Filmes

Artigo

Sequência perfeita: o que esperamos de O Rei Leão 2

E ainda: veja o que achamos dessa onda de live-actions da Disney

Mariana Canhisares
25.07.2019
20h20
Atualizada em
25.07.2019
20h20
Atualizada em 25.07.2019 às 20h20

O remake de O Rei Leão mal estreou e já é um sucesso de bilheteria. Somente nos Estados Unidos, o filme do diretor Jon Favreau arrecadou US$ 260 milhões na primeira semana em cartaz. Se este resultado positivo se manter nas próximas semanas, não seria estranho que a Walt Disney encomendasse uma sequência para a produção.

Uma das inspirações para o projeto pode estar em um lançamento do estúdio do final dos anos 1990. Novamente se inspirando nas obras de Shakespeare, mais especificamente em Romeu e Julieta, O Reino de Simba contou a história de amor quase impossível entre Kiara e Kovu, o escolhido de Scar para herdar o trono.

Há, porém, outra possibilidade. Em 2004, a Disney lançou O Rei Leão 1 1/2, isto é, a história do longa original contada a partir da perspectiva de Timão e Pumba. Criar um derivado liderado pela carismática dupla de side kicks seria uma ótima decisão, sobretudo considerando que as versões de Seth Rogen e Billy Eichner para os personagens são praticamente uma unanimidade entre a crítica especializada e o próprio público. Criar um derivado não seria uma atitude estranha vinda da Disney, ainda mais nesse momento em que o foco está nessa onda nostálgica de remakes e live-actions.

Aproveitando O Rei Leão, Marcelo Hessel e Aline Diniz discutiram no OmeleTV como enxergam esse calendário de estreias da Disney e quais são suas expectativas para os próximos lançamentos. Confira acima.