nada que se compare ao “fracasso” de Enlightened, a participação no reality show paradisíaco e ao burburinho atual de White Lotus são Chuck & Buck: O Passado te Persegue (2000), Por um Sentido na Vida (2002), e Amor Pra Cachorro (2007). Todos bons, mas inofensivos, embora Amor Pra Cachorro conte com uma atuação formidável de Molly Shannon (Saturday Night LiveOther People, também vista em Enlightened e The White Lotus).

No que parece ser relação construída a base de “pequenas vitórias” em Hollywood, White contou ao Vulture que “ainda acredito na arte (...), e se não acreditasse nisso, não sei mais o que faria. Eu estaria contando histórias literalmente sobre minha vida, e não quero contar essa história.” Com The White Lotus renovada para uma segunda temporada, ainda sem data de estreia, que vai acontecer em um novo hotel da rede de resort fictícia (e com direito a um novo enredo e elenco), White não vai precisar escrever sobre sua história — embora algo me diga que sua vida pessoal deve ser igualmente incomum (e interessante) à sua carreira. 

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.