Jogos Mortais/Homem-Aranha 2/Shrek 2

Créditos da imagem: Lionsgate/Sony Entertainment/Dreamworks/Divulgação

Filmes

Lista

Filmes que completam 20 anos em 2024

A idade chega para todo mundo e você não é exceção

Omelete
2 min de leitura
16.01.2024, às 16H23
ATUALIZADA EM 01.02.2024, ÀS 19H14
ATUALIZADA EM 01.02.2024, ÀS 19H14

Se, como eu, você está completando 30 anos em 2024, você provavelmente se lembra como se fosse ontem do lançamento de alguns filmes clássicos durante a sua infância. 2004, em especial, foi um ano lotadíssimo de estreias marcantes, incluindo sequências de grandes sucessos, romances que definiram uma geração e animações que seguem celebradas até hoje.

Abaixo, você confere alguns dos filmes que completam 20 (sim, VINTE) anos em 2024:

Homem-Aranha 2

Dois anos depois de Tobey Maguire lançar suas teias pela primeira vez, Homem-Aranha 2 chegou aos cinemas e rapidamente se estabeleceu como um dos melhores filmes de super-herói de todos os tempos. Com Alfred Molina vivendo um assustador, mas comovente Doutor Octopus, o filme de Sam Raimi fez US$788 milhões nas bilheterias mundiais, um valor que raramente era alcançado por produções do gênero — Batman Begins, por exemplo, arrecadaria “apenas” US$375 milhões no ano seguinte.

20 anos depois, Peter Parker passou por dois reboots em live-action, com o herói sendo interpretado por Andrew Garfield e Tom Holland após a recepção nada calorosa a Homem-Aranha 3. Tanto Maguire quanto Raimi, no entanto, voltaram à Marvel nesse intervalo: em 2021, o ator voltou a viver o Homem-Aranha ao lado de seus sucessores em Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa e o diretor comandou Doutor Estranho no Multiverso da Loucura.

Disponível para streaming na Netflix

Shrek 2

O primeiro Shrek mudou o mundo da animação. Fazendo graça dos maiores clichês dos contos de fada (e, em especial, das adaptações da Disney), o filme virou um fenômeno mundial e, em 2004, a Dreamworks mostrou que o sucesso do primeiro longa não foi um acidente. Maior, mais ácido e com adições maravilhosas ao elenco de voz, Shrek 2 se tornou um clássico das animações desde o primeiro momento em que entrou em cartaz, transformando o primeiro encontro do ogro com seus sogros em uma aventura igualmente cômica e épica.

Em 2024, a franquia Shrek passou por uma baita expansão, ganhando outros dois filmes focados no personagem-título e mais dois derivados protagonizados pelo Gato de Botas. E para quem acha que a aventura de Shrek, Fiona e Burro chegou ao fim, vale lembrar que, em 2023, o produtor Chris Meledandri confirmou que o quinto filme da série está em desenvolvimento.

Disponível para streaming na Netflix e no Prime Video

Jogos Mortais

Com apenas um longa-metragem em seu currículo, James Wan era um famoso ninguém quando pegou o mundo de surpresa com o primeiro Jogos Mortais. O terror claustrofóbico e surpreendente conquistou uma verdadeira legião de fãs, arrecadando cerca de 100 vezes o valor de seu orçamento nas bilheterias.

Nestes últimos 20 anos, Jogos Mortais deu origem a nove sequências, com Jogos Mortais X chegando aos cinemas em 2023. Embora a franquia tenha acumulado críticas negativas neste período, seus capítulos seguem arrecadando uma boa quantia nas bilheterias, a ponto de um 11º filme já estar confirmado. Enquanto isso, Wan se estabeleceu como nome forte de Hollywood, lançando as franquias Invocação do Mal e Sobrenatural, e comandando blockbusters como Velozes & Furiosos 7 e os dois Aquaman do DCEU.

Disponível para streaming na Netflix

Meninas Malvadas

Só mesmo alguém como Tina Fey para encontrar um livro de autoajuda para pais de adolescentes e transformar em uma das comédias mais emblemáticas do século (até agora). Estrelado por Lindsay Lohan e Rachel McAdams, Meninas Malvadas satirizou a vida adolescente com uma voz surpreendentemente atemporal e entregou alguns dos diálogos mais reproduzidos nos anos seguintes nas redes sociais.

