Foto de Star Wars: A Ascensão Skywalker

Créditos da imagem: Star Wars: A Ascensão Skywalker/Lucasfilm/EW/Divulgação

Filmes

Notícia

Star Wars: A Ascensão Skywalker é situado mais de um ano após Os Últimos Jedi

J.J. Abrams afirma que longa é mais ambicioso, porém mais tranquilo de finalizar do que O Despertar da Força

Camila Sousa
19.11.2019
11h38
Atualizada em
19.11.2019
11h49
Atualizada em 19.11.2019 às 11h49

A Entertainment Weekly revelou vários detalhes interessantes sobre Star Wars: A Ascensão Skywalker. Segundo a revista, a trama do longa é situada pouco mais de 1 ano após os eventos de Os Últimos Jedi (2017). A Primeira Ordem dizimou a Resistência e Finn (John Boyega) e Poe (Oscar Isaac) são enviados por Leia (Carrie Fisher) para encontrar aliados pela Galáxia. Enquanto isso, Rey (Daisy Ridley) treina usando a Força e essa trama unirá o trio pela primeira vez na trilogia.

Segundo o diretor J.J. Abrams, A Ascensão Skywalker é mais ambicioso do que O Despertar da Força, porém mais fácil de finalizar, já que na produção de 2015 tudo era muito novo. “Tivemos mais refilmagens em O Despertar da Força do que neste. Tivemos mais ajustes de história também. Não sabíamos se os personagens funcionariam, se os atores seriam capazes de carregar um filme de Star Wars. Não sabíamos de muita coisa. Nesse filme, sabemos o que e quem funcionou, e todos estão fazendo seus melhores trabalhos. Mas a ambição deste filme é maior do que O Despertar da Força. O que estabelecemos para fazer é muito mais desafiador. Tudo é exponencialmente maior aqui”.

Segundo John Boyega, Abrams quis trazer mais naturalidade para os diálogos, permitindo que os atores improvisassem no set. “J.J. voltou com uma nova energia. Ele queria que os diálogos fossem bagunçados e naturais e isso nos deixou bem empolgados”.

Mark Hamill foi confirmado no elenco do filme, apesar dos acontecimentos com Luke Skywalker em Os Últimos Jedi. Em um post nas redes sociais, o ator indicou que o personagem pode voltar como um Fantasma da Força. Carrie Fisher também estará na produção com cenas feitas originalmente para O Despertar da Força. A atriz morreu em dezembro de 2016. Outra novidade dos filmes clássicos é o retorno de Billy Dee Williams como Lando Calrissian.

Ainda não há detalhes sobre a história, descrita apenas como "os sobreviventes da Resistência encaram a Primeira Ordem mais uma vez no capítulo final da saga Skywalker". O filme estreia no Brasil em 19 de dezembro. Os ingressos já estão disponíveis para pré-venda nos sites das redes de cinema.