Temporada de Verão 2022 | 7 animes inéditos que podem te interessar

Créditos da imagem: Lycoris Recoil/Engage Kiss/Yurei Deco/Montagem/Reprodução

Mangás e Animes

Lista

Temporada de Verão 2022 | 7 animes inéditos que podem te interessar

Assistimos às estreias da temporada de primavera 2022 e listamos alguns animes para você escolher o que assistir

Omelete
1 min de leitura
Fábio Garcia
13.07.2022, às 11H34

Neste mês de julho começou a temporada Verão 2022 dos animes e, como sempre, ela está recheada de séries inéditas além das continuações. Muitos falaram que essa é uma temporada “fraca”, mas fizemos o trabalho duro por você e assistimos aos novos animes para selecionar essa lista de 7 produções que merecem a sua atenção nesses próximos meses. Você nem precisa assistir a todos eles, mas algum dessa lista vai te interessar.

É importante reforçar que a matéria não vai falar sobre animes que continuam da temporada passada, como A Couple of Cuckoos ou Aoashi, e nem de novas temporadas de séries já conhecidas, como Classroom of the Elite ou Rent-a-Girlfriend. O foco aqui da matéria são as séries começando agora.

Depois dessas explicações, vamos aos destaques entre as estreias? Lembrando que todas são lançadas oficialmente no Brasil pela Crunchyroll.

Engage Kiss

A história aqui é ambientada em uma ilha artificial, utilizada para extrair recursos naturais. Monstros demoníacos passaram a ser uma dor de cabeça dessas extrações, e aí empresas privadas participam de licitações para conquistar o direito de exterminá-los. O protagonista de Engage Kiss é Shu, um jovem que faz contratos a preços baixíssimos e conta com a ajuda de uma demônia nos combates (depois de um beijo bem melado, claro).

Tal qual um hot-dog paulista, Engage Kiss chama a atenção por colocar uma quantidade enorme de elementos sem a preocupação de tudo se harmonizar. O anime é uma salada que mistura ação, romance, triângulo amoroso, demônios e futuro distópico, mas surpreendentemente não deixa um gosto ruim na boca. Os personagens são um pouco detestáveis, mas há ali algum potencial de uma boa história.

E para quem não quer pensar, Engage Kiss tem ótimas cenas de ação produzidas pelo estúdio A-1 Pictures (do anime 86). As cenas de luta são bem empolgantes, e a direção assinada por Tomoya Tanaka (Visual Prison) não deixa a peteca cair em momento algum. Agora é só torcer para Engage Kiss não ter o mesmo triste fim de outros animes multiprojetos como takt.OP Destiny que acabaram negligenciando a narrativa na reta final.

Lucifer and the Biscuit Hammer (Hoshi no Samidare)

Esse temos até uma texto inteiro dedicado aqui no Omelete, mas vamos te contar a história de novo. Yuuhi Amamiya é um jovem adulto normal surpreendido com a aparição de um lagarto falante em sua casa. O réptil explica que Yuuhi precisa ser um cavaleiro, se reunir com outros guerreiros e juntos protegerem a princesa lendária das garras do maléfico feiticeiro. Após receber esse aviso, Yuuhi apenas arremessa o lagarto para longe, pois não quer ser herói, mas muda de ideia quando descobre que a tal princesa, na verdade, também deseja destruir o mundo.

Lucifer and the Biscuit Hammer foi um dos animes mais comentados da temporada, mas não de forma positiva. A produção do estúdio NAZ, cheia de animações limitadas e uma visível falta de orçamento, é capenga a ponto de virar meme. É personagem rolando no chão imóvel, inimigo aparecendo com um zoom na tela e até arbustos que não se mexem. Mas o que faria alguém ver esse anime tão feio? Bem, a história.

Como já contamos, Lucifer and the Biscuit Hammer é aquela produção capaz de conquistar as pessoas pela interpretação dos atores e pelo roteiro. A história pega emprestado vários dos clichês de um típico shonen de lutinha e utiliza em uma história mais madura sobre as dificuldades de se tornar adulto. Talvez você vá rir um pouquinho da animação, mas ficará cativado pela história.

Yurei Deco

Aqui temos um anime para aquelas pessoas que gostam de sair da zona de conforto. Yurei Deco se passa em um futuro muito colorido e tecnológico no qual as pessoas vivem a base de curtidas e interações virtuais. A protagonista é a garota Berry que se alia à misteriosa Hack para investigar a fundo sobre uma misteriosa criatura que esconde a verdade por trás desse mundo tão colorido.

A descrição pode parecer genérica, mas esse anime está longe disso. O design de personagens chama a atenção por fugir do comum em um anime, mais próximo do esperado em animações ocidentais para jovens adultos, e a história se desenrola de uma forma provocativa para os espectadores. Há também uma (leve) crítica sobre a forma como as pessoas são reféns de suas redes sociais, então Yurei Deco também oferece uma reflexão além de toda essa bagunça.

