Mangás e Animes

Entrevista

Entrevista | Dubladores de Jujutsu Kaisen 0 analisam os personagens

Conversamos com Pedro Alcântara (Yuta), Carolina Iecker (Rika) e o diretor Leonardo Santhos

Omelete
4 min de leitura
Diego Lima
03.05.2022, às 10H00

É fácil assistir a qualquer filme e julgar os personagens como um espectador passivo. Agora, tente se imaginar no lugar dos atores que, de fato, trabalharam na obra. A tendência é de que eles tenham as próprias opiniões sobre aquelas pessoas. Né?

LEIA MAIS

Não podíamos deixar isso de lado ao conversar com os dubladores de Jujutsu Kaisen 0 Pedro Alcântara (Yuta) e Carolina Iecker (Rika), além do diretor de dublagem Leonardo Santhos. Aliás, tivemos tanto elogios quanto críticas à dupla principal.

Yuta Okkotsu usando a espada.
Crunchyroll.

"Quando eu fui dublar o Yuta, o Léo começou a me explicar bastante sobre ele, sobre como ele se sentia. E eu gostei muito do fato de que ele não quer atrapalhar a vida de ninguém", disse Pedro em entrevista ao Omelete. "E eu gosto muito disso. Eu gosto de não atrapalhar a vida dos outros."

Yuta Okkotsu, o protagonista de Jujutsu Kaisen 0, é um estudante do colegial cuja infância ficou marcada pela morte trágica da melhor amiga dele, Rika. No entanto, em vez de Rika simplesmente morrer e desaparecer da Terra, o espírito dela foi transformado em uma maldição que assombrou e protegeu Yuta pelos anos seguintes.

Rika criança.
Crunchyroll.

Para evitar que pessoas se machucassem ao chegar perto dele, Yuta sempre tentou ao máximo não interagir demais com outros seres humanos — principalmente, aqueles com comportamentos hostis, que poderiam irritar Rika e, em seguida, morrer.

Carolina Iecker, a dubladora de Rika, mencionou essa super proteção quando questionada sobre um aspecto da personagem dela que ela não gostasse. Mas calma: também há algo de positivo sobre a Rainha das Maldições.

Yuta e Rika como sombras.
Crunchyroll.

"Outra questão que, assim, é meio louca, né, que ela leva a sério demais, é a questão da parceria com a amizade. Entendeu? Que ela defende bastante, só que é uma questão meio complicada essa questão dela, né? Porque ela vai até demais", avaliou.

Ao mesmo tempo, a relação de Yuta e Rika possui um lado mais positivo. Para Iecker, antes da transformação em maldição, que levou Rika a se comportar de maneira particularmente agressiva, a amizade dela com Yuta era "fofa" — e, de fato, quem assistiu ao filme dificilmente não concordará.

Rika pega na mão de Yuta.
Crunchyroll.

Já familiarizados com animes há algum tempo, tanto Pedro quanto Carolina tiveram de nos responder um desafio: afinal, qual personagem dos animes seria uma boa companhia para Yuta e Rika?

"Um bom parceiro pro Yuta seria o Iggy, de Jojo's Bizarre Adventure, porque faz falta pro Yuta um bicho de estimação. Traria um pouco mais de alegria para a vida dele", comentou Pedro logo de cara. 

Yuta invoca Rika.
Crunchyroll.

Na sequência, Carolina disse: "olha, eu acho que a própria Memempu, de Sakugan [que Carolina dublou]. Ela é muito sincera. Ela ia chegar e falar assim 'olha, queridinha, abaixa sua bolinha aí, entendeu? Se acalma.'"

Dentro do universo dos animes no Brasil, ainda mais com serviços como a Crunchyroll, que oferecem centenas de títulos e dublagens simultâneas quase todos os meses, ter vozes em português sempre foi importante para uma parcela considerável do público.

O mais comum, entretanto, é que vejamos séries dubladas em vez de filmes. Leonardo Santhos, que dirigiu a dublagem de Jujutsu Kaisen 0, avalia que, por Jujutsu ser uma série "bem feita", a versão no cinema, incluindo movimentos de boca, está muito boa, o que facilita o trabalho.

Yuta bravo.
Crunchyroll.

"Quando eu fiz curso de dublagem — eu fiz com o Christiano Torreão —, o que que ele me falou: 'dublagem é imagem'. Então, assim, essa frase... Se você mutar o filme enquanto você tá dublando, você consegue dublar. Se você só tiver o áudio do filme, talvez você se enrole um pouco", contou. "Na questão da dublagem, que na série já era boa, a parte, por exemplo, dos movimentos da boca, no filme tá melhor ainda. Então assim, você tem a mesma sensação, talvez, de fazer um live-action, que tem a interpretação dos atores e tal. Esse detalhe ajuda mais. Né? E claro que, as cenas sendo mais ricas (risos), ajuda toda a interpretação, ajuda a movimentar tudo. Então, praticamente, é a mesma coisa. Mas você tem mais detalhes a cuidar."

Jujutsu Kaisen 0 está em exibição nos cinemas brasileiros com versões dubladas e legendadas. Para saber mais sobre o filme, que se passar antes do anime, confira a crítica do Omelete.

Conteúdo Patrocinado

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.