The Last of Us | Série não mudará sexualidade de Ellie, garante showrunner

Créditos da imagem: The Last of Us - Part II/Naughty Dog/Reprodução

Séries e TV

Notícia

The Last of Us | Série não mudará sexualidade de Ellie, garante showrunner

A DLC do game, assim como os trailers do novo jogo tratam abertamente da sua homossexualidade

Mariana Canhisares
06.03.2020
13h19

A adaptação de The Last of Us para a TV não mudará a sexualidade de Ellie, garantiu o roteirista e showrunner Craig Mazin. Respondendo a uma fã, que pediu para que não apagassem a representatividade da personagem, ele deu sua palavra de que a protagonista será, sim, retratada como uma mulher homossexual.

A sexualidade de Ellie foi primeiro abordada na DLC Left Behind, quando a jovem aparece beijando Riley. Com base nos trailers da sequência do game, a personagem deve se envolver romanticamente com outra mulher.

O projeto será uma rara colaboração entre diferentes meios. Mazin, da TV, produzirá e coescreverá o projeto ao lado de Neil Druckmann, que dirigiu o game de 2013 e também sua sequência, prevista para chegar ao PlayStation 4 em maio de 2020. A produção será da Sony Pictures Television, e também marcará o primeiro trabalho da divisão PlayStation Productions.

Ambientado em um mundo pós-apocalíptico, The Last of Us acompanha a jornada de Joel, um sobrevivente que pode ter encontrado a cura para a infecção em Ellie, garota imune ao vírus. Com excelentes críticas, o jogo chegou ao PlayStation 3 em 2013, e mais tarde foi relançado no PS4. Sua continuação, The Last of Us - Part II, chega ao console em 29 de maio.

Ainda não há previsão de estreia para a série de The Last of Us, e nem menção sobre o elenco. Essa não é a primeira vez que a Sony tenta levar o game para as telas: anteriormente, havia um filme em desenvolvimento, com produção de Sam Raimi e Maisie Williams (Game of Thrones) cotada para interpretar Ellie. Desde 2016 o projeto está em impasse - saiba mais.