Filmes

Notícia

Entenda a polêmica sobre cena do Flash e da Mulher-Maravilha em Liga da Justiça

Após Ray Fisher acusar Joss Whedon de comportamento abusivo, novos rumores sobre o diretor surgiram nas redes sociais

Camila Sousa
01.07.2020
18h03

O ator Ray Fisher, que faz o Ciborgue no DCEU, surpreendeu os fãs hoje (01) ao afirmar em suas redes sociais que o diretor Joss Whedon teve uma postura abusiva no set de Liga da Justiça, algo, segundo ele, permitido pelo então CEO da DC, Geoff Johns, e pelo produtor Jon Berg. Após a afirmação, no entanto, novos rumores sobre o comportamento do diretor surgiram nas redes sociais.

Em seu Twitter, a youtuber Grace Randolph, afirmou que foi a primeira a divulgar que Gal Gadot se recusou a fazer a cena em que o Flash cai em cima da Mulher-Maravilha (confira acima) e fica sem jeito porque encostou no seio dela. Segundo Randolph, a cena foi feita com uma dublê, motivo pelo qual o rosto da atriz não é visto exatamente no momento da queda. Gadot aparece apenas depois deitada e olhando para cima. 

No mesmo post de Randolph, o fotógrafo Jason Laboy, que já fotografou eventos de cultura pop nos EUA, afirmou ainda que, para conseguir a cena, Joss Whedon trancou a dublê em uma sala e ameaçou sua carreira caso ela não fizesse a cena. 

Além disso, um post de 2017 na rede social Amino, conta a mesma história revelada agora, afirmando que Gadot não estava no set quando a cena foi feita com a dublê. Curiosamente, há uma cena parecida em Vingadores: Era de Ultron, dirigido por Joss Whedon. No trecho, logo no começo do longa, Ultron ataca e Bruce Banner cai em cima dos seios da Viúva Negra e pede desculpas:

Vale lembrar, no entanto, que por enquanto tudo não passa de um grande rumor. Ainda que tenha acertado em alguns casos, Grace Randolph não é uma fonte 100% confiável de notícias, da mesma forma que o fotógrafo e da usuária que postou o texto na rede social em 2017.

Até o momento, Gal Gadot não comentou sobre o caso e, por enquanto, a única coisa certa é o texto postado por Ray Fisher em seu Twitter.

Vale lembrar que, por causa do suicídio de sua filha, Zack Snyder abandonou Liga da Justiça em 2016. Joss Whedon assumiu as filmagens depois da saída, mas a reação negativa em torno do filme estimulou os rumores em torno da versão original do longa, já que muito material planejado pelo cineasta não entrou na versão final, além do tom ser inconsistente. O filme foi lançado em novembro de 2017 e arrecadou cerca de US$ 657 milhões no mundo, enquanto esteve em cartaz.

Desde então surgiu a campanha Release The Snyder Cut, que pedia pela mitológica versão do diretor. Não só o público mais fiel apoiou, mas também os atores, como Gal Gadot (Mulher-Maravilha) e Jason Momoa (Aquaman). Após muito tempo, a Warner confirmou o lançamento do SnyderCut para 2021 no HBO Max, streaming do grupo Time Warner.