Quem é o Morbius, vilão do Homem-Aranha que ganhará filme solo

Créditos da imagem: Divulgação/Sony;Divulgação/Marvel Comics

HQ/Livros

Notícia

Quem é o Morbius, vilão do Homem-Aranha que ganhará filme solo

Personagem é interpretado por Jared Leto em filme solo com estreia marcada para julho

Gabriel Avila
14.01.2020
18h45

Morbius é o próximo vilão do Homem-Aranha a ganhar um filme solo. A nova produção da Sony focada no universo do herói vai apresentar Jared Leto como Michael Morbius, um genial cientista que após uma trágica jornada se tornou uma espécie de vampiro. Apesar de ter feito sua estreia nos quadrinhos em 1971, o antagonista não é tão conhecido quanto outros adversários do Cabeça de Teia, que até mesmo já ganharam suas próprias versões no cinema. Conheça abaixo a trajetória do Vampiro Vivo.

Divulgação/Marvel Comics

Criado por Roy Thomas e Gil Kane na edição 101 da revista Amazing Spider-Man, Michael Morbius é mais um dos antagonistas do Teioso com passado ligado a experimentos científicos mal-sucedidos. Nascido com uma doença sanguínea rara, o garoto grego dedicou sua vida a estudar biologia em busca de uma cura para sua condição ao lado de Emil Nikos, seu melhor amigo. Em sua jornada, ele ganhou o prêmio Nobel antes de encontrar possibilidade de cura no sangue de um morcego vampírico. A dupla desenvolveu um soro experimental e eletrochoques, que seriam utilizados em um barco, já que em alto mar eles não seriam impedidos pelas autoridades.

Após o experimento, ele é transformado em uma criatura pseudo vampírica que ganhou fator de cura, presas afiadas e habilidades superhumanas como força, reflexos, agilidade. Porém, essa transformação trouxe custos, já que Morbius passou a sentir uma enorme sede de sangue, fazendo com que ele matasse Nikos. Temendo pela vida de Martine Bancroft, sua noiva que também estava no barco, e por não entender o que estava acontecendo consigo mesmo, ele foge do barco decidido a afundar no mar.

Porém, ele repentinamente recupera a vontade de viver e começa a nadar até ser resgatado por um outro navio que tem destino a Nova York. Após se alimentar de toda a tripulação, ele chega a uma casa no pântano. O que ele não sabia, é que aquele local era um dos laboratórios do doutor Curt Connors, que estava sendo utilizada pelo Homem-Aranha. Na época, o herói aracnídeo havia tentado remover seus poderes com um soro que acabou deixando-o com seis braços. Confuso e faminto, Morbius ataca o Cabeça de Teia e é assim que começa a grande rivalidade entre eles.

Estabelecido como vilão, Morbius enfrentou uma série de heróis do universo Marvel, como Tocha-Humana e os X-Men, além de vários outros embates com o Homem-Aranha. Porém, em 1973, ele passou a estrelar Vampire Tales, uma HQ publicada pela Curtis Magazines, editora parceira da Casa das Ideias, que tinha como foco histórias de vampiros. No título, ele assumiu uma postura mais anti-heróica do que vilanesca já em sua primeira história, quando resgata a inocente Amanda Saint das garras da seita Demon-Fire, que buscava uma jovem virgem para realizar um sacrifício. A partir desse ponto, ele estrelou outras antologias focadas em vampiros até cair no esquecimento.

O personagem lentamente voltou aos holofotes durante a década de 1990, quando os quadrinhos de super-heróis mergulharam em uma fase sombria. Após fazer curtas participações nas revistas do Homem-Aranha e de outros heróis da editora, o personagem ganhou nova vida com a criação dos Filhos da Meia-Noite, equipe formada por personagens do elenco sobrenatural da editora. Com a apresentação do time formado por heróis como Blade e Motoqueiro Fantasma, Morbius ganhou sua própria HQ em que buscou pela cura de seu vampirismo, com sua postura transitando entre vilão e anti-herói. Nessa época, o personagem também apareceu em vários episódios do clássico desenho animado do Homem-Aranha.

Desde então o Vampiro Vivo ganhou curtas minisséries próprias e quase apareceu no final do primeiro filme de Blade, O Caça Vampiros (1998). O primeiro trailer, lançado na última semana, indicou que a trajetória do personagem vai sofrer pequenas alterações para que sua transformação seja menos repentina do que originalmente, pavimentando um caminho que vai abordar mais das habilidades científicas do protagonista. A prévia ainda revela que ligações com os filmes de Tom Holland no MCU, mostrando o vilão Abutre vivido por Michael Keaton e sugerindo que o filme vai repercutir o final de Homem-Aranha: Longe de Casa. Resta saber se a visão do diretor Daniel Espinosa vai garantir longa vida a Morbius no cinema.