Watchmen | Conheça os personagens da clássica HQ de Alan Moore e Dave Gibbons

Créditos da imagem: Divulgação/DC Comics

HQ/Livros

Lista

Watchmen | Conheça os personagens da clássica HQ de Alan Moore e Dave Gibbons

Saiba quem são os heróis criados por Alan Moore e Dave Gibbons podem aparecer na série de TV da HBO

Gabriel Avila
02.10.2019
17h42
Atualizada em
02.10.2019
18h23
Atualizada em 02.10.2019 às 18h23

Desde sua publicação em 1986, Watchmen mudou para sempre a forma de se fazer HQs. Com roteiro de Alan Moore e arte de Dave Gibbons, o quadrinho apresentou uma trama intrincada que ao longo de suas 12 edições experimentou diferentes formas de se contar uma história, transitando entre mídias e criando camadas em uma trama que pegou toda a noção de super-heróis e mergulhou em realismo no caótico período da década de 1980, quando o mundo vivia sob a ameaça da Guerra Fria.

Marco da cultura pop, a HQ da DC Comics ganhou uma adaptação para os cinemas em 2009 e voltou a ganhar os holofotes após o anúncio de uma série de TV baseada na obra. Criada por Damon Lindelof, responsável por Lost e The Leftovers, a produção da HBO será uma espécie de continuação do quadrinho, que servirá como um “velho testamento”. Relembre abaixo os principais personagens da obra original, que podem dar às caras no seriado, que vai ao ar em 20 de outubro:

Minutemen

Divulgação/DC Comics

No universo da HQ, um militar aposentado decidiu utilizar seus conhecimentos adquiridos no exército para combater o crime nas ruas. Após descobrir que existia um justiceiro mascarado chamado Justiça Encapuzada fazendo o mesmo, Nelson Gardner vestiu uma máscara e passou a agir como Capitão Metrópolis. Aos poucos, foram surgindo novos paladinos, como Espectral e Coruja, que se uniram em uma equipe chamada Minutemen. O time, que surgiu em 1939, agiu por aproximadamente uma década, chegando ao fim após trágicos acontecimentos, como o assassinato da heroína Silhouette, e a estética dos vigilantes se tornar vexatória pelo aparecimento do Doutor Manhattan, um humano com poderes reais.

Comediante

Divulgação/DC Comics

Um dos membros mais jovens dos Minutemen, o Comediante entrou para o grupo em plena forma física quando seus colegas já começavam a sentir o peso da idade. Embora agisse do lado dos mocinhos, Edward Blake sempre foi considerado egoísta e extremamente violento por suas atitudes questionáveis, como roubar os criminosos que combatia. Blake foi expulso do time após uma tentativa de estuprar Espectral, sua colega de equipe. Apesar de sua péssima reputação, o vigilante se tornou próximo do presidente dos EUA, a ponto de comandar tropas americanas na Guerra do Vietnã.

Quando voltou para casa, o Comediante foi convidado a participar de uma nova equipe chamada Combatentes do Crime, onde se tornou parceiro de novos heróis como Rorschach, Ozymandias e novas versões de seus antigos companheiros de Minutemen, como um novo Coruja e uma nova Espectral. Descontente com os rumos da política, já que a Guerra Fria entre EUA e URSS se agravava a cada dia, ele deixa a equipe e volta a agir exclusivamente para o governo. Durante uma de suas missões, Blake descobre uma perigosa conspiração que causa seu assassinato, evento que inicia a trama principal de Watchmen.

Doutor Manhattan

Divulgação/DC Comics

Inspirado por seu pai, Jonathan Osterman se tornou um físico nuclear de renome convidado a trabalhar no Projeto Manhattan, programa dos EUA para o desenvolvimento de bombas atômicas durante a Segunda Guerra Mundial. Anos depois, enquanto trabalhava em uma pesquisa, Jonathan voltou a seu laboratório para buscar seu jaleco no instante em que sua equipe realizava experimentos e acabou ficando preso na câmara, que o desintegrou instantâneamente. Entretanto, Osterman não morreu e passou meses reconstruindo seu corpo até finalmente se tornar inteiro. Com sua nova composição física vieram superpoderes, tornando-o o primeiro super-humano da história. Sua aparição mudou para sempre o curso da Guerra Fria, colocando um ser com poderes divinos ao lado dos EUA.

Ele então passa a atender pelo nome de Doutor Manhattan e auxilia seu país tanto em descobertas científicas quanto em combates como a Guerra do Vietnã - onde lutou ao lado do Comediante. Anos depois, Osterman é convidado a fazer parte dos Combatentes do Crime, a equipe de vigilantes urbanos inspirada nos Minutemen dos anos 1940, onde conhece Espectral, que torna sua esposa. Após a dissolução do grupo, Manhattan segue trabalhando para o governo até que explode na mídia a descoberta de que ele seria responsável por causar câncer em pessoas próximas graças a seu nível de radiação. Sentindo-se traído pela humanidade que tanto ajudou, ele deixa a Terra e se exila em Marte até que Espectral o convence a salvar o planeta de uma terrível conspiração criada para encerrar a Guerra Fria.

