Tony Leung como Wenwu em Shang-Chi

Filmes

Notícia

Shang-Chi: Destin Cretton fala sobre recriar o Mandarim e enfrentar estereótipos

Diretor do novo filme do MCU explicou como abordou personagens sem reforçar preconceitos

Eduardo Pereira
02.09.2021
12h53

Em entrevista concedida à Variety, o diretor de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis, Destin Daniel Cretton, explicou como encarou a adaptação do Mestre do Kung Fu da Marvel Comics às telonas sem incindir em reforço de estereótipos e preconceitos. Segundo o cineasta, o principal desafio ficou por conta do antagonista Wenwu (Tony Leung), uma nova versão do Mandarim pensada para furgir da caricatura asiática que marcou o personagem desde sua origem nas páginas, como Dr. Fu Manchu.

"Muito dessa evolução aconteceu depois que Tony entrou no projeto. Quando eu conversava com ele sobre o personagem, ele não fazia ideia de quem era o Mandarim, nem se importava com isso", lembrou Cretton. "Nós não usávamos Wenwu, mas definitivamente não conversávamos sobre 'O Mandarim'. Havia elementos do Mandarim, desse personagem, que estavam sendo mantidos, mas falávamos sobre um pai que teve grande perda na vida, mergulhando em desespero e psicose", explicou.

O diretor ainda explicou que isso não significou eliminar a alcunha de Mandarim de forma completa do filme, mas sim entender a humanidade do personagem em primeiro lugar. "Nunca nos pareceu muito certo que as pessoas chegariam até ele e diriam: 'Sim, senhor Mandarim'. Então, nós sabíamos que precisávamos dar um nome a ele. Até no roteiro, ele estaria sinalizado como Mandarim, mas em todas as interações com outras pessoas ele seria chamado de Wenwu, que é o nome que demos a ele", detalhou Cretton. "Esse foi o nome ao qual Tony se segurou, e que eventualmente encontrou seu caminho para a cena em que ele explica que Mandarim é um de seus muitos apelidos, mas só seu verdadeiro amor o chamou pelo nome real".

Por fim, Cretton reafirmou que o que permite que uma história desafie preconceitos é uma caracterização real e humana dos personagens. "Eu sinto que o processo de quebra de estereótipos é realmente tentar humanizar os personagens o máximo que for possível, dando a eles todos os lados que couberem e tendo certeza que cada personagem tenha algo claramente humano com o qual estão lidando, que os torne identificáveis, quer você tenha a mesma etnia que eles ou não", afirmou. "Para mim, é aí que se quebra os estereótipos, quando você se enxerga em um personagem".

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis tem, além de Simu Liu como protagonista e Leung como principal antagonista, nomes como Awkwafina e Michelle Yeoh no elenco. A direção fica por conta de Destin Daniel Cretton, que também assina o roteiro com Andrew Lanham Dave Callaham.

Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

 

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.