Especial Game of Thrones | Relembrando a 3ª temporada

Séries e TV

Lista

Especial Game of Thrones | Relembrando a 3ª temporada

Ano é um dos mais sangrentos de toda a série

Camila Sousa
26.02.2019
18h31
Atualizada em
01.03.2019
15h45
Atualizada em 01.03.2019 às 15h45

Continuando nosso especial que relembra as temporadas de Game of Thrones, chegou a hora de falar do terceiro ano, um dos mais sangrentos de todos. É aqui que acontece o Casamento Vermelho, no nono episódio, e que Theon começa a ser torturado por Ramsay.

Confira abaixo os principais acontecimentos:

Jornada de Sam e Gilly

O terceiro ano começa exatamente no final do segundo, quando Sam está fugindo e vê o exército dos mortos com os Caminhantes Brancos. Ele sobrevive e reencontra os companheiros da Patrulha e vai com eles novamente ao castelo de Craster. Lá, Gilly dá a luz a um filho homem, o que deixa Sam preocupado, já que a criança deve ser entregue às criaturas. Mas antes de conseguir tomar qualquer atitude , um motim começa no local, iniciado por membros da Patrulha que estão com fome e insatisfeitos com a liderança do Comandante Mormont, que morre pelas mãos deles ao lado de Craster. Depois disso, os amotinados tomam conta do lugar, comendo as comidas que estavam guardadas e abusando das filhas de Craster.

Sam sabe que está em perigo, porque os membros da Patrulha que se revoltaram não gostam dele, e por isso foge ao lado de Gilly, indo na direção da Muralha. Nesse caminho, a dupla encontra um Caminhante Branco que quer o bebê. Em um surto de coragem, Sam o ataca com uma adaga de Vidro de Dragão, que despedaça a criatura. Esse é um dos primeiros momentos em que a série apresenta a fraqueza dos Caminhantes Brancos e tal conhecimento será importante no futuro. Sam ainda se depara com Bran, que pede sua ajuda para ir além da Muralha com Jojen, Meera e Hodor. Ele ajuda o irmão mais novo de Jon e finalmente chega ao seu destino. Lá, o meistre Aemon diz que Gilly pode ficar no local e Sam ainda  ajuda Jon em seu retorno.

Jon Snow e Ygritte

Ainda no extremo Norte, Jon engana Mance e finge lealdade aos Selvagens. Por isso é enviado em uma missão para atacar a Muralha, já que sabe os segredos de como invadir o local. No caminho, ele sofre com a desconfiança de outros selvagens que ainda não acreditam totalmente em sua lealdade, mas também se apaixona totalmente por Ygritte e os dois fazem amor na caverna. Depois disso, ela diz saber que ele ainda é um “corvo”, mas afirma que os dois estão juntos e ele precisa confiar nela.

Ao lado de Tormund, Jon e Ygritte começam a escalar a Muralha para chegar ao outro lado. Apesar das dificuldades, eles chegam ao topo e se beijam olhando para o horizonte. Mas  depois nem tudo vai bem. Os selvagens decidem atacar uma vila e Jon não concorda com essa abordagem. Ele atrapalha Ygritte quando ela está prestes a soltar uma flecha, deixando claro que ainda age conforme as regras da Patrulha. Ele é finalmente descoberto e foge. Ygritte vai atrás dele, magoada por Jon não ter confiado nela, e o acerta com três flechas. É assim, machucado, que ele chega a Muralha e é ajudado por Sam.

Casamentos e tensões em Porto Real

Em Porto Real, Tyrion está com medo de morrer depois de ser atacado na Batalha da Água Negra. Ele conversa com Tywin e diz que tem direito a Rochedo Casterly, já que Cersei é a rainha regente e Jaime não pode possuir terras por ser da Guarda Real. Mas o pai nega o pedido, humilhando o filho como faz em vários momentos da temporada. Olenna Tyrell é apresentada na série e a presença da família aumenta após Margaery se tornar oficialmente noiva de Joffrey. A nova personagem agrada o rei de todas as formas e com isso aumenta sua influência sobre ele, diminuindo a de Cersei.

