Yael Stone, de Orange Is The New Black, acusa Geoffrey Rush de assédio

Créditos da imagem: Netflix/divulgação

Filmes

Notícia

Yael Stone, de Orange Is The New Black, acusa Geoffrey Rush de assédio

Ator publicou resposta aos relatos

Julia Sabbaga
17.12.2018
09h58

A atriz Yael Stone, conhecida principalmente por seu papel em Orange Is The New Black, acusou o ator Geoffrey Rush de assédio em uma matéria no The New York Times [via THR]. Stone detalhou diversas ocasiões de comportamento inapropriado do ator, que ocorreram enquanto estavam em cartaz com a peça The Diary of a Madman, em Sydney, em 2010. 

Segundo a atriz, Rush fez avanços sexuais repetidas vezes e de modos diferentes, chegando a espiar a atriz enquanto tomava banho no camarim. Outros relatos incluem mensagens de texto inapropriadas e pedidos de auxílio para retirar o figurino. 

O ator respondeu às acusações ao jornal, dizendo que os relatos "estão incorretos e retirados completamente de contexto". Ele ainda diz: "Yael ficou claramente incomodada com meu entusiasmo com o meu trabalho. Eu me arrependo sinceramente e profundamente se causei incômodo. Certamente não foi minha intenção".  

Esta não é a primeira vez que Rush é acusado de comportamento inapropriado. Em 2017, alegações foram feitas por parte da companhia de teatro de Sydney - leia mais.

Rush interpretou o Capitão Barbossa na franquia Piratas do Caribe e venceu o Oscar em 1996 por Shine - Brilhante.

Assédio em Hollywood

2017 foi marcado por diversas denúncias, que começaram com acusações contra o produtor Harvey Weinstein. Depois disso, vários outros casos vieram à tona, incluindo o de Kevin Spacey, que foi demitido de House of Cards depois disso.

No primeiro dia de 2018, 300 mulheres que trabalham em Hollywood, incluindo atrizes, diretoras, roteiristas e produtoras, formaram o Time’s Up, uma iniciativa para lutar contra o assédio sexual na indústria do audiovisual e também em áreas de trabalho manual, como mecânica, construção, etc.