O Máskara/O Rei Leão/Pulp Fiction

Créditos da imagem: Warner Bros./Disney/Weinstein Company/Divulgação

Filmes

Lista

Filmes que completam 30 anos em 2024

Assim como eu, vários longas viram trintões este ano

Omelete
1 min de leitura
29.01.2024, às 16H34
ATUALIZADA EM 01.02.2024, ÀS 19H14
ATUALIZADA EM 01.02.2024, ÀS 19H14

1994 foi um baita ano, né? O Green Day lançou Dookie, o Beastie Boys abalava o mundo com Ill Communication, Mortal Kombat II e Sonic 3 foram lançados no videogame e eu nasci. No cinema, o ano não foi diferente.

Dando sequência às nossas listas que fazem você pensar “puts, tô velho”, separamos alguns dos maiores filmes lançados em 1994 — confira abaixo (e sinta os cabelos brancos nascerem):

O Rei Leão

Polêmicas sobre plágio de Kimba, o Leão Branco à parte, O Rei Leão foi o principal fenômeno da Disney em 1994. A versão zoomórfica de Hamlet uniu uma animação primorosa e uma dublagem sensacional — tão boa, senão melhor, em português quanto no original — para criar um dos melhores longas da história do estúdio. Em sua primeira exibição nos cinemas, o longa arrecadou imensos US$763,44 milhões nas bilheterias mundiais.

E a sensação que é O Rei Leão não diminuiu nesses 30 anos. Além de sequências lançadas diretamente em VHS (saudade das fitas verdes), o longa também foi adaptado para uma peça de imenso sucesso na Broadway que teve inúmeras montagens ao redor do mundo. Não bastasse, a Disney ainda refez o clássico com uma animação fotorrealista e, mesmo sem a mesma qualidade do desenho original, a nova versão fez US$1,6 bilhão nas bilheterias. O longa de 2019 inclusive ganhará um prelúdio dirigido por Barry Jenkins em 20 de dezembro, Mufasa.

Um Sonho de Liberdade

Considerado por muitos um dos melhores filmes de todos os tempos, Um Sonho de Liberdade foi outra obra prima a estrear em 1994. Baseado em uma história de Stephen King e levado ao cinema por Frank Darabont, o longa foi indicado a sete categorias no Oscar, incluindo Melhor Filme e Melhor Ator para Morgan Freeman, mas acabou não levando nenhum — com muita gente considerando a derrota para Forrest Gump no maior prêmio da noite um erro até hoje.

Apesar da derrota, Um Sonho de Liberdade nunca perdeu o prestígio entre os fãs de cinema. Com o tempo, mais e mais pessoas vêm redescobrindo o longa, que segue liderando rankings e listas de melhores produções de Hollywood de todos os tempos.

Pulp Fiction

Segundo filme de Quentin Tarantino, Pulp Fiction foi o filme que fez o mundo todo, e não apenas os cinéfilos, reconhecer o diretor como um dos maiores de sua geração.Com algumas das melhores atuações da carreira de grande parte de seu elenco, que teve nomes como Uma Thurman, Samuel L. Jackson, John Travolta e Bruce Willis, o longa ou lançou ou devolveu aos holofotes praticamente todos os envolvidos e se tornou uma verdadeira instituição nascida em 1994. Tarantino ainda levantou o Oscar de Melhor Roteiro Original.

Depois de sucessos como Kill Bill e Bastardos Inglórios, Tarantino atualmente se prepara para dirigir seu décimo, e possivelmente último, filme, The Film Critic. O cineasta ainda ampliou suas vitórias no Oscar, levando novamente a estatueta de Melhor Roteiro Original por Django Livre.

Forrest Gump

O filme que ninguém consegue parar de citar ou parafrasear, Forrest Gump foi mais um trabalho primoroso de Tom Hanks na frente das câmeras. O ator já vinha numa ótima crescente de lançamentos como Sintonia de Amor e Uma Equipe Muito Especial e se consagrou o novo queridinho das telonas com sua performance como o contador de histórias. Além de render o primeiro Oscar de Melhor Ator do astro, o filme ainda levou os prêmios de Melhor Filme, Melhor Direção para Robert Zemeckis e Melhor Roteiro Adaptado para Eric Roth.

Embora a vitória de Forrest Gump seja contestada até hoje — afinal, competia com Pulp Fiction e Um Sonho de Liberdade —, o filme ainda é lembrado com muito carinho pelos fãs de cinema. O longa é tão presente na vida da cultura pop que já foi alvo de diversas paródias e homenagens em outras obras.