Espectral

Divulgação/DC Comics

O codinome Espectral foi utilizado pela primeira vez por Sally Jupiter, vigilante mascarada cuja carreira começou na década de 1940. Integrante dos Minutemen, Sally fazia muito sucesso tanto por sua atuação no combate ao crime quanto por sua beleza, que a levou à uma carreira cinematográfica após a equipe chegar ao fim. Anos depois, Sally incentivou sua filha Laurel a entrar para a vida de vigilante e assumir o título de Espectral. Embora houvesse pouco interesse em patrulhar as ruas, Laurie aceita e entra para os Combatentes do Crime, equipe em que conheceu Doutor Manhattan, com quem se casou. Durante seu período no time, ela conheceu também Edward Blake, o Comediante, o mascarado que tentou violentar sua mãe (e que era na verdade seu pai).

Anos após os Combatentes do Crime se dissolverem, o Comediante é assassinado em seu apartamento, o que leva membros da equipe como Rorschach e Coruja a investigarem sua morte. Após o Doutor Manhattan se exilar em Marte, Espectral concorda em auxiliá-los na busca, revelando uma terrível conspiração que pretendia matar milhões de pessoas com a justificativa de encerrar a Guerra Fria.

Rorschach

Divulgação/DC Comics

Com um traumático passado causado pela ausência do pai e abusos por parte de sua mãe, Walter Kovacs cresceu como um garoto alienado com tendências psicopatas. Após o assassinato de Kitty Genovese - um crime que aconteceu no mundo real e foi aproveitado por Alan Moore no roteiro da HQ -, uma garota que foi esfaqueada na frente de 38 pessoas que não fizeram nada para ajudá-la, Kovacs decide se tornar um vigilante. Utilizando um tecido especial, ele passa a patrulhar as ruas como Rorschach, alcunha criada com inspiração no teste do borrão de tinta (que por sua vez foi batizado em homenagem ao seu criador, o psicólogo suíço Hermann Rorschach).

Como herói mascarado, Rorschach agia ao lado do segundo Coruja. Sua carreira ia bem até 1975, quando investigava o sequestro de uma garotinha que havia sido assassinada e jogada aos cães por seu sequestrador. Irado com a brutalidade usada contra a criança, ele tem um surto e abandona sua identidade civil, se tornando Rorschach de forma integral. Mais violento e alienado do que nunca, o vigilante passou a utilizar métodos cada vez mais cruéis, vendo o mundo como um lugar dividido entre bem e mal, se negando a enxergar meio-termo. Com um código moral tão definido, ele passou a fazer o papel de juiz e executor, mesmo que seu julgamento se mostre flexível em diversos episódios - como condenar qualquer tipo de crime, mas considerar a tentativa de estupro do Comediante como um mero “lapso”.

Rorschach e seu parceiro Coruja foram convidados a participar da equipe Combatentes do Crime, composta por Doutor Manhattan, Espectral, Ozymandias e Comediante, seu grande herói. Mesmo contra a ideia de fazer parte de um time, ele aceita e segue carreira até a aprovação da Lei Keene, que exigia que os vigilantes se aposentassem ou apresentassem suas identidades ao Governo. Decidido a não fazer nenhum dos dois, Kovacs seguiu agindo fora da lei. Durante a década de 1980, o Comediante foi assassinado, o que levou Rorschach à investigação que conduz o enredo principal de Watchmen.

Coruja

Divulgação/DC Comics

Assim como Espectral, o Coruja de Watchmen é sucessor de um herói dos anos 1940. Hollis Mason, o Coruja original, foi um dos primeiros vigilantes mascarados a patrulhar as ruas dos EUA. Figura importante dos Minutemen, Mason agiu por praticamente duas décadas, se negando a pendurar a máscara mesmo após o fim da equipe. Sua aposentadoria só chegou após o surgimento do Doutor Manhattan, que tornava suas aventuras como mascarado ultrapassadas. Após sua aposentadoria, Hollis Mason escreveu uma autobiografia chamada Sob o Capuz, onde contou os bastidores dos anos como parte da equipe, em especial a péssima conduta do Comediante, que só entrou para o grupo para atrair publicidade e lucrar com a vida de vigilante.

Anos depois, os vigilantes voltaram à moda e por isso um jovem chamado Dan Dreiberg pediu a autorização de Hollis para utilizar o nome de Coruja. Com a benção de seu antecessor, o herói passou a patrulhar as ruas ao lado de Rorschach, com quem formou uma bem-sucedida dupla que foi convidada a se juntar aos Combatentes do Crime. Após a separação do time e a aprovação da Lei Keene, Dreiberg deixa a vida de vigilante, retornando apenas para auxiliar Rorschach na investigação a respeito da morte do Comediante.

Ozymandias

Divulgação/DC Comics

Filho de pais ricos e dotado de um grande intelecto, Adrian Veidt entrou para a vida de combate ao crime sob o nome de Ozymandias. Graças ao sucesso obtido em desmanchar organizações mafiosas sozinho, ele ganhou o apelido de “homem mais inteligente do mundo” antes mesmo de ser convidado a fazer parte dos Combatentes do Crime. A equipe chegou ao fim após um inflamado discurso do Comediante, que não acreditava mais no combate ao crime enquanto o mundo estava prestes a entrar em um apocalipse nuclear causado pela Guerra Fria.

Veidt se aposentou após a Lei Keene, e longe das ruas se tornou um empresário de sucesso, montando um conglomerado de empresas. Inspirado pelo discurso do Comediante, ele passa a desenvolver um plano para salvar a humanidade de si mesma e cria um monstro alienígena que mata milhões de pessoas, mas encerra a Guerra Fria ao inventar um inimigo em comum para EUA e URSS. Um plano perfeito que pode ser revelado ao público graças ao Diário de Rorschach, que foi enviado para um jornal contando todo o envolvimento de Veidt no massacre.