Filmes

Artigo

Como Homem-Formiga e a Vespa se conecta aos acontecimentos de Vingadores: Guerra Infinita

Novo Marvel deve dar pistas sobre o futuro dos heróis

Natália Bridi e Camila Sousa
06.07.2018
16h54
Atualizada em
06.07.2018
17h20
Atualizada em 06.07.2018 às 17h20

[Cuidado com grandes spoilers de Vingadores: Guerra Infinita e Homem-Formiga e a Vespa]

Divulgação

Vingadores: Guerra Infinita surpreendeu os fãs com seu final: após reunir todas as Joias do Infinito, Thanos (Josh Brolin) sai vitorioso e mata metade da população do universo. Assim, heróis como Pantera Negra, Homem-Aranha, Senhor das Estrelas, Drax, Groot, Falcão, Feiticeira Escarlate, entre outros, deixam de existir. Apesar disso, o próprio longa dá pistas de que tudo ainda pode ser resolvido: Doutor Estranho diz que viu uma possibilidade de vitória - e que tudo deveria acontecer daquela forma - e Nick Fury envia uma mensagem para a Capitã Marvel, antes de desaparecer na cena pós-créditos.

Porém, além dessas duas possibilidades, outro filme tem papel importante nessa história: Homem-Formiga e a Vespa. Em uma entrevista, os roteiristas de Guerra Infinita, Christopher Markus e Stephen McFeely disseram que os fãs precisam prestar atenção no novo filme, mas afirmaram também que os acontecimentos de Vingadores 3 são “reais”. Então o que pode ser feito para salvar os heróis? A resposta está no Reino Quântico.

Conhecido nos quadrinhos como Microverso, o Reino Quântico foi apresentado nos cinemas no primeiro filme do Homem-Formiga. Ele é descrito por Hank Pym como uma dimensão alternativa, acessível apenas por energias mágicas, místicas ou alcançando um tamanho subatômico com as Partículas Pym. Neste lugar, “tempo e espaço” são irrelevantes. Essa definição abre uma série de possibilidades para o que pode acontecer no MCU após Vingadores: Guerra Infinita. A mais forte delas é a viagem no tempo.

Em fotos do set de Vingadores 4, os personagens principais são vistos com uniformes antigos, no que parece ser a Batalha de Nova York do primeiro filme da equipe. As imagens também mostram o Homem-Formiga, que não estava originalmente nas cenas. Isso, somando à cena pós-créditos de Homem-Formiga e a Vespa (leia aqui a descrição), aponta que Scott Lang viajará no tempo pelo Reino Quântico - uma via que pode levá-lo para o passado, mas também para o futuro. 

Embora o novo filme funcione de forma independente e esteja mais próximos dos eventos de Homem-Formiga e Capitão América: Guerra Civil, o principal objetivo da trama é o resgate de Janet Van Dyne, a Vespa original, que ficou presa no Reino Quântico durante uma missão. É ela que, na cena pós-créditos que conecta o longa com Guerra Infinita, fornece a principal evidência para o papel de Scott Lang em Vingadores 4: "Evite qualquer vórtex temporal, se você cair em um deles não vamos conseguir tirá-lo de lá". Assim, ele tanto pode ir para o futuro, ver o universo devastado, e concluir que viajar no tempo é a solução de todos os problemas (levando essa ideia para os Vingadores remanescentes) ou ir para o passado sem ter ideia dos feitos de Thanos (já que Lang não sabe o que aconteceu com a sua equipe ou por que ficou preso no Reino Quântico).

Porém, como os próprios roteiristas de Guerra Infinita já indicaram, isso não necessariamente garante um futuro em que todos saem vitoriosos e, principalmente, vivos. Mexer com viagens no tempo sempre foi um conceito complicado, já que mudar o passado pode gerar consequências desastrosas para o futuro. Imagine, por exemplo, se reverter as mortes de personagens queridos significar a morte de outros, tão amados quanto? Ou se novos heróis, como Homem-Aranha e Pantera Negra, jamais se tornarem Vingadores? Uma palavra no passado para Tony Stark ou Steve Rogers sobre a Guerra Civil pode mudar completamente o curso dos acontecimentos.

A única certeza nesse momento é que Vingadores: Guerra Infinita significa uma mudança sem precedentes no Universo Cinematográfico da Marvel. Mesmo que a viagem no tempo aconteça e altere as mortes, isso provavelmente gerará outros acontecimentos definitivos que devem moldar a Fase 4 do estúdio, principalmente sobre a presença de novos personagens como Capitã Marvel, que chega aos cinemas em fevereiro de 2019 e deve revelar novos pistas. Até lá, o que resta é confiar no plano do Doutor Estranho.

Homem-Formiga e a Vespa já está em cartaz nos cinemas e Vingadores 4 tem estreia prevista para 2 de maio de 2019.