San Diego Comic-Con 2020

Notícia

William Shatner tira dúvidas sobre planos da Nasa para ir à Lua em 2024

Em papo com astronautas, eterno capitão Kirk tirou dúvidas sobre projeto Artemis

Salvador Nogueira
25.07.2020
16h51
Atualizada em
25.07.2020
17h14
Atualizada em 25.07.2020 às 17h14

O que pode ser mais nerd e divertido que um painel da San Diego Comic-Con promovido pela Nasa para contar o que a agência espacial americana está fazendo para voltar à Lua e então enviar astronautas a Marte? Fácil: o mesmo painel, mas com apresentação de William Shatner, o intérprete original do capitão James T. Kirk em Star Trek!

Atualmente, entre outras 800 coisas, o ator apresenta a série The UnXplained, exibida pelo History Channel, e a energia de Bill, aos 89 anos, é de corar muito moleque por aí! Ao introduzir o painel da Nasa, ele trouxe duas grandes qualidades: muita curiosidade e zero constrangimento de fazer perguntas simples aos participantes.

O resultado foi uma apresentação muito divertida de meia hora, com as participações dos astronautas Kjell Lindgren e Nicole Mann, além da engenheira de trajes espaciais Lindsay Aitchison e a especialista em propulsão LaNetra Tate.

Shatner perguntou sobre o foguete em desenvolvimento para o programa Artemis, que tem por objetivo colocar humanos na superfície da Lua em 2024. "Botas no solo em 2024, este é o objetivo, colocando o próximo homem e a primeira mulher na Lua", disse Mann, ecoando o mantra que circula pela Nasa desde a reorientação de seu programa tripulado para realizar um pouso lunar, há 2 anos.

Dica de especialista: Como começar a assistir a Star Trek?

Nova animação: Nickelodeon anuncia Star Trek Prodigy para 2021

Luke ou Picard: Quem tem mais inteligência emocional?

Cosmos: Neil deGrasse-Tyson e viúva de Sagan revelam bastidores

O painel explorou um pouco as diferenças entre o modo como humanos pousaram na Lua pela primeira vez, nos anos 1960, e esta nova tentativa, que envolverá a construção de um posto avançado em órbita lunar, chamado de Gateway. Essa pequena estação espacial, a ser construída ao redor da Lua, poderá manter humanos por lá durante 30 dias e trouxe o momento mais engraçado do painel, quando LaNetra Tate contou de seu trabalho com um sistema de propulsão iônica para o Gateway.

"Você se lembra em Star Wars, os TIE fighters?", ela perguntou a Bill, que, estupefacto, apenas exclamou "Star Wars!!" e colocou as mãos sobre o rosto, descrente. Mas Tate se safou em seguida. "Está bem, Star Trek, você se lembra do episódio que você fez sobre o cérebro de Spock? Então, tem propulsão iônica lá."

(Quebremos esta para o Bill: de fato, propulsão iônica figura no episódio Spock's Brain, que ele estrelou em 1968, muito antes que George Lucas sonhasse em produzir o primeiro filme de Star Wars, lançado em 1977.)

Dá pra jogar golfe na Lua?

Mantendo o painel sempre com os pés no chão, Bill perguntou a Aitchison sobre como serão os novos trajes de exploração lunar, se seria possível jogar golfe com eles – numa referência esperta a Alan Shepard, astronauta que contrabandeou para a Lua uma bola de golfe e deu uma tacada improvisada durante a missão Apollo 14, em 1971. A especialista no traje destacou que os novos modelos serão ainda melhores para jogar golfe, porque darão mais mobilidade e permitirão o movimento da cintura exigido para grandes tacadas, algo que os trajes da Apollo, com menos articulações, não viabilizavam.

O ator também ficou chocado ao saber que Lindgren já treina há dez anos como astronauta, além de ser médico especializado. Quis saber o que leva tanto tempo no treinamento dos astronautas e perguntou sobre os riscos do voo espacial, uma vez que ele mesmo está considerando participar de um voo suborbital comercial nos próximos anos.

O painel terminou explorando as ambições de ir a Marte, e o ator mais uma vez mostrou que estava afiado e atento à conversa. Ao perguntar a cada um deles por que ir a Marte, Tate lançou um "Por que não ir?" No que Bill não perdoou a expressão retórica e entrou com a seguinte: "Porque é extremamente perigoso e usa instalações que poderiam ser direcionadas para tirar o metano e o dióxido de carbono da nossa atmosfera, para salvar este planeta?"

Ouch. Mas o final foi para cima, destacando o poder de inspiração dos programas espaciais e de uma futura jornada a Marte, de onde naturalmente brotarão muitas das tecnologias que acabarão por nos ajudar a resolver problemas aqui na Terra.


Confira o painel na íntegra no alto desta página.

A San Diego Comic-Con @Home acontece entre os dias 22 e 26 de julho, com painéis e anúncios disponibilizados para o público pela internet.

(o)

Salvador Nogueira é jornalista de ciência e editor da Coleção Trek Brasilis, série de livros-reportagem que abordam os mais variados aspectos da saga de Star Trek.