Simu Liu em pose de ação no ônibus em Shang-Chi

Créditos da imagem: Shang-Chi/Marvel Studios/Reprodução

Filmes

Notícia

Shang-Chi pode ser 1º filme da Marvel a não ter distribuição aprovada na China

Quadrinhos originais do herói é uma das razões especuladas para isso

Mariana Canhisares
03.09.2021
11h53
Atualizada em
04.09.2021
14h22
Atualizada em 04.09.2021 às 14h22

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis já está em exibição em mercados do mundo todo nesta sexta-feira (3) com exceção de um: a China. Isso porque o longa ainda não ganhou uma data de estreia marcada no país. De acordo com a CNBC, se esse cenário for mantido, o novo lançamento da Marvel pode ser o primeiro filme da Casa das Ideias a não ter sua distribuição aprovada no país -- e o segundo a não ser lançado por lá.

Para entender essa história é importante lembrar que, para chegar ao mercado chinês, os filmes estrangeiros precisam passar pela censura, sob a justificativa de garantir que os produtos não violem os valores socialistas do governo ou, ainda, não tenham personalidades com posições políticas ditas incorretas pelo regime. Com isso em mente, os analistas acreditam que uma das possíveis razões para que Shang-Chi possa vir a ser vetado está no seu material-base.

Lançado nos anos 1970, um período no qual as artes marciais eram um grande sucesso nos Estados Unidos graças a Bruce Lee, os quadrinistas Steve Englehart e Jim Starlin criaram o mestre do Kung Fu. Contudo, para criar a versão Marvel deste gênero, eles partiram de um personagem estereotipado e racista da literatura inglesa, o Fu Manchu, um dos símbolos do que passou a ser chamado de "perigo amarelo".

Especula-se, ainda, que Eternos possa ter um destino parecido, mas dessa vez por causa da diretora Chloé Zhao. A vencedora do Oscar se tornou uma pessoa má vista na China depois que comentários antigos sobre o país foram resgatados na internet. Como resposta, matérias envolvendo seu nome e suas conquistas foram tirados do ar.

Ficar de fora do mercado chinês significa ter uma perda considerável em arrecadação, principalmente se levarmos em conta o histórico das produções do Marvel Studios no país. Desde o lançamento de Os Vingadores, em 2012, a China é o segundo maior mercado para o estúdio, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e o Canadá.

Mas, mesmo que Shang-Chi receba em breve a aprovação de distribuição, o simples fato de não ter lançamento simultâneo com o resto do mundo já deve repercutir negativamente, uma vez que aumentam as chances do filme ser pirateado.

Considerando que Viúva Negra acabou prejudicado na China por ser exibido durante um período em que o mercado prioriza as produções nacionais, é bastante provável que a Marvel só volte a ter grandes arrecadações no país com o lançamento de Homem-Aranha: Sem Caminho Para Casa. Os dois filmes anteriores performaram bem na China: 13% da bilheteria total de De Volta Para Casa e 18% da de Longe de Casa vieram do país.

Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis tem, além de Simu Liu como protagonista, nomes como AwkwafinaTony Leung e Michelle Yeoh no elenco. A direção fica por conta de Destin Daniel Cretton, que também assina o roteiro com Andrew Lanham Dave Callaham.

Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.