Livre do compromisso de casamento com o futuro rei, Sansa sonha em se casar com Loras Tyrell e ir para Jardim de Cima, onde ficaria livre das mãos dos Lannisters. Ela faz amizade com Margaery e Olenna vê a união como benéfica, já que sua família teria controle do Norte, caso Sansa se tornasse a herdeira de Winterfell. Mas Tywin prevê tudo isso e casa Sansa com Tyrion, o que deixa Shae com ciúmes e abre brechas para sua traição no futuro. Já Sansa, que recusou ir para o Ninho da Águia com Mindinho antes de tudo acontecer, se arrepende desta decisão e sua relação com Tyrion piora após o Casamento Vermelho. Cersei também fica intimidada perto do patriarca, que quer sua união com Loras para assegurar a lealdade de Jardim de Cima. A personagem não gosta nada da ideia, mas é pressionada a “obedecer”.

Stannis e o poder do sangue real

Depois de sua derrota na Água Negra, Stannis está tentando reorganizar suas forças. Melisandre continua ao seu lado e também Davos, que é preso por tentar atacar a mulher vermelha. Mas ela tem outros planos em mente, diz para Stannis que “o sangue real tem poder” e sai em busca de um bastardo de Robert Baratheon para alcançar seus planos. É nesse caminho que ela encontra a Irmandade sem Bandeiras e “compra” Gendry. O personagem fugiu de Harrenhal ao lado de Arya e Torta Quente, mas eles foram pegos pela Irmandade. No começo, o grupo pensou em deixar os jovens irem embora, mas depois que o Cão de Caça reconhece Arya, eles são mantidos por perto para alguma possível recompensa no futuro. A mulher vermelha vê e analisa Arya, declarando que as duas  se encontrarão novamente .

Depois de conseguir Gendry, Melisandre engana o rapaz para obter seu sangue, que é retirado por sanguessugas. Stannis joga as criaturas no fogo, acreditando que o ato trará a morte dos reis restantes. Também é nesta temporada que Selyse, a mulher de Stannis, e sua filha Shireen são apresentadas. A esposa guarda os fetos dos bebês que perdeu, mostrando fragilidade em relação ao assunto e também na relação com Stannis. Já a garota tem uma relação bonita com Sor Davos e ajuda o Cavaleiro da Cebolas a ler enquanto ele ainda está na prisão. Stannis liberta Davos em certo ponto mas decide matá-lo depois que ele liberta Gendry. O cavaleiro nunca concordou com as torturas ao rapaz (que afinal de contas é sobrinho de Stannis) e ficou assustado quando soube que a ideia de Melisandre era queimá-lo vivo para conseguir um exército e vitória. Stannis só não completa a execução porque recebe um corvo da Muralha, relatando os perigos dos Caminhantes Brancos. Melisandre diz a ele que Davos ainda tem um papel a desempenhar e que essa é a verdadeira batalha. Stannis decide seguir para o norte.

Theon nas mãos de Ramsay

Antes líder de Winterfell, após supostamente matar Bran e Rickon, Theon é retirado desse posto pelos Bolton, em uma cena cômica em que ele é acertado após terminar um grande discurso. Na terceira temporada o personagem pára nas mãos de Ramsay, bastardo de Roose Bolton. É interessante relembrar como o personagem cruel é apresentado: Theon é torturado por guardas e Ramsay chega até ele afirmando que foi enviado por sua irmã Yara para ajudá-lo. Até este momento, o público é enganado com Theon, já que as verdadeiras intenções de Ramsay não estão claras.

Depois de conseguir a confissão de que os meninos mortos não eram os Starks, o bastardo dos Bolton se revela e tortura seu prisioneiro  de todas as formas possíveis. Ramsay corta o pênis de Theon após enviar mulheres para seduzi-lo e o convence de que seu nome agora é Fedor. Ao final da temporada, Ramsay envia o pênis cortado de Theon para seu pai, Balon Greyjoy, e diz que ele precisa parar de tentar ser rei e conquistar terras do norte. Enquanto o patriarca diz que não fará nada, já que seu filho “não é mais um homem”, Yara reúne navios e soldados para salvar o irmão.

