Ryan Gosling como Ken em cena de Barbie

Créditos da imagem: Divulgação

Filmes

Entrevista

Barbie | Margot Robbie explica por que Ryan Gosling é o Ken ideal

"Precisávamos de um cara muito seguro de sua masculinidade", contou a atriz e produtora

Omelete
3 min de leitura
20.07.2023, às 08H00
ATUALIZADA EM 20.07.2023, ÀS 09H04
ATUALIZADA EM 20.07.2023, ÀS 09H04

Desde que as primeiras reações a respeito de Barbie chegaram à internet, nas últimas semanas, um elemento é unanimidade entre críticos e fãs: a atuação de Ryan Gosling como Ken, eterno par da boneca – mas nem sempre a prioridade dela (ou de quem brinca com ela).

Não é à toa: o astro se entrega de corpo, alma e cabelos platinados ao papel, que exige de seus talentos para o drama existencial, a comédia e até a dança – tudo isso em um filme que, embora divertido e colorido, também brinca com dinâmicas de gênero e o velho sexismo.

O Ken, afinal, “é só o Ken”, enquanto a Barbie “é tudo”; uma dinâmica que, convenhamos, não é a mais comum nos filmes de Hollywood. “Nós precisávamos de um cara tão seguro de sua masculinidade que estivesse disposto a interpretar o Ken para uma Barbie, e é necessário um cara viril como Ryan para topar algo assim”, contou ao Omelete Margot Robbie, protagonista e produtora do filme, em conversa em Los Angeles*.

Ela não poupou elogios ao colega de cena. “Ele pode fazer tudo, e ele faz tudo neste filme. Não estou brincando quando eu digo que as pessoas nunca o viram assim antes; é extraordinário, e o espectro é bem amplo”, disse Robbie. “A jornada é histérica, confusa, hilária e sempre muito genuína, e ele pegou esse personagem que já era brilhante no roteiro e o levou à estratosfera”.

Não poderíamos ter feito isso sem o Ryan, e é preciso um tipo de ator muito específico para realizar o que era necessário para esse personagem”, continuou a atriz e produtora. “Mas principalmente, acho que é preciso um cara muito específico para topar o que ele topou, e ele é o nosso cara. Temos muita sorte”.

Gosling, por sua vez, retrucou que ele era o sortudo na situação e comentou que deve muitas das nuances de seu papel à direção de Greta Gerwig (Lady Bird). “Foi uma experiência nova para mim, é muito específico o trabalho da Greta”, afirmou. “Ela borra as linhas entre drama e comédia, e gosta de viver no espaço entre elas. Foi tudo muito, muito novo, mas ela é uma diretora tão brilhante que eu meio que só fazia o que ela me dizia para fazer”.

Barbie já está em cartaz nos cinemas brasileiros, e o Omelete entrevistou o elenco do filme. Confira abaixo: 

*A jornalista viajou a convite da Warner Bros. As entrevistas aconteceram no final de junho, antes da greve dos atores.

 

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.