Cena de Round 6

Créditos da imagem: Netflix/Divulgação

Séries e TV

Artigo

Round 6 | O que acontece no final da série coreana da Netflix

Sucesso no streaming segura o fã com revelação nas últimas cenas

Jorge Corrêa
06.10.2021
12h22

Grande surpresa entre as séries mais vistas da Netflix esse ano, a coreana Round 6 está atraindo o público com seu suspense que beira um terror psicológico. Sem ganchos apelativos entre os episódios, a produção consegue segurar o espectador até o final apenas com seu roteiro bem amarrado que conta com uma surpresa no final. 

(ALERTA DE SPOILER)

No penúltimo episódio, vemos o protagonista Seong Gi-hun (Lee Jung-jae) encerrar sua amizade com Sang-Woo (Stephen Fu) após perceber que ele seria capaz de qualquer coisa, inclusive matar indiscriminadamente, para ganhar o prêmio final. A relação vira rivalidade mortal após Sang-Woo degolar Kang Sae-byeok (Jung Hoyeon), que já estava ferida.

O capítulo final começa como todos imaginavam: com a sexta e última prova sendo o Jogo da Lula (que dá nome à série em quase todos os países, menos Brasil e Canadá francês, e que tinha sido apresentado logo na primeira cena). Usando como base as regras da brincadeira coreana de criança, os agora ex-amigos fazem uma versão mortal do jogo, usando facas e briga de rua.

Quando tudo levava a crer que Sang-Woo venceria, Gi-hun consegue o golpe final que o daria a vitória e o prêmio, mesmo sem matar o colega. Mas se ele pisasse na cabeça da lula, ou seja, vencesse de fato a disputa, seu ex-colega seria morto por um soldado. Sabendo disso, ele propõe que ambos desistam e, assim, os dois sairiam sem o prêmio, mas vivos. Sang-Woo então usa uma das facas para se matar e Gi-hun é declarado vencedor. 

Bilionário, Gi-hun é devolvido para sua vida normal fora do jogo. Traumatizado pelo o que passou na disputa, ainda descobre que sua mãe morreu em casa, desamparada, enquanto ele esteve fora. Sentindo-se culpado, ele fica um ano sem encostar no dinheiro que ganhou, vivendo quase como um mendigo.

Então vem a grande revelação: sem qualquer expectativa nesse sentido,  Gi-hun recebe um cartão do jogo, pedindo para que ele vá encontrar seu “melhor amigo” naquela noite. Ao chegar ao local marcado, ele encontra Oh Il-nam (Oh Yeong-su), o idoso de quem ele tinha ficado próximo e que ele achou que tinha sido morto no jogo, em uma cama de hospital, claramente perto de seu último suspiro por conta de um câncer terminal no cérebro.

Rapidamente Gi-hun tem a epifânia de que o velhinho era a mente por trás de toda a crueldade do jogo. Oh Il-nam explica que aquela disputa foi a forma que ele encontrou, depois de ficar muito rico, ao lado de outras pessoas muito ricas, de voltar a ter algo divertido na vida. E que depois de um tempo, apenas participar do jogo -- não só assistir -- tinha algum sentido para ele e por isso tinha ido para a disputa.

Com a morte de Oh Il-nam ao seu lado, Gi-hun finalmente resolve usar o dinheiro que ganhou. Primeiro ele resgata o irmão mais novo de Sae-byeok do orfanato que estava e o entrega para a mãe de Sang-Woo. Junto, ele deixa uma mala de dinheiro com metade do prêmio que ganhou. Em seguida, vemos ele indo para os Estados Unidos para reencontrar sua filha, mas uma visão o faz mudar de ideia.

No aeroporto, ele encontra o mesmo vendedor que o convenceu a entrar no jogo. Ele até tenta o perseguir e não consegue chegar a tempo, mas impede que uma pessoa seja aliciada para a disputa. Com o cartão em mãos, ele liga para o telefone atrás e diz que tentará impedir que aquilo aconteça novamente. Gi-hun então desiste de pegar o avião e volta para trás, deixando gancho para uma possível segunda temporada que ainda não está confirmada.

Omelete agora tem um canal no Telegram! Participe para receber e debater as principais notícias da cultura pop (t.me/omelete).

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.