Séries e TV

Artigo

Qual é o papel de Madripoor em Falcão e o Soldado Invernal?

Ilha de bandidos pode servir na série para finalmente introduzir mutantes no MCU

A cozinha
01.04.2021
14h00
Atualizada em
01.04.2021
14h22
Atualizada em 01.04.2021 às 14h22

Como uma boa história de espionagem internacional, Falcão e o Soldado Invernal aposta na milhagem. Em apenas dois episódios, a série já passou por locais como Washington, Baltimore, Nova Orleans, entre outros. Já os estúdios em Praga servem para replicar a paisagem de diversos países como Rússia, Tunísia, Polônia, Turquia, Alemanha. Porém, há uma localidade que os fãs dos quadrinhos estão ansiosos para ver: Madripoor, a ilha do Sudeste Asiático que, nos quadrinhos da Marvel, é um refúgio para bandidos, apostadores e párias em geral.

Os indícios de que Madripoor aparecerá vieram de fotos do set no ano passado, em que a bandeira do local foi vista em uma parede. Depois disso, outros ambientes construídos nos sets da Marvel em Atlanta revelaram fachadas de locais já citados nas publicações, como Stinger’s Strip House (Stinger é o nome de uma casa segura que Nick Fury usa em Madripoor) e Brass Monkey Saloon (um painel de parede com crânios dourados de macacos já circulou bastante online e esse bar deve ser um dos cenários principais de Madripoor na série).

Com esses elementos, ficou evidente que Madripoor será introduzida no MCU, o que talvez explique um cenário que apareceu num trailer da série, muito semelhante à Baía de Hong Kong, com edifícios futuristas cobertos de neon. A coexistência de riqueza tecnológica com pobreza extrema é um dos elementos que definem Madripoor nas HQs, onde a Cidade Alta serve de refúgio para os endinheirados e a Cidade Baixa aglutina os desfavorecidos e a ralé dos foras-da-lei.

É na Cidade Baixa que fica o Bar Princesa, nome que os leitores de X-Men vão reconhecer das histórias de Wolverine. Originalmente, Madripoor foi criada pelo roteirista Chris Claremont na HQ dos Novos Mutantes em 1985, inspirada no ambiente portuário do Estreito de Málaca entre Cingapura, Malásia e Indonésia. Ficou definido que, no Universo Marvel, Madripoor é uma ilha ao sul de Cingapura, um principado que há séculos recebia piratas e, no século XX, é um porto seguro de criminosos sem acordo de extradição com outros países. Dentro da HQ de Wolverine, entre os anos 1980 e 1990, Madripoor prosperou como um local importante para os mutantes.

Com os anos, a liderança mudou de mãos, e Madripoor virou alvo de mutantes importantes como Mística e Magneto, que procuravam a ilha para montar seus quartéis-generais. Quem desses personagens pode aparecer em Falcão e Soldado Invernal? A aposta mais lógica é justamente a Víbora, que nos quadrinhos tem também o codinome de Madame Hidra. Quando apareceu no filme Wolverine - Imortal, a personagem foi retratada como mutante e, por uma questão de direitos autorais, não se mencionou sua relação com a HYDRA. Nas HQs, porém, Víbora não é mutante e seu antagonismo com o Capitão América é parte essencial da história da personagem, que depois de ficar órfã é adotada e recrutada pela HYDRA. A Madame Hidra já apareceu em game recente do Capitão e foi vilã da quarta temporada de Agents of SHIELD - só falta estrear no MCU de fato.

Com a volta de Anthony Mackie como Falcão/Sam Wilson e Sebastian Stan como Soldado Invernal/Bucky Barnes, a série de seis episódios se passa após os eventos de Vingadores: Ultimato, que terminou com Steve Rogers entregando o escudo do Capitão América para Sam.

A produção une personagens conhecidos para uma aventura global que vai testar suas habilidades - e sua paciência. Também retornam Daniel Brühl como Zemo e Emily VanCamp como Sharon Carter.

Falcão e o Soldado Invernal tem novos episódios disponibilizados toda sexta-feira no Disney+.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.