True Lies

James Cameron é o tipo de cara que sabe exatamente o que fazer para agradar seu público independentemente do gênero e isso fica extremamente claro em True Lies, adaptação norteamericana do francês La Totale!. Com um roteiro cheio de suspense e comédia, o filme é um dos pontos altos mais memoráveis das carreiras de Arnold Schwarzenegger e Jamie Lee Curtis e se tornou, à época, o filme mais caro da história, tendo sido a primeira produção a passar dos US$100 milhões em orçamento.

Assim como Forrest Gump, True Lies também deixou sua marca na cultura pop, sendo parodiado e homenageado de todas as formas até hoje. E, 30 anos depois, Cameron segue comandando produções caríssimas, mas que compensam com suas bilheterias bilionárias.

O Máskara

Inspirado nos quadrinhos da Dark Horse, O Máskara foi um dos três grandes sucessos estrelados por Jim Carrey em 1994. No filme, o ator vive Stanley Ipkiss, um cara pacato que se torna uma pessoa completamente diferente após encontrar uma misteriosa máscara de madeira. Clássico da Sessão da Tarde, o longa eternizou alguns dos melhores bordões de Carrey, como “que demais” — “smokin’”, no original.

O Máskara pouco apareceu no mainstream nos últimos 30 anos, a exceção sendo a péssima sequência O Filho do Máskara. E, se Carrey não está envolvido, talvez seja melhor assim, não é mesmo?

Entrevista com o Vampiro

Inspirado no livro homônimo de Anne Rice, Entrevista com o Vampiro marcou uma geração em sua mistura de horror gótico e romance com subtexto queer. Com ótimas atuações de Tom Cruise, Brad Pitt e Kirsten Dunst, o longa nunca deixou o imaginário popular e teve clara influência em blockbusters como a Saga Crepúsculo.

Não bastasse seu papel no movimento de vampiros sexy que tomou a cultura pop no começo do século, Entrevista com o Vampiro completou o próprio ciclo de influência e ganhou uma nova adaptação, desta vez feita para a TV. Com a temática queer muito mais presente que no longa, a série ainda inaugura o chamado Immortal Universe, que consiste em produções interligadas inspiradas na obra de Rice.

Léon, O Profissional

Escrito e dirigido por Luc Besson, León, O Profissional é o exemplo perfeito do gênero “pai-adotivo-relutante-ensina-criança-a-atirar” repopularizado nos últimos anos por The Last of Us e The Mandalorian. Com Jean Reno no papel-título e Gary Oldman vivendo um vilão maravilhoso, o filme ainda marca a estreia de Natalie Portman nos cinemas.

Ainda que citações diretas a León, O Profissional sejam muito mais raras na cultura pop que os títulos anteriores, o longa levou um tropo narrativo antigo para o grande público, que segue consumindo histórias similares em diferentes mídias.

Júnior

Ok, jogando limpo: Júnior só está nesta lista porque acho que é um dos que eu tenho a memória mais viva de assistir na TV aberta. Afinal, como não se chocar com o Pinguim engravidando o Exterminador do Futuro entre uma piada ou outra, todas adultas demais para você entender?

Realmente, o impacto do filme na cultura pop não é gigante, mas tenho certeza que outras pessoas compartilharão meu sentimento de infância.

Debi e Lóide

Segundo sucesso de Jim Carrey em 1994, Debi e Lóide foi uma comédia que soube dosar humor nojento, piadas do estilo tiozão e os personagens mais caricatos o possível e criar momentos de risadas honestas por graça e desconforto. Assim como O Máskara, o filme ganhou uma série infantil animada.

O filme ainda recebeu um prelúdio e uma sequência nos anos seguintes, com Debi e Lóide 2 inclusive contando com os retornos de Carrey e Jeff Daniels, mas nenhuma das produções teve a mesma recepção do longa original.

Menções honrosas

Ace Ventura - Um Detetive Diferente
Warner Bros./Divulgação

1994 teve uma verdadeira abundância de clássicos. Além dos itens citados na lista, o ano também viu o lançamento de Assassinos por Natureza e Quatro Casamentos e um Funeral. Além deles, As Loucuras do Rei George também chamou a atenção da crítica e do público, com Nigel Hawthorne e Helen Mirren inclusive sendo indicados ao Oscar por suas atuações.

O ano também teve a chegada de Ace Ventura: Um Detetive Diferente, outro clássico caras-e-bocas de Jim Carrey, que fechou o ano com três gigantescos sucessos nas bilheterias.

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.