Amazon Prime Video

Lista

As diferenças entre as HQs e a série de The Boys

História teve adaptações para chegar ao Prime Video

Load Comics
03.09.2020
12h03
Atualizada em
03.09.2020
12h50
Atualizada em 03.09.2020 às 12h50

A 2ª temporada de The Boys está chegando e, para preparar você para essa estreia, reunimos algumas grandes diferenças entre a série do Amazon Prime Video e a HQ de Garth Ennis[Cuidado com spoilers da primeira temporada e também dos quadrinhos].

A 2ª temporada de The Boys terá seus três primeiros episódios lançados no Prime Video em 4 de setembro, com novos episódios sendo lançados semanalmente. A série já foi renovada para seu 3º ano.

Composto V e Os Garotos

Montagem de The Boys
Divulgação

A série deixa claro que, com exceção de Kimiko, Billy e seus homens não têm nenhum tipo de poder. Eles são habilidosos nas missões, contam muito com a sorte e os trailers do 2º ano indica que eles terão um bom arsenal. No entanto, é impossível que eles consigam enfrentar cara a cara os "heróis". Por isso sempre estão fugindo e demonstram um medo grande do Capitão Pátria.

Já nos quadrinhos isso é diferente. O grupo de Billy pode encarar os Sete de igual para igual, graças ao Composto V. Todos utilizam a substância em um momento da história, ganhando poderes temporários para enfrentar os heróis. Sem seus poderes, eles seriam apenas seres humanos que caçam super-heróis para o governo, igual na série. Quem sabe isso seja até uma previsão para o futuro da produção, já que ela foi renovada para a terceira temporada.

Origem de Kimiko

Montagem de The Boys
Divulgação

Outra coisa que muda bastante é a origem da Kimiko. Na produção, ela foi uma criança-soldado que recebeu o Composto V, aplicado por seus compatriotas guerrilheiros. Ela foi um subproduto da Vought para criar super vilões, já que a empresa enviou o composto para os terroristas, para reforçar a demanda por supers que só eles podem fabricar.

Já nos quadrinhos, Kimiko comeu o Composto V por acidente quando bebê e se tornou a mais poderosa do grupo de Billy. Tirando Frenchie, ninguém entende o que ela pensa, mas o grupo pode contar com ela para arrancar alguns rostos e ser bem violenta. Outra mudança foi em relação ao nome, já que nas publicações ela é chamada apenas de Fêmea. 

Becca Butcher

Montagem de The Boys
Divulgação

O final da primeira temporada revela que a esposa de Billy está viva. A Vought escondeu sua sobrevivênvia e a existência de seu filho super-poderoso. A série dá a entender que os supers não podem se reproduzir biologicamente, o que torna o filho de Homelander o primeiro super-herói nascido fora de laboratório. O fato de que sua esposa está viva - e teve um filho do Capitão Pátria - muda tudo em que Billy acreditava, tornando a segunda temporada imprevisível até para os fãs das publicações.

Sem dúvidas, essa é uma das maiores mudanças em relação às HQs. Por lá, ela morre após dar a luz ao filho de Homelander, que foi origem de um estupro. Seu destino cruel é a única coisa que mantém Billy vivo. A série mostrou um pouco dessa trama, inclusive, mas mudou drasticamente seu final.

Madelyn Stillwell e a Vough

Montagem de The Boys
Divulgação

Os Sete são os super-heróis mais poderosos do mundo, mas ainda assim eles precisam responder a uma empresa que controa suas ações heróicas e suas vidas pessoais. Na série, quem está à frente da companhia Vough é Madelyn Stillwell, uma personagem humana e vulnerável. Além de se preocupar com (algumas) outras pessoas, ela também tem uma relação de amor com o filho. Ainda que priorize o trabalho, ela não é tão desumana quanto sua versão nos quadrinhos.

Por lá, quem toca a empresa é James Stillwell, um executivo sem emoção e sociopata, que se preocupa apenas com o bem-estar da empresa. Para ter uma ideia, em uma das edições ele ordena o massacre da versão dos X-Men deste universo, porque eles estão incontroláveis e "não comercializáveis". 

Membros dos Sete

Montagem de The Boys
Divulgação

Na série do Amazon Prime Video, Os Sete são formados por Homelander, Queen Maeve, A-Train, Deep, Black Noir, Translúcido e Starlight. Além da mudança nos uniformes deixando eles com uma aparência mais próximas dos de heróis já conhecidos do público, a formação dos quadrinhos não conta com Translúcido que é morto logo na primeira temporada.