Robb Stark e o Casamento Vermelho

Já Robb Stark começa a perder suas primeiras batalhas e diminui sua força de batalha. Um dos responsáveis por isso é Edmure Tully, irmão de Catelyn, apresentado na temporada. A família, aliás, é mais explorada com a morte de Hoster Tully, pai de Catelyn e Edmure e senhor de Correrrio. O acontecimento faz a comitiva de Robb ir até as Terras Fluviais e lá também é apresentado Brynden “Peixe Negro” Tully, irmão de Hoster e tio de Catelyn.

Após o enterro, as forças de Robb caem ainda mais quando o lord Rickard Karstark perde a cabeça e mata dois garotos Lannisters que eram mantidos como reféns. Rickard teve os filhos mortos por Jaime Lannister e nunca perdoou Catelyn por libertá-lo. Robb fica enfurecido com a decisão pelas suas costas e decide que precisa matar o lord para continuar sendo respeitado. Mas após a execução, vários soldados leais a Rickard deixam o acampamento Stark e Robb fica mais vulnerável. 

Para reverter a situação a seu favor, Robb acredita que precisa invadir Rochedo Casterly, já que todas as forças dos Lannister estão em Porto Real e a perda da propriedade tornaria a família mais frágil. Para tanto, ele precisa do apoio de Walder Frey e se desculpa por não ter cumprido a promessa de casar com uma de suas filhas. Robb oferece seu tio Edmure no lugar e, após ouvir algumas ofensas do patriarca Frey, tem seu pedido de desculpas “aceito”. O Casamento Vermelho começa como uma festa normal. Mas depois que Edmure e sua bela noiva vão para a noite de núpcias, o salão principal é fechado, Catelyn percebe que há algo errado e as mortes começam. A primeira a ser atacada é Talisa, que morre ao ter sua barriga de grávida golpeada várias vezes. Robb e Catelyn levam flechadas, mais ainda sobrevivem para ver o exército ser totalmente morto. Roose Bolton, que fazia parte da conspiração, mata Robb após dizer “os Lannisters mandam lembranças”. Catelyn é a última que morre no local, lamentando  ver o primogênito morto. A crueldade dos Frey ainda os faz matar Vento Cinzento, o lobo de Robb Stark, e costurar a cabeça do animal no corpo de seu dono.

Arya e o Cão de Caça

Como dito anteriormente, Arya conseguiu fugir de Harrenhal ao lado de Torta Quente e Gendry. Depois que o bastardo de Robert vai embora com Melisandre e Torta Quente encontra um lugar para trabalhar na cozinha, ela fica sozinha com a Irmandade. É durante este arco que a série mostra pela primeira vez a ressurreição de Beric Dondarrion pelo Senhor da Luz. O personagem participa de um julgamento por combate com o Cão de Caça, acusado por Arya de matar seu amigo Mycah ainda na primeira temporada.

O julgamento acontece e Beric é morto. Thoros de Myr, outro sacerdote do Deus Vermelho, traz o amigo de volta à vida. Beric decide que o combate foi válido e o Cão de Caça é inocente aos olhos de sua religião. Arya se revolta e foge da Irmandade, mas é pega no caminho pelo Cão. Ela pensa que ele quer levá-la novamente para Porto Real, mas Clegane diz que vai levá-la para sua mãe e conseguir uma recompensa. Mas os dois chegam no momento do Casamento Vermelho, Arya vê Vento Cinzento morrer e o irmão com a cabeça do animal costurada ao seu corpo. Percebendo o perigo do local e já afeiçoado a Arya, o Cão de Caça sai dali o mais rápido possível.

Jojen, Meera e Bran

Bran continua seu caminho para a Muralha ao lado de Rickon, Osha e Hodor, e encontra Jojen e Meera Reed pela primeira vez. O garoto já tinha aparecido em seus sonhos algumas vezes e revela que fez todo aquele caminho para encontrá-lo. É com a ajuda de Jojen que Bran começa a entender os sonhos que tem e sua necessidade de encontrar o Corvo de Três Olhos. Osha não gosta da presença do menino e fica alarmada quando Bran diz que precisa ir além da Muralha.

