Mashle | Harry Potter maromba é promessa da próxima temporada de animes

Créditos da imagem: Divulgação

Mangás e Animes

Artigo

Mashle | Harry Potter maromba é promessa da próxima temporada de animes

Quer acompanhar um mundo mágico, mas sem ficar com peso na consciência de apoiar autora preconceituosa? Mashle está aí para suprir uma demanda por magia e creatina

Omelete
7 min de leitura
29.03.2023, às 17H02

Mashle: Magic and Muscles é uma daquelas séries que parte de uma ideia muito estranha, no caso “o que aconteceria se misturássemos o Saitama de One-Punch Man com o protagonista da série de livros Harry Potter?”. Criado por Hajime Komoto para as páginas da revista Shonen Jump, as aventuras de Mash Burnedead ganharão um anime agora em abril e a produção tem muitos elementos que podem conquistar os otakus.

Um mangá lançado na hora certa

A história de Mashle vai além das comparações normalmente feitas sobre a série. Estamos em um mundo mágico no qual a humanidade utiliza poderes especiais para fazer as coisas mais simples possíveis, de batalhar a abrir uma porta. Infelizmente o nosso protagonista Mash Burnedead não tem qualquer poder mágico, então ele precisa lidar com as situações usando seus músculos e força. Infelizmente se trata de um mundo muito cruel, e quem nasce sem a marca da magia acaba sendo sacrificado, mas por sorte o bebê Mash acabou sendo criado por um pai adotivo amoroso, Regro.

Reprodução

Mash foi criado numa floresta longe da sociedade para que não fosse sentenciado à morte, mas num belo dia ele acaba indo para a cidade resolver uma emergência (comprar bolinhos) e é descoberto pelas autoridades. Um mago poderoso o segue até a casa na floresta e realiza uma luta mágica contra Mash, mas as magias capazes de derrubar um dragão fazem nem cócegas no marombeiro recluso.

Percebendo que estava prestes a tomar um pau, o mago explica que há uma maneira de Mash ser reconhecido como um cidadão comum, basta entrar na Escola de Magia e se tornar um dos melhores alunos. E é aí que vem parte do humor da série, pois o adolescente vai nos mostrar que sempre é possível contornar sua falta de habilidade mágica com uma força sobre-humana e uma varinha que pode ser moldada como equipamentos de ginástica.

Reprodução

Como deu para notar, Mashle: Magic and Muscles é uma série até bastante bobinha com uma situação cômica sendo repetida durante muitos volumes. Há sempre a criação de expectativa por parte de um mago, e logo em seguida Mash contraria todas as leis da magia usando seu peitoral bem definido ou suas coxas grossas para mostrar o quanto é forte. Na Academia de Magia o mundo da série é expandido com a introdução de outros alunos e uma divisão por casas que lembra muito a franquia Harry Potter, embora a série siga por um caminho de ser um shonen de lutinha com um personagem blasé, na linha do Saitama de One-Punch Man.

Inclusive a franquia criada por J.K. Rowling é muito referenciada (e parodiada) em Mashle: Magic and Muscles. Dentro da escola de magia há um sistema no qual os alunos precisam cumprir tarefas, e a execução delas rende moedas de bronze, prata ou ouro, necessárias para que o aluno progredir no ambiente estudantil. Além desse sistema semelhante à pontuação das casas de Hogwarts, o autor Hajime Komoto colocou outras referências mais sutis: todo nome de capítulo no mangá começa com “Mash Burnedead e…” como se fossem os títulos dos livros de Harry Potter.

Chega a ser curioso pensar que uma história simples como Mashle: Magic and Muscles tenha se mantido por tanto tempo na Shonen Jump, uma das revistas com cenário mais competitivo entre seus autores, mas a obra de Hajime Komoto teve um elemento a seu favor: a sorte. O mangá começou a ser publicado em janeiro de 2020, em uma leva de lançamentos que trouxe também Undead Unluck (outro que ganhará anime este ano). As duas histórias até têm seus pontos positivos, mas são consideradas por muitos como obras de começo bastante mediano. Sendo assim, como elas foram tão longe?

Acontece que as duas foram lançadas em um momento crítico no qual a Shonen Jump estava perdendo seus maiores destaques. Grandes sucessos da revista estavam em suas retas finais, como Haikyuu, Demon Slayer - Kimetsu no Yaiba, The Promised Neverland e por aí vai, o que levou a um vácuo editorial que a equipe precisou ocupar com outros títulos. Com os buracos ali na revista, a equipe editorial foi deixando que esses dois mangás medianos continuassem suas publicações, e esse tempo a mais permitiu que mais leitores fossem dando chance para Undead Unluck e Mashle, mantendo as duas por mais tempo na revista.

