Homem-Aranha | Site criado por fã monitora retorno do herói ao MCU

Créditos da imagem: Reprodução/Sony/YouTube;Divulgação/Sony

Filmes

Notícia

Homem-Aranha | Site criado por fã monitora retorno do herói ao MCU

Página oferece atualizações a respeito do Amigão da Vizinhança nos cinemas

Gabriel Avila
28.08.2019
17h01

Com a notícia de que Kevin Feige, o presidente do Marvel Studios, não vai mais produzir os filmes solos do Homem-Aranha, o futuro do herói nos cinemas se tornou nebuloso, o herói está praticamente fora do MCU. Enquanto a Sony, dona dos direitos cinematográficos do Amigão da Vizinhança, e a Disney não firmam um novo acordo, um fã criou um site para monitorar o retorno do herói ao universo compartilhado da editora.

Em tom de brincadeira, a página Is Spider-Man back in the MCU yet? [O Homem-Aranha já voltou ao MCU? em tradução livre] fornece atualizações a respeito da situação do Cabeça de Teia que até o momento prossegue fora dos próximos filmes do Marvel Studios. Vale lembrar que o Homem-Aranha de Tom Holland ganhou um espaço In memoriam na D23Expo.

Kevin Feige, presidente do Marvel Studios, praticamente confirmou a saída do herói do MCU em entrevista para a EW ao dizer que o acordo “não foi feito para durar para sempre”. Já Holland confirmou que continua com o papel do Homem-Aranha e disse que a equipe encontrará novas formas de fazê-lo ainda mais divertido.

As negociações para renovar o acordo sobre o Homem-Aranha desandaram esta semana. A Disney fez uma proposta para dividir os lucros dos filmes do teioso de igual para igual. Assim, Marvel e Sony receberiam 50% cada uma: nos filmes anteriores, a Disney recebeu 5% dos valores de venda de ingressos e ficou com todo o lucro de merchandising. A Sony recusou a proposta e, com isso, Kevin Feige não será mais o produtor dos filmes solo do Aranha.

Recentemente, Homem-Aranha: Longe de Casa se tornou a maior bilheteria da Sony com US$ 1,109 bilhão arrecadados mundialmente, superando 007 - Operação Skyfall. O filme ganhará um relançamento com quatro minutos a mais nos EUA em 29 de agosto.