MIB: Homens de Preto - Internacional

Créditos da imagem: Sony Pictures/Divulgação

Filmes

Lista

MIB: Homens de Preto - Internacional | Conheça os personagens do novo filme

Longa pretende renovar a franquia

Natália Bridi
11.06.2019
10h00
Atualizada em
12.06.2019
14h51
Atualizada em 12.06.2019 às 14h51

Durante a visita do Omelete ao set de MIB: Homens de Preto - Internacional em agosto de 2018, ficou claro que a ideia do novo filme da franquia é expandir o universo apresentado na trilogia original sem necessariamente depender dos longas estrelados por Will Smith e Tommy Lee Jones. Assim, ao mesmo tempo em que o novo longa terá ligações com o passado, principalmente por easter eggs e pelo retorno da Agent O de Emma Thompson, o foco são os novos personagens - principalmente os de Tessa ThompsonChris Hemsworth - o alcance da marca, que deixa Nova York e apresenta uma nova sede do MIB em Londres, além de passar por Marrocos, Itália e França.

A seguir, baseados no que ouvimos na nossa passagem pelos bastidores, apresentamos alguns desses novos personagens para preparar você para esse novo Homens de Preto:

Agent M (Tessa Thompson)

Agente M - MIB: Homens de Preto - Internacional
Sony Pictures/Divulgação

Segundo a descrição da própria Tessa Thompson, a Agente M “é uma jovem que teve uma experiência com um alienígena quando era criança e isso a transformou, fez com que questionasse a natureza da sua realidade, a tornou curiosa sobre o universo e a colocou no caminho para entender quem eram aqueles homens misteriosos que surgiram com o alienígena. Ela é inquisitiva, uma cientista. Ela também é uma novata, uma estagiária, então é nova no mundo dos Homens de Preto, meio que um peixe fora d’água, mas bastante segura e acho que isso é por conta da sua curiosidade. Ela é esperta, engenhosa e engraçada. (...) Ela ama esse mundo [dos Homens de Preto] e acha que foi feita para isso. Então mesmo que seja uma novata, ela se tornou tão isolada do resto do mundo na sua busca pelos Homens de Preto que ali é o único lugar em que sente pertencer e onde pode ser ela mesma”.

O nome da personagem também pode ser visto como uma referência a participação de Michael Jackson em Homens de Preto 2, quando o cantor apareceu como o Agente M. De acordo com Thompson, porém, essa ligação não é oficial.

Agente H (Chris Hemsworth)

Agente H - MIB: Homens de Preto - Internacional
Sony Pictures/Divulgação

Segundo a descrição do próprio Chris Hemsworth, o Agente H “é do braço de Londres da MIB e é bem entusiasmado, um cara bem confiante. Quando o conhecemos no início do filme, ele gosta de fazer as coisas do próprio jeito e se divertir e não leva tudo tão a sério, o que pode incomodar certas pessoas. Ele joga fora o livro de regras do trabalho e é meio moleque. Estou canalizando James Bond na interpretação...Brincadeira. Não, talvez só o terno esteja fazendo isso”.

Pawny (Kumail Nanjiani)

Pawny - MIB: Homens de Preto - Internacional
Sony Pictures/Divulgação

Meu [alienígena] favorito é Pawny”, conta Tessa Thompson, “ele é interpretado por Kumail Nanjiani e é provavelmente por isso que ele é tão incrível. E tivemos muita sorte, porque ele veio até o set e atuou em algumas cenas com a gente, mesmo não precisando - geralmente [com personagens em computação gráfica] você só tem alguém lendo as falas porque dá para dar um jeito. Mas ele foi generoso de vir e adicionou muito na improvisação, ele é um comediante brilhante e uma mente brilhante e seu personagenzinho é tão fofo e posso realmente interagir com ele, porque ele é um alienígena e é pequeno, sobe em nós e assim temos interações bem divertidas. Diria que tenho mais química sexual com ele do que tenho com Chris Hemsworth”, brincou a atriz.  

Pawny deve aparecer no arco do Marrocos do filme e, segundo o produtor-executivo E. Bennett Walsh, o pequeno alienígena vive em uma espécie de tabuleiro de xadrez e sua família sofreu nas mãos dos antagonistas da trama.

Agente O (Emma Thompson)

Agente O -  MIB: Homens de Preto - Internacional
Sony Pictures/Divulgação

Chefe do MIB desde de Homens de Preto 3, a Agente O, interpretada por Emma Thompson, é a única personagem da franquia original a retornar para o novo filme. Ela será a ponte entre a Agente M (Tessa Thompson) e o universo dos Homens de Preto, sendo responsável por aceitá-la como estagiária e enviá-la para Londres.

Riza (Rebecca Ferguson)

Riza - MIB: Homens de Preto - Internacional
Sony Pictures/Divulgação

Riza, a alienígena vivida por Rebecca Ferguson, é uma ex-namorada do Agente H (Chris Hemsworth) e deve aparecer na passagem dos Homens de Preto pela Itália. Como os trailers já mostraram, ela terá uma cena de luta intensa com a Agent M: “Wade Eastwood, nosso coordenador de lutas e dublês, trabalhou no último Missão: Impossível e eu lutei com Rebecca Ferguson, que participou dos últimos dois filmes dessa franquia, e foi mortal. Literalmente. Às vezes eu pensava ‘ok, estamos atuando’, mas ela é tão forte. Nos divertimos muito”, explica Tessa Thompson.

Alto T (Liam Neeson)

High T - MIB: Homens de Preto - Internacional
Sony Pictures/Divulgação

O personagem de Liam Neeson é o chefe do MIB em Londres. Além de aparecer em missão ao lado do Agente H (Chris Hemsworth) e de receber a Agent M (Tessa Thompson), ele aparece nos trailers explicando a trama principal do filme, que envolve uma ameaça alienígena chamada Hive, capaz de assumir qualquer forma, incluindo dos agentes do MIB.

Hive

Hive - Les Twins - MIB: Homens de Preto - Internacional
Sony Pictures/Divulgação

A grande ameaça de MIB: Homens de Preto - Internacional é uma entidade alienígena conhecida como Hive, capaz de assumir qualquer forma. Como o Alto T (Liam Neeson) deixa claro nos trailers, isso significa que o MIB está comprometido e não é possível confiar em ninguém.

O design do antagonista remete ao primeiro grande vilão de MIB, em que insetos tomavam conta do corpo do personagem vivido por Vincent D'Onofrio. No novo longa, uma das manifestações da Hive será vivida pela dupla de dançarinos Les Twins. “O que o diretor [F. Gary Gray] queria era uma manifestação alienígena por movimento. (...) Poderíamos ter ido facilmente em busca de uma solução em computação gráfica, mas ao invés disso buscamos o movimento desses dois gêmeos, o que é brilhante. Eles não estão dançando, eles são aliens em um corpo humano pela primeira vez e estão entendendo como se adaptar”, explica o produtor-executivo E. Bennett Walsh.