Kumail Nanjiani e Emily V. Gordon no pôster de Staying In with Emily & Kumail

Créditos da imagem: Divulgação

Filmes

Notícia

Kumail Nanjiani e Emily Gordon criam podcast para arrecadar fundos para caridade

Casal fará doações para instituições que estão ajudando pessoas afetadas pela quarentena

Mariana Canhisares
22.03.2020
15h58
Atualizada em
24.03.2020
09h59
Atualizada em 24.03.2020 às 09h59

Kumail Nanjiani e Emily V. Gordon, indicados ao Oscar de Melhor Roteiro Original por Doentes de Amor, começaram o podcast Staying In with Emily & Kumail para arrecadar fundos para instituições de caridade que estão ajudando pessoas afetadas pela quarentena.

O casal não falará especificamente sobre a pandemia do coronavírus, mas dará dicas de filmes, séries e video games, compartilhar suas experiências pessoas na quarentena e como trabalhar em casa.

O primeiro episódio já está disponível. Ouça abaixo:

Recentemente, Nanjiani e Gordon lançaram na Apple TV+ Little America, série baseada nas histórias do site Epic Magazine, um portal que cataloga histórias reais. A produção é descrita como "um pequeno retrato coletivo dos imigrantes da América - e, portanto, um retrato da própria América".

O seriado se propõe a olhar as vidas engraçadas, românticas, sinceras, inspiradoras e inesperadas de imigrantes na América, em uma época em que suas histórias são mais relevantes do que nunca.

Efeito Coronavírus na cultura pop

O COVID-19 é uma nova mutação da família coronavírus que está se espalhando em ritmo alarmante desde dezembro de 2019. A China foi o primeiro país vítima da epidemia, com infecções e mortes confirmadas em todas as suas províncias. Desde então, a presença do vírus foi confirmada em quatro continentes - incluindo a América do Sul, com casos no Brasil, Argentina e Chile.

Filmes como 007 - Sem Tempo Para Morrer, Velozes e Furiosos 9, Um Lugar Silencioso 2, Mulan, Novos Mutantes entre outros, tiveram suas estreias adiadas por causa da pandemia. Entre 13 e 15 de março, os Estados Unidos registraram sua pior arrecadação em 20 anos nas bilheterias.