Música

Notícia

Quem raios é Billie Eilish?

Cantora se tornou a mais jovem artista a vencer as principais categorias no Grammy aos 18 anos

Gabriel Avila
27.01.2020
19h30
Atualizada em
27.01.2020
19h29
Atualizada em 27.01.2020 às 19h29

No último domingo (26), a cantora Billie Eilish entrou para a história ao se tornar a 1ª mulher a ganhar prêmios principais na mesma edição do Grammy. Aos 18 anos, a cantora já liderou paradas pelo mundo, entrou para o livro dos recordes e até foi convidada para compor a música tema do próximo filme da franquia 007.

Nascida em 18 de dezembro de 2001, Billie Eilish Pirate Baird O'Connell é nascida e criada em Los Angeles. Filha dos atores Maggie Baird e Patrick O'Connell, que fazem pequenos papéis em produções como Supergirl, Bones e Homem de Ferro, Billie e seu irmão Finneas foram incentivados desde cedo a se aventurar pelas artes. Curiosamente, os primeiros passos de sua carreira de sucesso estão no cinema, participando da gravação de vozerio para filmes como X-Men e Diário de um Banana. Entretanto, a música sempre esteve presente no lar dos Eilish, já que Billie compôs sua primeira canção aos 11 e Finneas passou a se dedicar não só a escrever canções, mas a produzí-las.

A cantora começou a chamar a atenção em 2015, quando sua professora de dança perguntou se ela (ou seu irmão) poderiam escrever uma canção para criação de uma coreografia. O resultado foi a canção “ocean eyes”, concebida originalmente para a banda de Finneas, que foi postada no SoundCloud e em questão de horas já havia sido executada mais de 50 mil vezes. Após chamar a atenção do público, os irmãos Eilish divulgaram “Six Feet Under” também de forma independente. A repercussão chegou até a Darkroom, selo da gravadora Interscope que em 2017 lançou “Bellyache”, single que virou o primeiro clipe de sua carreira.

Ainda em 2017, Billie lançou “Bored”, canção sobre relacionamento tóxico incluída na trilha sonora da primeira temporada da série 13 Reasons Why. Pouco após o lançamento do single “copycat”, a cantora anunciou o lançamento de Don't Smile at Me, seu primeiro EP. Com exceção de “Bored”, o disco reuniu todas as músicas lançadas até então com a adição de 4 inéditas. Chegando ao topo da Billboard de Álbuns Alternativos dos EUA, o lançamento recebeu certificação de Álbum de Platina no país, ultrapassando a marca de 1 bilhão de streamings.

Após uma turnê e o lançamento de novos singles, a cantora e seu irmão começaram a trabalhar em When We All Fall Asleep, Where Do We Go?, seu primeiro álbum de estúdio. Gravado no quarto de Finneas, que produziu o álbum, o lançamento foi aclamado por crítica e público e chegou ao topo de várias paradas pelo mundo. Com os singles "You Should See Me in a Crown", "When the Party's Over","Bury a Friend", "Wish You Were Gay", "Bad Guy" e "All the Good Girls Go to Hell", o CD rendeu a Eilish dois recordes no Guinness como artista feminina mais jovem a atingir o topo da parada de álbuns do Reino Unido e Mulher com mais músicas simultâneas no Hot 100 da Billboard.

A coroação de seu início promissor aconteceu na noite de 26 de janeiro, quando Billie Eilish venceu o Grammy 2020 nas categorias Artista Revelação, Álbum do Ano, Canção do Ano, Gravação do Ano e Melhor Álbum de Pop Vocal - além de render a Finneas o prêmio de Melhor Produtor Não Clássico. Prestes a gravar a canção tema de 007 - Sem Tempo para Morrer e com rumores de uma turnê pelo Brasil, o futuro da cantora é mais que promissor, já que estremeceu o mundo da música antes mesmo de completar duas décadas de vida

Frederic J. Brown / AFP