The Weeknd

Créditos da imagem: UMG Recording/Divulgação

Música

Notícia

The Weeknd doa US$ 500 mil a organizações de apoio à comunidade negra

Músico cobrou ação similar de gravadoras e serviços de streaming: “ninguém lucra tanto da música negra”

Nicolaos Garófalo
02.06.2020
23h26

Em resposta ao Blackout Tuesday (terça-feira de apagão, em inglês), promovida pela indústria musical em 2 de junho, o cantor The Weeknd mostrou, em seu Instagram, recibo de doações a três diferentes instituições de apoio à comunidade negra. O valor doado à Black Lives Matter Global Network, Colin Kaepernick Know Your Rights Camp Legal Defense Initiative e à National Bail Out chegou a US$ 500 mil. As organizações selecionadas pelo artista têm se dedicado a ajudar cidadãos presos e agredidos pelas forças policiais durante os protestos que vem acontecendo desde a última semana nos Estados Unidos – veja abaixo (via Variety):

Continuem ajudando nossos irmãos e irmãs que estão arriscando suas vidas para mudar nossas vidas negras. Peço que todos com bolsos fundos doem e doem muito e quem tiver menos, doe o que puder, mesmo que seja pouco

The Weeknd ainda cobrou ação similar das empresas de streaming, como Apple e Spotify, e gravadoras grandes como Warner, Universal e Sony, dizendo que “ninguém lucra tanto da música negra” quanto eles – confira:

Para meus queridos e respeitados parceiros e executivos da indústria – ninguém lucra tanto da música negra quanto as grandes gravadoras ou serviços de streaming. Eu doei ontem e peço que vocês doem alto e em público nesta semana. Significaria o mundo para mim e para toda a comunidade se vocês se juntassem a nós

Em 25 de maio de 2020, George Floyd, já sob custódia foi sufocado até a morte pelo oficial com o joelho e o assassinato foi filmado por pessoas em volta. A brutalidade da ação gerou uma onda de protestos ao redor do país e diversas empresas do ramo do entretenimento repudiaram o racismo demonstrado pela polícia – saiba mais.