Cartaz de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis

Créditos da imagem: Marvel Studios/Divulgação

Filmes

Artigo

Shang-Chi é mais um passo em direção a dias melhores

Há menos de cinco anos Hollywood estreava Ghost in the Shell com Scarlett Johansson

Marcelo Forlani
07.09.2021
10h09
Parece que foi em outra vida, mas ainda não faz cinco anos que A Vigilante do Amanhã - Ghost in the Shell (2017) chegou aos cinemas e jogou holofote em mais um dos polêmicos e escancarados casos de whitewashing recentes de Hollywood. O termo é usado para quando um artista branco é escalado para interpretar um personagem de outra etnia. No caso, Scarlett Johansson estava assumindo o papel de protagonista em um dos mais icônicos animes da história, e mudando as feições de uma personagem que nasceu sendo japonesa.
Mas parece que o mundo tem mudado para melhor - apesar do retrocesso promovido por alguns idiotas mundo afora. Shang-Chi, o novo herói da Marvel que chega aos cinemas agora quebrando recordes, é mais um passo em direção a dias melhores. Esta é a primeira vez que um grande filme estadunidense de super-heróis tem protagonistas E antagonistas asiáticos. O papel principal está nas mãos de Simu Liu, nascido na China, mas criado no Canadá. Ao seu lado estão AwkwafinaTony LeungMeng'er Zhang e Michelle Yeoh, entre vários outros atores. Na cadeira de diretor estava sentado Destin Daniel Cretton, havaiano com raízes maternas ligadas ao Japão.
 
Tive a chance de conversar com o cineasta no dia do aniversário de Ke Huy Quan, o Data do filme Goonies e "Baixinho" de Indiana Jones e o Templo da Perdição. Relembrei que na época em que o ator fez Goonies, tínhamos poucos atores com ascendência asiática, com quem poderíamos nos identificar. Cretton concordou e disse que até pouco tempo cabia aos asiáticos o papel de personagens de quem se ria nos cinemas e que ele está feliz em comandar parte desta mudança.
Mas vale lembrar que apesar de produções com elenco e equipe asiáticas serem o normal em produções do oriente, elas são raras em estúdios ocidentais. O que não chega a ser novidade para a Marvel, que em 2018 colocou nas telas o ótimo Pantera Negra, estrelado por Chadwick Boseman, Michael B. Jordan, Lupita Nyong'o, Danai Gurira e comandada por Ryan Coogler - todos com raízes no continente africano.
 
Sem querer comparar a importância histórica dos dois filmes, o que precisamos fazer aqui é aplaudir e incentivar marcos como estes, que buscam muito mais do que correção. O trabalho que estamos vendo é de conscientização, para que em pouco tempo tenhamos mais e mais atores e atrizes das mais diferentes ascendências, protagonizando as histórias com a mesma normalidade que nos acostumamos a ver Brad Pitt, Angelina Jolie, Tom Cruise e Emma Stone nas nossas telas.

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis estreou na última sexta-feira (3) já arrecadou mais de US$ 146 milhões em bilheteria mundial. 

Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.