Elenco de Liga da Justiça

Créditos da imagem: Warner Bros./Divulgação

Filmes

Notícia

Liga da Justiça | Zack Snyder compara sua versão ao Santo Graal

Diretor usou pintura que retrata lenda arturiana para falar do Snyder Cut

Nicolaos Garófalo
18.12.2019
20h54
Atualizada em
18.12.2019
21h05
Atualizada em 18.12.2019 às 21h05

A cada semana que passa, Zack Snyder vai animando cada vez mais fãs em busca do famoso Snyder Cut da Liga da Justiça, filme de 2017 que mostrava o principal grupo de super-heróis da DC se unindo para enfrentar o Lobo da Estepe. Desta vez, o diretor, que precisou se afastar do longa por problemas pessoais, postou um quadro do século XIX de Arthur Hacker que retrata um trecho da busca pelo Santo Graal pelos cavaleiros do Rei Artur.

Na pintura, sir Percival, um dos cavaleiros encarregados de encontrar o objeto sagrado, é visto segurando o Graal, mas é tentado a abandonar sua missão por uma mulher a mando do diabo, visto atrás do nobre. Sobre o quadro, Snyder ainda escreveu “214”, uma referência ao tempo que sua versão de Liga da Justiça teria – 214 minutos, ou 3h34. Veja a imagem abaixo:

Zack Snyder/Vero/Reprodução

Enquanto a comparação de Snyder indica que o corte original de Liga da Justiça seja o Santo Graal e os seguidores da campanha “Release The Snyder Cut” – “Liberem a versão de Snyder” – sejam representados por Percival, é possível que a moça que distrai o cavaleiro represente tanto aqueles que neguem sua existência ou seus críticos mais ácidos.

A campanha Release The Snyder Cut, que pede pela versão do diretor, foi divulgada pelos fãs em cartazes ao redor da Califórnia, financiados pelos próprios seguidores. Comovidos pelo suicídio da filha de Snyder, que o afastou do projeto da DC, o movimento ajudou a arrecadar mais de US$ 100 mil para prevenção do suicídio, com fãs se mobilizando pela causa.

Joss Whedon assumiu as filmagens de Liga da Justiça depois da saída de Snyder, mas a reação negativa em torno do filme estimulou os rumores em torno da versão original do longa. O filme foi lançado em novembro de 2017 e arrecadou cerca de US$ 657 milhões no mundo, enquanto esteve em cartaz.