Séries e TV

Artigo

The Witcher | Elenco fala sobre as emoções dos personagens na segunda temporada

Episódios exigiram muito do lado emotivo dos atores

Pedro Henrique Ribeiro
24.12.2021, às 12:54

A segunda temporada da série The Witcher, da Netflix, estreou com um sucesso inquestionável após quase dois anos de espera. A trama retornou para seu segundo ano mais emotiva, com um elenco robusto e expandindo o universo criado nos livros de Andrzej Sapkowski. O trio principal formado por Geralt (Henry Cavill), Yennefer (Anya Chalotra) e Cirilla (Freya Allan) viveu momentos de tensão do primeiro ao último minuto da temporada, mostrando que, em meio a guerras e forças malignas, os sentimentos ficam ainda mais fortes.

Mas isso não se limitou ao trio principal. Todos os personagens tiveram seus momentos de mais emocionais e outras provações nessa temporada. Para entender melhor como esse processo foi construído, o Omelete conversou com alguns dos principais nomes da temporada.

Emoções afloradas

Yennefer é quem tem a melhor construção emocional nas duas temporadas de The Witcher, então esse é um assunto que Anya domina. “Ela não teve em sua vida quem ela queria ser [uma mãe] e foi liderada por figuras maternas. Tissaia é uma das personagens mais importantes para Yennefer no momento”, diz a atriz, que lembra da busca de Yen pela maternidade. “Eu acho que, quando ela conhece Ciri nesta temporada, ela muda seu propósito, porque sem seu relacionamento com ela não seria capaz de cumprir seu potencial”.

Anya Chalotra como Yennefer na segunda temporada de The Witcher
Netflix/Divulgação

Assim como Yen e Geralt tiveram sua jornada de paternidade com Ciri, o mais velho dos bruxos, Vesemir, cumpriu esse papel desde a queda de Kaer Morhen (que pode ser vista na animação The Witcher: Lenda do Lobo).Ele recebeu e criou a maioria dos bruxos, os transformando em caçadores implacáveis espalhados por todo o continente.

Agora com todos crescidos e fazendo dinheiro matando monstros, Vesemir tem outras preocupações e objetivos — e aposentadoria não é um deles. "E tão difícil conviver com as metas no mundo dos negócios. Tudo está caindo, não podemos criar mais bruxos, é uma situação muito triste”, comenta Kim Bodnia, que vive Vesemir na série da Netflix. Apesar da postura de paizão com os bruxos, na segunda temporada, ele faz uma bagunça na jornada de autoconhecimento de Ciri, quase como um avô imprudente dando conselhos.

Kim Bodnia como Vesemir na segunda temporada de The Witcher
Netflix/Divulgação

E não foi só Kim que falou sobre questões relacionadas ao seu personagem na série. O ator Joey Batey, o bardo Jaskier, também refletiu sobre o futuro de seu personagem na franquia. Separado de Geralt na primeira temporada, o artista e o bruxo se reencontraram para resgatar Cirilla. “Tenho quase certeza de que vou ser demitido [por responder]”, brincou. “Portanto, não acho que ele [Jaskier] tenha trabalhado nisso. Tudo o que sei é que Lauren [Schmidt, a showrunner] está constantemente procurando colaborar e se aprofundar mais e mais em todos os personagens da série, mas não tem medo de desconsiderar alguns para servir à história”, continuou, insinuando que podemos perder o bardo mais para frente.

Já a atriz Mimi Ndiweni dá vida à maga Fringilla. Seguidora fiel da Chama Branca, a personagem já tomou várias decisões contraditórias, como salvar Yennefer após tentar matá-la na guerra e dar abrigos aos elfos. Mimi disse que considera a personagem uma vilã na trama. “É difícil [pensar nisso] quando você se aproxima do personagem”, disse. “O continente é um mundo difícil de se sobreviver. Ela não estaria viva se não fizesse algumas escolhas difíceis, e eu vou apoiá-la para sempre”.

Mimi Ndiweni como Fringilla na segunda temporada de The Witcher
Netflix/Divulgação

A fera e a bela

Enquanto Fringilla caminha entre o bem e o mal, o personagem Nivellen, de Kristofer Hivju, já terminou o percurso e agora tenta compensar seus erros do passado apostando no amor. O personagem inspirado no conto A Bela e a Fera trouxe uma carga emocional extra para os primeiros episódios da temporada. “Bem, eu gosto dos aspectos antigos porque por um lado ele é muito leve e divertido, por outro lado, ele tem esse lado sombrio e é essa coisa que está se escondendo, sabe, então ele tem essa mistura das duas coisas”.

Kristofer Hivju como Nivellen na segunda temporada de The Witcher
Netflix/Divulgação

Preparar esse personagem não foi fácil, mas o resultado surpreendeu até Henry Cavill, que contou ao Omelete que a cena que mais gostou foi ao lado de Kristofer. Para viver Nivellen, o ator fez muita pesquisa nos livros e jogos. “Mesmo que ele seja uma fera, queríamos que ele fosse o mais humano possível. Você quer se conectar com ele para que tudo seja real”, disse Kristofer, que contou que para a caracterização do personagem, maquiagem e CGI trabalharam bastante. “A equipe de CGI fez um trabalho incrível tornando-nos o mais real possível, e quando eu olho nos meus olhos, sinto como se estivesse olhando no espelho, foi incrível”.

As duas primeiras temporadas de The Witcher estão disponíveis no catálogo da Netflix. O terceiro ano já está com o roteiro finalizado e as gravações devem começar no início de 2022.

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados e cookies para as finalidades ali constantes.