Ao contrário do que muitos disseram na internet antes da estreia, Yurei Deco não é dirigido por Masaaki Yuasa (Devilman Crybaby), e sim por Tomihisa Shimoyama (do segundo filme de Fullmetal Alchemist). A produção é do Science Maru, dos elogiados The Heike Story e Eizouken!, então podemos esperar algo bom desse anime.

Lycoris Recoil

Na história de Lycoris Recoil, o Japão vive em paz com uma criminalidade baixíssima. Como o país consegue isso? Recrutando órfãs que ingressam uma força policial feminina chamada Lycoris cujo objetivo é matar qualquer pessoa que pense em cometer um crime. Nesse contexto, a protagonista Takina acaba "desobedecendo" ordens de seus superiores e é mandada a uma outra região para trabalhar com Chisato, uma agente que gerencia também uma cafeteria.

Essa sinopse é um convite a acreditar que se trata de um anime que glorifica a violência e a tolerância zero, mas o anime vai por outro caminho. Chisato tem a função de ensinar a humanidade a Takina, seja ajudando o bairro em tarefas cotidianas ou mesmo coibindo o crime sem a utilização de armas letais. Chisato tem uma visão menos extremista de como se lida com a violência das ruas, e esse conflito deve ser transformador para ambas.

Lycoris Recoil é um projeto inédito, parceria da Kadokawa, Dentsu e a Aniplex. A direção é assinada por Shingo Adachi, seu primeiro projeto na função. Antes desta estreia, Shingo trabalhou apenas na função de Character Design de um anime "desconhecido" aí chamado Sword Art Online.

Teppen!!!!!!! Laughing 'til You Cry

Toda temporada temos algum anime de um grupo de garotas fofas fazendo alguma atividade, e Teppen!!!! é a série da vez. A protagonista, ou pelo menos uma das garotas com mais destaque, é Yayoi Sakamoto, uma adolescente que ama comédia. Para aperfeiçoar suas habilidades, ela se matricula em um colégio e vai conviver com outras garotas humoristas em busca de um lugar ao sol.

Teppen!!!!!!! Laughing 'til You Cry é um anime com várias situações cotidianas sendo resolvidas de forma absurda. No primeiro episódio as garotas precisam arranjar uma forma de consertar um troféu de halterofilismo danificado, além de outras bobagens. Por serem muitas garotas com destaque no anime, a série consegue alternar rapidamente entre os núcleos para desenvolver outros tipos de comédia. Se busca algo leve, fica a sugestão.

Esse anime acabou se envolvendo em uma grande polêmica no Japão por causa de seu segundo episódio, cuja exibição foi cancelada no Japão. A trama iria mostrar as garotas se envolvendo com um atentado a um presidente, e a emissora achou melhor não exibir porque poucos dias antes o ex-primeiro ministro Shinzo Abe havia morrido em decorrência de um atentado. Agora é torcer para nenhum outro episódio apresentar coincidências com a vida real.

Fuuto Pi (Fuuto Tantei)

Fuuto Pi ainda não estreou, mas é justo que seja colocado aqui como uma das estreias mais importantes da temporada. O anime, na verdade, é um derivado de Kamen Rider W e conta a história da dupla Shotaro Hidari e Philip, que enfrentam criminosos na cidade de Fuuto. Nesse universo, dispositivos são usados para transformar bandidos em monstros perigosos, então caberá à dupla defender a cidade de Fuuto se transformando em Kamen Rider.

Não é tão estranho termos um anime de Kamen Rider esse ano, principalmente porque a franquia está comemorando 50 anos de vida. Além da animação que continua a história original de 2009, também foram anunciadas a série Kamen Rider Black Sun e o filme Shin Kamen Rider, dirigido por Hideaki Anno (de Neon Genesis Evangelion).

The Yakuza's Guide to Babysitting (Kumichou Musume to Sewagakari)

Baseado em um mangá homônimo, The Yakuza's Guide to Babysitting é uma comédia estrelada por Tooru Kirishima, um perigoso membro da Yakuza. Como o chefe da gangue não tem gostado do comportamento de Tooru nas últimas tarefas, o rapaz acabou sendo escalado para ser babá de Yaeka, a filha mais nova do líder da Yakuza.

Mais um anime em que a aproximação de uma criança vai transformar o comportamento de um adulto? Sim! As histórias de The Yakuza's Guide to Babysitting são bastante leves e chama a atenção a preocupação de Tooru para não fazer Yaeka perceber a violência da Yakuza.

A animação não tem nada de impressionante, mas cumpre a função de ser uma história que mexe com a emoção. O destaque maior fica com o dublador Yoshimasa Hosoya (o Reiner Braun de Attack on Titan), responsável pela voz do protagonista. Ele consegue fazer todas as nuances, de um babá dedicado a um demônio da Yakuza, vale a pena conferir.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.