Ray Fisher em Liga da Justiça/Warner

Créditos da imagem: Warner Bros./Divulgação

Filmes

Notícia

Liga da Justiça | Ray Fisher diz que Geoff Johns censurou queixas sobre o filme

Roteirista teria ameaçado carreira do ator que interpreta o Cyborg

Nicolaos Garófalo
12.08.2020
20h25

Após afirmar que Geoff Johns não tentou impedir o comportamento antiprofissional de Joss Whedon durante as refilmagens de Liga da Justiça, Ray Fisher disse que o quadrinista e produtor teria tentado censurar suas reclamações sobre a produção. Pelo Twitter, o ator disse que foi chamado ao escritório de Johns, que teria diminuído e censurado“as minhas tentativas (e as do meu agente) de levar minhas queixas para os membros certos da cadeia de comando”.

Além disso, o quadrinista ainda teria ameaçado a carreira de Fisher – leia abaixo:

Durante as refilmagens de Liga da Justiça em Los Angeles, Geoff Johns me chamou ao seu escritório para diminuir e censurar as minhas tentativas (e as do meu agente) de levar minhas queixas para os membros certos da cadeia de comando. Depois, ele fez uma ameaça levemente velada à minha carreira. Esse comportamento não pode continuar

O ator ainda terminou o texto com a sigla A>E, que significa Accountability > Entertainment (“responsabilidade maior que entretenimento”, em português), frase que tem usado para assinar todas as revelações sobre os bastidores das refilmagens de Liga da Justiça.

Entenda o caso

Whedon foi acusado de postura abusiva no set de Liga da Justiça, filme da DC de 2017 no qual entrou para o posto de diretor após a saída de Zack Snyder. Segundo as primeiras falas de Fisher, "o tratamento que Joss Whedon deu ao elenco e à equipe no set de Liga da Justiça foi nojento, abusivo, antiprofissional e completamente inaceitável.

Mais tarde, o diretor Kevin Smith afirmou ter ouvido relatos que dão força ao argumento de Fisher. Depois, as dublês de Buffy, A Caça-Vampiros - série criada por Whedon - acusaram o criador de ser egomaníaco - saiba mais.

Joss Whedon assumiu as filmagens de Liga da Justiça depois da saída de Zack Snyder da direção por problemas familiares. A reação negativa em torno do filme estimulou pedidos pela versão original do longa, já que muito material planejado pelo Snyder não entrou na versão final. Após muito tempo, Warner confirmou o lançamento do SnyderCut para 2021 no HBO Max, streaming do grupo Time Warner.