Ray Fisher em Liga da Justiça/Warner

Créditos da imagem: Warner Bros./Divulgação

Filmes

Notícia

Liga da Justiça | Produtor nega ter permitido comportamento de Joss Whedon

Jon Berg afirmou que ele e Geoff Johns nunca permitiram que cineasta se comportasse de maneira inapropriada no set

Nicolaos Garófalo
01.07.2020
19h32

Após Ray Fisher acusar Joss Whedon de comportamentos inapropriados e abusivos nos bastidores de Liga da Justiça e afirmar que os produtores-executivos Geoff Johns, então presidente da DC Entertainment, e Jon Berg de permitirem as práticas inadequadas do diretor, o próprio Berg respondeu as acusações do ator. Em contato rápido com a Variety, o produtor disse que as palavras do ator são “mentiras categóricas”.

Eu lembro que ele ficou bravo porque queríamos que ele dissesse ‘booyah’, um bordão conhecido do Cyborg nas animações”, contou Berg, que não entrou em mais detalhes sobre sua relação com Fisher.

O intérprete de Victor Stone não foi o único a criticar a postura do substituto de Zack Snyder no set de Liga da Justiça. Na tarde desta quarta-feira (1º), uma polêmica de 2017 voltou à tona sobre a cena em que o Flash (Ezra Miller) cai sobre a Mulher-Maravilha, tomada que Gal Gadot teria se recusado a filmar. Whedon, então, teria ameaçado uma dublê a gravar o momento desconfortável, rumor corroborado pelo fotógrafo Jason Laboysaiba mais.

Vale lembrar que, por causa do suicídio de sua filha, Zack Snyder abandonou Liga da Justiça em 2016. Joss Whedon assumiu as filmagens depois da saída, mas a reação negativa em torno do filme estimulou os rumores em torno da versão original do longa, já que muito material planejado pelo cineasta não entrou na versão final, além do tom ser inconsistente. O filme foi lançado em novembro de 2017 e arrecadou cerca de US$ 657 milhões no mundo, enquanto esteve em cartaz.

Desde então surgiu a campanha Release The Snyder Cut, que pedia pela mitológica versão do diretor. Não só o público mais fiel apoiou, mas também os atores, como Gal Gadot (Mulher-Maravilha) e Jason Momoa (Aquaman). Após muito tempo, a Warner confirmou o lançamento do SnyderCut para 2021 no HBO Max, streaming do grupo Time Warner.