Filmes

Notícia

Corte de Zack Snyder da Liga da Justiça é confirmado pra 2021

Diretor revelou sua versão do filme em live

Arthur Eloi
20.05.2020
15h08
Atualizada em
21.05.2020
12h05
Atualizada em 21.05.2020 às 12h05

Após anos e anos de especulações, o diretor Zack Snyder enfim confirmou que sua versão de Liga da Justiça - popularmente chamada de Snyder Cut - será lançada em 2021 no serviço de streaming HBO Max. O anúncio foi feito após uma sessão comentada de Homem de Aço (2013), que reuniu fãs e Henry Cavill em uma chamada na rede social Vero.

Durante as perguntas-e-respostas, uma fã chilena foi direta e perguntou ao cineasta se ele soltaria sua versão do longa. “A verdade é que não tenho controle disso. Já falei que existe e sou honesto com o que eu fiz, mas a decisão não é minha. Se fosse minha decisão, já tinha deixado num pen drive em algum lugar”, brincou. Todos entenderam que o cineasta havia negado um possível lançamento, e o papo seguiu em frente.

Em certo ponto, os fãs pediram para ver o rolo do filme que Snyder já mostrou antes nas redes. “Como eu disse, eu tenho aqui, mas precisamos encontrar uma forma de exibi-lo, algum dia [...] Não posso mostrar o filme agora, mas posso mostrar isso”, falou ao revelar uma arte promocional do longa com o título Zack Snyder’s Justice League, com o logo da HBO Max e a data pra 2021. Veja abaixo:

Por conta do suicídio de sua filha, Zack Snyder abandonou o projeto em 2016. Joss Whedon assumiu as filmagens depois da saída, mas a reação negativa em torno do filme estimulou os rumores em torno da versão original do longa, já que muito material planejado pelo cineasta não entrou na versão final, além do tom ser inconsistente. O filme foi lançado em novembro de 2017 e arrecadou cerca de US$ 657 milhões no mundo, enquanto esteve em cartaz.

Desde então surgiu a campanha Release The Snyder Cut, que pedia pela mitológica versão do diretor. Não só o público mais fiel apoiou, mas também os atores, como Gal Gadot (Mulher-Maravilha) e Jason Momoa (Aquaman). Recentemente a campanha foi divulgada pelos fãs em cartazes ao redor da Califórnia, financiados pelos próprios seguidores. Comovidos pelo suicídio da filha de Snyder, que o afastou do projeto da DC, o movimento ajudou a arrecadar mais de US$ 100 mil para prevenção do suicídio, com fãs se mobilizando pela causa.