Cena de WandaVision

Créditos da imagem: Marvel Studios/Divulgação

Séries e TV

Notícia

WandaVision | 3º episódio traz gravidez relâmpago e ar de desconfiança

Realidade perfeita começa a refletir instabilidade da mente de Wanda

A cozinha
22.01.2021
16h10
Atualizada em
22.01.2021
16h49
Atualizada em 22.01.2021 às 16h49

[Atenção: contém spoilers do terceiro episódio de WandaVision]

Depois de dois episódios explorando a vida do casal perfeito em sua semana de estreia, WandaVision começou a desenvolver de vez sua trama principal no terceiro capítulo, “Agora em Cores”. Como o próprio título já diz, o novo episódio abandona o preto e branco e adota a colorida paleta de sitcoms setentistas, homenageadas da semana.

Começando momentos após o final de “Não Mude de Canal”, o terceiro episódio traz Wanda (Elizabeth Olsen) e Visão (Paul Bettany) se consultando com um médico, vivido por Randy Oglesby (Objetos Cortantes), para investigar a repentina gravidez descoberta na semana passada. Para seu espanto, o casal descobre que a gestação da heroína já equivale a quatro meses de gravidez de um humano normal.

Ao acompanhar o médico até a porta, o Visão tem, pela primeira vez, a impressão de que algo está errado na realidade em que vive. Quando vê que o vizinho Herb (David Payton) está serrando o muro que divide seus terrenos, o sintozóide fica confuso pela reação apática do amigo, que continua cortando o limite entre as casas mesmo depois de ser questionado. Curioso, o andróide questiona a esposa – cuja barriga ficou ainda mais aparente – que, sem pestanejar, “rebobina” a realidade, disfarçando as dúvidas que possam ter surgido na cabeça do amado.

Com a gravidez de Wanda avançando a passos largos, o casal começa a arrumar o quarto do bebê. Os dois passam então a discutir opções de nomes para a criança: a jovem Maximoff, ainda sonhando com a vida perfeita dos programas de TV, sugere Tommy, “um nome americano clássico”, enquanto Visão insiste que o herdeiro seja batizado de Billy, em homenagem ao autor William Shakespeare. Durante a conversa, a futura mãe sente o primeiro chute do bebê e acidentalmente libera seus poderes, dando vida às borboletas que enfeitavam um móbile.

O avanço rápido da gravidez de Wanda continua causando efeitos colaterais mágicos e, depois de uma contração, a heroína causa um apagão no bairro. Minutos depois, sua bolsa estoura, fazendo chover dentro de casa. Desesperado, o Visão usa sua supervelocidade para procurar o médico da família. Nesse meio tempo, Geraldine (Teyonah Parris) aparece na porta do casal, pedindo um balde emprestado.

Por causa das contrações, Wanda não consegue controlar seus poderes, acidentalmente invocando uma cegonha inconveniente, mudando o próprio casaco e fazendo os móveis da casa tremerem. Eventualmente, o trabalho de parto começa de vez e, sem o Visão, Geraldine precisa ajudar a vizinha.

Quando finalmente chega, Visão vê a mulher com um bebê no colo. Emocionado, o sintozóide diz que quer chamá-lo de Tommy. Para a surpresa de todos – incluindo do médico -, Wanda entra novamente em trabalho de parto, dando à luz mais um bebê – Billy.

Embora a chegada de crianças saudáveis apontasse para um final feliz para o episódio, o mundo perfeito do casal começa a apresentar rachaduras quando, conversando com Herb e Agnes (Kathryn Hahn) no jardim, Visão passa a suspeitar de Geraldine. Dentro da casa, Wanda e a suposta amiga conversam sobre as crianças quando, lembrando do irmão gêmeo, Pietro, a nova mãe se emociona e começa a cantar uma música sokoviana. Geraldine então muda o tom, perguntando do envolvimento de Ultron na morte de Pietro, indignando Wanda.

De volta ao interior da casa, Visão percebe que Wanda agora está sozinha, e pergunta sobre Geraldine, recebendo um simples “ela teve que ir” como resposta. Imediatamente, a série mostra o exterior de uma “bolha”, da qual Geraldine é expelida de forma violenta e cercada por diversos agentes e veículos da SWORD.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.