Reprodução

O anúncio de anime

Após seu lançamento no Japão (e no mundo inteiro graças ao aplicativo MangaPlus), Mashle foi bastante divulgado por conta de suas semelhanças com Harry Potter e One-Punch Man. A premissa inusitada também fez com que o mangá fosse licenciado em vários mercados pelo mundo, como França e Brasil. Isso tudo somado deve ter feito o pessoal do Japão perceber o potencial da franquia, pois na metade de 2022 rolou o anúncio de produção de um anime.

Mesmo com problemas de desenvolvimento, piadas repetidas e alguns altos e baixos na narrativa, Mashle tem características que podem agradar os otakus com a chegada do anime. Com produção do estúdio A-1 Pictures (de Lycoris Recoil), os trailers divulgados até o momento mostram que há um capricho e que entenderam qual é a linha editorial humorística da história. A direção é assinada por Tomoya Tanaka, que trabalhou com o anime Engage Kiss do ano passado, e os desafios serão manter lutas dinâmicas e trabalhar bem com o senso de humor bastante peculiar do mangá.

Outra peça fundamental para que o anime funcione será o trabalho do ator responsável pela voz de Mash, Chiaki Kobayashi. Felizmente o profissional tem um grande currículo com ótimos trabalhos, como o Louis James Moriarty de Moriarty e o Langa de Sk8 The Infinity. Já Kaito Ishikawa (o Tobio Kageyama de Haikyu) dará vida a Lance Crown, o rival direto de Mash na escola de magia.

Outra prova de que o anime está recebendo investimentos pesados é o fato de que o título foi um dos escolhidos pela Crunchyroll para ganhar uma dublagem simultânea no Brasil. Embora o elenco ainda não tenha sido revelado pela plataforma, o título deve ganhar vozes em português algumas semanas após o lançamento do primeiro episódio.

Disputando com o outro bruxo

Assim como o mangá de Mashle deu a sorte de ser lançado na Shonen Jump quando a revista havia perdido seus principais títulos, o anime da série também chega em um momento propício. É fato que a franquia Harry Potter ainda é uma referência de literatura fantástica responsável por popularizar esse cenário com castelos medievais, criaturas mágicas e adolescentes em uma escola de magia, mas recentemente a obra vem sendo justamente criticada após declarações terríveis de sua autora, J.K.Rowling.

A criadora de Harry Potter utiliza suas redes sociais para divulgar conteúdo transfóbico (isso quando não insere isso em seus novos livros), e isso fez com que muitas campanhas de boicote à franquia surgissem a cada novo lançamento (como recentemente no lançamento do game Hogwarts Legacy). Sobre o assunto recomendo dar uma lida no texto incrível que Caê Vasconcellos escreveu aqui no Omelete em 2021, só clicar aqui.

Reprodução

Em meio a essa gestão de crise em Harry Potter, muitos começaram a debater e procurar outras obras com a mesma ambientação que tivessem autores não envolvidos em declarações criminosas, e nessa hora Mashle pode se destacar. Claro que as duas séries têm pouco a ver, apenas a ambientação é semelhante porque faz parte da paródia proposta pelo anime e mangá, mas o fato de ser sempre comparado com Harry Potter pode ajudar Mashle a chegar em pessoas que normalmente não dariam chance para um anime. Ou seja, pelo menos a propaganda de ser um “Harry Potter maromba sem a participação de uma autora problemática” pode servir para promover o anime.

Sendo bem sincero, mesmo com muitas críticas a respeito de seu desenvolvimento, Mashle: Magic and Muscles consegue ser um entretenimento justo. É possível que o anime apare as arestas do mangá, algo que já aconteceu em outros sucessos como Demon Slayer, e deixe a obra mais redondinha. De qualquer forma, não deixa de ser uma ótima pedida para dar uma assistida enquanto espera o pré-treino.

Onde acompanhar?

Mashle: Magic and Muscles chega na Crunchyroll no próximo dia 8 de abril e é um dos carros-chefe da temporada de primavera de 2023, ao lado de Hell’s Paradise e a continuação de Mobile Suit Gundam: The Witch from Mercury.

Caso se interesse em ler o mangá, ele está sendo lançado no Brasil pela editora Panini com o nome de Mashle: Magia e Músculos. É também possível ler os capítulos no aplicativo MangaPlus da Shueisha, mas aqui somente em inglês.

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Omelete no Youtube

Confira os destaques desta última semana

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a nossa Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.