O aniversário de 20 anos de Meninas Malvadas não poderia ser melhor. O filme, que antes já havia sido transformado em uma peça da Broadway, ganhou uma nova versão musical em 2024, que chegou recebendo altos elogios da crítica e do público. Agora com uma nova geração de fãs descobrindo a história de Cady, é justo dizer que o título foi um dos lançamentos mais barro de 2004.

Disponível para streaming na Netflix, Paramount+ e Telecine

Diários de Uma Paixão

Romance que definiu uma geração, Diários de Uma Paixão foi o grande responsável por lançar Ryan Gosling para Hollywood e manter bom momento de Rachel McAdams. Com uma química invejável — nascida de uma relação conturbada nos bastidores —, a dupla de protagonistas liderou uma história de amor absurdamente rica e tocante.

20 anos depois, tanto McAdams quanto Gosling se tornaram nomes fortíssimos na indústria. A atriz, por exemplo, foi indicada ao Oscar em 2016 por sua atuação em Spotlight, enquanto o astro foi lembrado pela Academia por Half Nelson: Encurralados, em 2007, e La La Land, em 2017. Os dois também tem presença frequente em blockbusters, com McAdams fazendo parte do MCU e Gosling conquistando multidões com sua performance em Barbie.

Disponível para streaming na HBO Max

Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças

Assim como Diários de Uma Paixão, Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças trouxe em 2004 uma história de amor tocante e atemporal. A diferença aqui é que o romance entre os personagens de Jim Carrey e Kate Winslet parece fadado ao fracasso, muito por causa de uma invenção capaz de apagar memórias da mente das pessoas. Relembrando discussões do casal, o filme ressalta a importância das nossas memórias para nosso crescimento pessoal e termina com uma mensagem surpreendentemente otimista.

De 2004 para cá, Carrey passou por alguns altos e baixos em sua carreira antes de voltar de vez aos holofotes com Sonic: O Filme e participações semanais no humorístico Saturday Night Live, em que ele interpretou o então candidato à presidência dos Estados Unidos, Joe Biden. Já Winslet engatou alguns trabalhos grandes, incluindo a Saga Divergente, Avatar: O Caminho da Água, a série Mare of Eastown e a cinebiografia de Steve Jobs lançada em 2015. Em breve, ela volta às telinhas na minissérie O Regime, da HBO.

Disponível para aluguel digital

O Castelo Animado

Uma das várias obras-primas de Hayao Miyazaki, O Castelo Animado manteve a ótima sequência de lançamentos do Studio Ghibli, que já havia vencido o Oscar por A Viagem de Chihiro e criado clássicos como O Serviço de Entregas da Kiki e Meu Amigo Totoro. Infelizmente, a tocante fantasia não chegou a ser indicada ao Oscar naquele ano, que premiou Shrek 2 com a estatueta de Melhor Longa Animado.

Disponível para streaming na Netflix

De Repente 30

Não vou mentir, lembrar que De Repente 30 celebra duas décadas de lançamento justamente no ano em que eu completo 30 anos foi um golpe e tanto. Até porque duvido que exista alguém que não lembre de assistir à comédia estrelada por Jennifer Garner e Mark Ruffalo pelo menos uma ou duas vezes na Sessão da Tarde ou que não tenha praticamente toda a sequência em que o elenco dança “Thriller”, de Michael Jackson, na cabeça. A produção se tornou uma daquelas comédias românticas extremamente emblemáticas, a ponto de não ser nenhuma surpresa que os membros do elenco relembrem o longa sempre que possível.

Nesses 20 anos que separam o lançamento do filme de 2024, vimos praticamente todo o elenco do filme explodir, com Andy Serkis passando a integrar franquias gigantescas como Star Wars e MCU — com essa última contando ainda com Ruffalo e Judy Greer —, Christa B. Allen acumulando diversos papéis na TV e Garner estrelando produções elogiadas como Projeto Adam (com Ruffalo, inclusive), Party Down e Com Amor, Simon. Ruffalo, no entanto, é quem mais atuou em filmes e séries de destaque. Além de viver Bruce Banner/Hulk nos filmes do Marvel Studios, o ator ainda foi indicado a três Oscars (por Minhas Mães e Meu Pai, Foxcatcher e Spotlight) e venceu o Emmy por I Know This Much Is True, série em que interpreta dois irmãos gêmeos.