A personagem de Natalia Tena é uma selvagem que fugiu para o sul após ver seu amado ser transformado pelos Caminhantes Brancos. Ela não quer voltar para lá e por isso fica com a tarefa de cuidar de Rickon. Bran acredita que ir para o extremo norte é perigoso para o irmão mais novo e por isso diz para Osha o levar para os Umber, uma casa subordinada aos Stark. Também é na terceira temporada que Bran entra pela primeira vez na cabeça de Hodor. O personagem fica assustado com o barulho da chuva e quase entrega a localização do grupo quando Bran, mesmo sem saber direito o que está fazendo, entra em sua mente e o faz dormir. Como dito anteriormente, Bran encontra Sam e Gilly e o amigo de Jon o ajuda a finalmente atravessar a Muralha e ir em busca de seu destino.

Jaime e Brienne nas mãos dos Bolton

Jaime e Brienne são pegos pelos Bolton que, nessa época, ainda fingem lealdade aos Starks. Eles começam a caminhada para Harrenhal, que agora está nas mãos da família. Locke mostra sua crueldade ao tentar estuprar Brienne, mas Jaime a salva dizendo que o lord de Tarth oferecerá uma boa recompensa se a honra de sua filha continuar intacta. Isso impede a violência contra Brienne, mas Locke não gosta de ser interrompido e enganado, e por isso corta a mão de Jaime bruscamente no encerramento de um episódio. O caminho do grupo continua e Jaime acredita que está perdido após perder a mão com a qual usa a espada.

Quando chegam a Harrenhal, os dois são entregues aos cuidados de Roose Bolton, que está prestes a partir para se unir a Robb novamente. É nesse momento que Jaime e Brienne têm sua famosa conversa no banho. O Lannister entra na banheira e conversa com a soldado sobre os acontecimentos de sua vida e o incidente que o tornou regicida. Ele afirma que o Rei Louco estava matando todo mundo e deu a ordem para que ele matasse o próprio pai. Jaime questiona o que Brienne teria feito em seu lugar.

Roose Bolton ordena que Jaime seja entregue de volta aos Lannisters e ele vai, deixando Brienne para trás. Ele acredita que Locke pedirá uma recompensa por ela em Tarth, mas volta ao perceber que uma mentira anterior coloca o plano em risco. Jaime encontra Brienne ferida e lutando contra um urso para a diversão de Locke e seus homens. Jaime  a salva de lá diz que ela irá com ele para Porto Real. No fim da temporada, ele reencontra sua irmã Cersei, que vê sua mão decepada.

Daenerys e a luta contra a escravidão

Longe de Westeros, Daenerys chega a Astapor e lá conhece o exército de Imaculados. Ela admira a força dos soldados, mas fica triste ao saber do treinamento deles. Seu desejo é que eles a sigam sem serem escravos. Enquanto negocia, Dany é atacada por uma garota que lhe entrega um orbe com um inseto dentro. Quem a salva é Sor Barristan Selmy, que deixou Westeros após ficar decepcionado com o reinado de Joffrey e decidiu seguir Dany como sua rainha. Ele jura protegê-la como não fez com o pai dela e a jovem Targaryen aceita sua espada.

Dany aceita comprar os 8 mil Imaculados em troca de Drogon, seu maior dragão. Sor Barristan e Jorah questionam a decisão, mas ela diz que não aceitará essas atitudes na frente de outras pessoas. Durante as negociações com o senhor de escravos Kraznys mo Nakloz, Dany conhece Missandei e diz que também a quer na troca.

Quando o negócio é fechado, Dany comanda que os imaculados matem todos os senhores que os mantiveram em escravidão durante todo esse tempo. Ele também diz “Dracarys” e faz Drogon matar Kraznys mo Nakloz. Daenerys diz aos Imaculados que eles são livres e podem segui-la ou não. Mas eles ficam ao seu lado e elegem Verme Cinzento como  representante. Depois de acabar com essa escravidão, Dany chega a Yunkai, outra cidade livre, onde conhece Daario Naharis e o exército dos Segundos Filhos. Nessa época o personagem é interpretado por Ed Skrein, que depois é substituído por Michiel Huisman. Os mestres do local querem matar Daenerys porque o mercado de escravos é o mais importante da região e eles não querem acabar com isso. Daario, porém, fica encantando com Dany  e traz o exército dos Segundos Filhos para a sua causa. Com isso, a cidade de Yunkai também é libertada da escravidão e Dany termina a temporada nos braços do povo, sendo chamada de “Mhysa” (“mãe”).