Foto de Mulher-Maravilha 1984

Créditos da imagem: Mulher-Maravilha 1984/Warner/Divulgação

Filmes

Notícia

Warner debate sobre lançamento de Mulher-Maravilha 1984

Empresa não quer estreia digital, mas há preocupação sobre o calendário de Hollywood

Camila Sousa
20.03.2020
16h09
Atualizada em
24.03.2020
10h04
Atualizada em 24.03.2020 às 10h04

Com o calendário de estreias parado em Hollywood, estúdios já começam a se preocupar com o lançamento de blockbusters futuros, como é o caso de Mulher-Maravilha 1984. Segundo o The Wrap, a Warner já tem discussões internas sobre como o coronavírus pode interferir na estreia, atualmente marcada para o dia 4 de junho.

O site afirma que o estúdio teve conversas iniciais sobre lançar o longa diretamente no streaming, sem nenhuma passagem pelos cinemas. A preocupação da empresa é que, mesmo com a reabertura dos cinemas, o calendário fique cheio com produções que foram adiadas. Dessa forma, o longa poderia ficar sem uma boa data de lançamento.

Segundo o The Wrap, a preferência continua sendo pelo lançamento nos cinemas, mas o streaming é cogitado como uma alternativa caso o quadro da pandemia mundial fique ainda mais grave. Uma fonte disse ao site que a diretora Patty Jenkins e o produtor Charles Roven veem o lançamento em agosto como uma alternativa, por exemplo, mas atualmente é difícil projetar como estará o calendário nesta época.

Falando a site, o presidente de distribuição doméstica da Warner, Jeff Goldstein, negou qualquer discussão sobre o lançamento no streaming, especialmente pelo tamanho da produção: “Queremos lançar o filme nos cinemas, esse é o plano”.

Vale ressaltar que Mulher-Maravilha 1984 foi planejado como um dos grandes blockbusters do ano, com a expectativa de alcançar US$ 1 bilhão nas bilheterias. Já no streaming, seria difícil se aproximar deste valor.

Apesar dos rumores, é provável que a Warner espere mais um pouco para tomar uma decisão defitiniva sobre o longa. Caso a pandemia do coronavírus diminua e o mundo comece a voltar ao normal aos poucos, é provável que o estúdio mantenha o lançamento. Mas, se o perído de reclusão se estender mais, o estúdio pode ter que enfrentar uma decisão difícil em breve.

Ainda não há detalhes sobre a história do longa, mas agora a amazona vivida por Gal Gadot será mostrada vivendo na década de 80. Chris Pine retorna ao papel de Steve Trevor, Kristen Wiig será a vilã Barbara Minerva, a Mulher-Leopardo e Pedro Pascal será o também vilão Max Lord.

Mulher-Maravilha 1984 foi dos grandes destaques da CCXP 2019, com a divulgação do primeiro trailer do longa e cenas inéditas no painel da Warner. O longa chega aos cinemas brasileiros em 4 de junho.