Disponível para streaming na Netflix

Madrugada dos Mortos (remake)

Pode parecer estranho dizer isso hoje, mas o filme que lançou Zack Snyder e James Gunn como cineastas de blockbuster foi o remake do clássico Madrugada dos Mortos, de George A. Romero. Com todo o estilo e a dinâmica que se tornou assinatura dos dois diretores (vale pontuar que, aqui, Gunn assina apenas o roteiro), o filme trouxe uma atualização do gênero de zumbis e reacendeu o interesse do grande público pelos mortos-vivos, com Snyder inclusive voltando ao gênero após sua polêmica passagem pela DC.

Em 2024, grande parte dos envolvidos está muito, mas muito bem de vida. Snyder, por exemplo, está “consertando Star Wars” com sua própria franquia galáctica, Rebel Moon, enquanto Gunn assumiu a co-presidência do DC Studios e se prepara para começar a filmar Superman: Legacy em março. Já Sarah Polley venceu o Oscar de Melhor Roteiro Adaptado por Entre Mulheres em 2023, Ving Rhames está indo para mais um Missão: Impossível e Ty Burrell estrelou a ótima Modern Family. Nada mal para um filme que poderia facilmente ser visto como um simples caça-níquel apoiado em um título querido.

Disponível para aluguel digital

Todo Mundo Quase Morto

Coincidentemente, 2004 também viu outro ótimo filme de zumbis chegar às telonas. Dirigido por Edgar Wright e estrelado pela dupla Simon Pegg (que assina o roteiro ao lado de Wright) e Nick Frost, Todo Mundo Quase Morto abriu a famosa Trilogia Cornetto com muito estilo e bom humor. Cheia de reviravoltas, mortes sangrentas e tiradas hilárias, a comédia rapidamente conquistou o público e levou os principais membros da produção a serem reconhecidos no mainstream.

Falar da carreira de Wright nesses últimos 20 anos é praticamente desnecessário. De lá para cá, o diretor comandou Em Ritmo de Fuga, Scott Pilgrim Contra o Mundo e Noite Passada no Soho, além de, é claro, Chumbo Grosso e Heróis de Ressaca, que completaram a Trilogia Cornetto. Já Pegg completou a famosa “trinca nerd” ao entrar nos elencos de Doctor Who, Star Wars e Star Trek, além de se tornar um dos rostos mais queridos da franquia Missão: Impossível. Frost, por sua vez, estrelou o ótimo Os Piratas do Rock e séries populares como Dá Licença, Saúde, Into the Badlands e Os 3 Lá Embaixo: Contos de Arcadia.

Disponível para streaming na Mubi

Menções honrosas

Os Incríveis
Disney/Pixar/Divulgação

2004 pode ter sido tudo, menos um ano ruim para o cinema. Além dos títulos citados acima, ainda tivemos o clássico cômico As Branquelas, que, apesar de não ter feito tanto barulho no exterior, se tornou parte do imaginário popular de muitos brasileiros que cresceram com a TV aberta. Outro título cult lançado no mesmo ano foi Napoleon Dynamite, hoje considerada uma das melhores comédias do começo do século.

O ano também foi bom para os filmes de herói, com o primeiro Hellboy de Guillermo Del Toro chegando às telonas, assim como Os Incríveis, animação da Disney que é, até hoje, a melhor adaptação do Quarteto Fantástico já produzida para o cinema. Do outro lado do espectro de qualidade, também vimos a chegada de Mulher-Gato, um dos longas mais detestados do gênero, mas que até hoje tem alguns defensores.

Outros títulos do ano foram A Lenda do Tesouro Perdido, Diários de Motocicleta, Scooby-Doo 2: Monstros à Solta (escrito por James Gunn, aliás), O Âncora e, é claro, o "histórico" Alien vs Predador.

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.